17

Bolo de Melado, Aveia e Gengibre [Parkin Cake]


Na última quinzena do Colher de Tacho – em que o rei foi a Quinoa – não publiquei nenhuma receita porque a farinha de quinoa não me agradou em nenhuma das duas receitas que fiz: pão e panquecas. Não suportei o cheiro e o gosto não me agradou. Fiquei arrependida de não ter comprado o grão, pois eu poderia ter mais propriedade para dar meu parecer. E eu queria muito ter gostado, pois me pareceu maravilhosa a idéia de poder substituir a farinha de trigo em algumas receitas. Mas nada me impede depois de experimentar de novo, principalmente por ela possuir tantas propriedades boas.
Nessa quinzena do gengibre, porém, não vou faltar: eis aqui minha receitinha. Trata-se de um bolo tradicional do norte da Inglaterra chamado Parkin. Lembrou-me um pouco o Bolo de Mel-de-Engenho que fiz uma vez, no entanto nesta eu havia usado um mel-de-engenho artesanal que tem um aroma bem mais apurado que o industrializado que usei hoje.
Não costumo usar gengibre, aliás, acho que nunca tinha usado, mas com essa receita deu pra me familiarizar mais com seu sabor. A massa do bolo é um pouco úmida, meio pegajosa quando ainda está quente, mas faz parte da textura do bolo mesmo. Muito bom. Se der tempo ainda participo com outra.

Ingredientes:
1 e 1/4 de xícara (300 ml) de leite
225 g (2/3 de xícara) de glucose de milho (golden syrup)
225 g (2/3 de xícara) de melado de cana (mel-de-engenho)
115 g (1/2 xícara) de manteiga ou margarina
50 g (1/4 de xícara) de açúcar mascavo
450 g (4 xícaras) de farinha de trigo
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 e 1/4 de colher (chá) de gengibre em pó (gengibre moído)
350 g (3 xícaras) de aveia (usei em flocos finos)
1 ovo batido
açúcar de confeiteiro para polvilhar

Preaqueça o forno em 180°. Unte e forre com papel manteiga uma forma quadrada de 20 cm (usei uma retangular pequena). Aqueça em fogo baixo numa panela o leite, a glucose, o melado, a manteiga e o açúcar, mexendo até ficar homogêneo. Não deixe ferver. Numa vasilha grande, misture a farinha de trigo com o bicarbonato de sódio, o gengibre e a aveia. Faça um buraco no centro, coloque o ovo e vá jogando devagar a mistura aquecida. Misture até obter uma massa homogênea. Despeje a massa na forma preparada e asse por cerca de 40-45 minutos, até que fique firme ao toque (fiz também o teste do palito). Deixe esfriar um pouco na própria forma, depois desenforme e leve para esfriar numa grelha. Corte em quadrados e cubra com açúcar de confeiteiro.

Fonte: Afternoon Tea [Molly Perham].

Anúncios
26

Lloyd-Jones


Uma receita prática sempre chama atenção e essa da Carla me pareceu ótima. O difícil foi achar a massa pra vender, mas não é sabido que quando a gente desiste, a coisa aparece? Tenho descoberto que na minha cidade os mesmos supermercados têm produtos bem diferenciados de acordo com o bairro, região etc. Então sempre que estou num bairro diferente e preciso fazer compras, acabo indo conhecer um mercado novo. E sempre encontro coisas diferentes. Em um encontrei flor de sal, noutro encontrei taco shells, noutro encontrei massa de pastel enrolada!
Então fiz os tais Lloyd-Jones! Bem gostosinhos, ficaram ótimos com um suco de laranja feito na hora.

Ingredientes:
1 pacote de massa de pastel (inteira, enrolada)
2 colheres (sopa) de catchup

Recheio que usei:
2 colheres (sopa) cheias de creme de leite para pincelar
Queijo coalho ralado a gosto
Azeitonas picadas a gosto
Pimentão vermelho sem pele picado a gosto

Abra a massa e divida em duas. Coloque por cima o recheio, no caso, o queijo, as azeitonas e o pimentão. Enrole como rocambole, soltando o plástico e fechando a massa. Repita com a outra parte da massa. Ponha numa assadeira média levemente untada e pincele com catchup. Cubra com papel alumínio e leve ao forno preaquecido por cerca de 15 minutos. Retire o papel e deixe assar por mais uns 30 minutos ou até que a “casca” fique crocante. Corte em fatias e sirva na hora.

Fonte: Feijoada Búlgara.

16

Sloppy Joes


Esse tipo de receita é ideal para as sessões de vídeo que acontecem aqui em casa e, apesar de temer que o pessoal fosse achar picante demais, foi um sucesso. Servi com alface e queijo mozarela, ficou muito bom. É bom também que seja servido com alguma bebida gelada, um suco ou refrigerante doce, para aqueles que têm pouca resistência à pimenta. Não modifiquei quase nada da receita da Cinara: só o cominho que eu não usei pois não tinha em casa, acrescentei colorau e fritei o alho junto com a carne. Dê uma olhada na receita original para saber mais sobre esse sanduíche picante.

Ingredientes:
800 g de carne moída (patinho)
1 cebola picada
3 dentes de alho amassados
1 pimentão picado (usei vermelho)
1 lata de molho de tomate
1 xícara de água
1 colher (chá) de chili em pó
1 colher (chá) páprica doce
1 colher (chá) de cominho em pó (não usei)
1 colher (chá) de vinagre branco
1 colher (chá) de orégano
1 colher (sopa) de colorau ou colorífico (opcional)
3 colheres (sopa) de açúcar mascavo
1/2 colher (chá) de sal
1/2 colher (chá) de pimenta-do-reino
8 pães de hamburger

Numa panela grande, frite a carne com o alho, a cebola e o pimentão mexendo sempre com espátula ou colher de pau, para que a carne fique bem soltinha. Deixe o líquido da carne secar. Misture o molho de tomate e a água e mexa até incorporar. Acrescente os demais ingredientes, misturando bem. Deixe em fogo baixo por 10 ou 15 minutos, até engrossar o molho. Sirva com fartura sobre os pães de hambúrguer.

Fonte: Cinara’s Place.

4

Muffins de Queijo


Esse muffin não me agradou muito, mas não ficou ruim. Talvez pelo fato de ser um muffin salgado eu esperava que fosse mais… salgado. Talvez ficasse melhor com outro queijo, ou com mais sal, vou experimentar. Mas o bom é que você morde o muffin e o queijo derretido vem no meio, é legal. É algo a ser melhorado, por isso coloco ele aqui. Só não sugiro que seja feito em forminhas de papel como fiz, pois essa massa gruda depois de assada, é melhor que seja feito diretamente nas formas untadas.

Ingredientes:
50 g (1/4 de xícara) de manteiga
175 g (1 e 1/2 xícara) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
2 colheres (sopa) de açúcar
pitada de sal
1 colher (chá) de páprica
2 ovos
1/2 xícara (120 ml) de leite
1 colher (chá) de tomilho seco
50 g de queijo Cheddar em cubos

Preaqueça o forno em 190°. Unte 9 formas de muffin (não aconselho as forminhas de papel neste caso). Derreta a manteiga. Peneire juntos a farinha, o fermento, o açúcar, o sal e a páprica numa tigela. Em outra tigela, misture os ovos, o leite, a manteiga derretida e o tomilho e bata bem.
Junte a mistura líquida aos ingredientes secos e misture rapidamente, apenas para incorporar. Não mexa muito. Ponha um pouco de massa nas formas, cubra cada muffin com cubos de queijo e por cima mais um pouco de massa. Asse por cerca de 25 minutos, até que fiquem dourados e macios. Deixe descansar por 5 minutos numa grelha e sirva-os ainda quentes ou mornos.

Fonte: Afternoon Tea [Molly Perham].

16

Encontro com a Cinara


Eu conheci a Cinara! Como todos sabem, a Cinara está a passeio em Fortaleza e encontrei com ela e sua família (marido, filho, irmão e cunhada) num restaurante mexicano. A foto acima é apenas ilustrativa pois esqueci de levar minha câmera! Que vergonha. Foi uma noite muito agradável pra mim e meu marido e adorei conhecer essas pessoas maravilhosas. A Cinara é exatamente como imaginei, super divertida e atenciosa, uma fofa. Quase não falamos sobre os blogs e sobre comida porque a prosa tomou outros rumos, mas trocamos lembrancinhas e a promessa de repetir o encontro um dia. Mas não esperem que ela comente algo logo pois nesse momento ela deve estar tomando sol em alguma praia por aqui…

12

Bolo de Chocolate com Flocos de Arroz

Eu já havia feito esse bolo algumas vezes na minha adolescência, numa época em que eu não tinha balança nem medidas e fazia tudo de maneira improvisada. Talvez por isso ele nunca tenha ficado tão bom como ficou dessa vez. Não me empolguei em comprar chocolates nessa páscoa, mas esse bolo compensou. Com exceção da cobertura (que é um brigadeiro), ele fica com um sabor marcante de chocolate, beirando o meio-amargo. Na receita original a idéia é cobrir com chocolate granulado, mas optei por misturar flocos de arroz à cobertura e ficou bem legal.

Ingredientes:
Massa:
3 xícaras de chocolate em pó
120 g (1/2 xícara) de manteiga em temperatura ambiente
3 ovos
360 g (2 xícaras) de açúcar
280 g (2 xícaras) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
uma pitada de sal
2 xícaras de leite

Cobertura:
3 colheres (sopa) de chocolate em pó
1 lata de leite condensado
1 colher (chá) de leite
1 colher (chá) de manteiga
flocos de arroz a gosto

Bata a manteiga com as gemas e o açúcar. Acrescente a farinha de trigo, o chocolate, o fermento em pó e o sal peneirados. Junte o leite e misture bem. Bata as claras em neve e incorpore à massa levemente, sem bater. Despeje a massa em uma assadeira de 27 cm de diâmetro, untada com manteiga e polvilhada com farinha. Leve ao forno médio (180°), por cerca de 35 minutos ou até que enfiando um palito no centro este saia limpo. Enquanto assa a torta, prepare a cobertura levando ao fogo baixo todos os ingredientes (com exceção dos flocos de arroz) bem misturados. Mexa sempre até ferver. Cozinhe por uns 3 minutos e retire do fogo. Acrescente os flocos de arroz e misture. Desenforme a torta e espalhe a cobertura por cima e dos lados.

9

Crêpes da Julia Child [Presentes da Fer]

Estou ficando mimada com tanto carinho que tenho recebido dessa comunidade de blogueiras de comida. Dessa vez foi a nossa celebridade-mor que me presenteou e eu nem sei como agradecer. Tudo lindo e de bom gosto, como ela.
Foi tão legal ler as introduções do livro da Julia Child, deu vontade de saber mais sobre ela, apesar de que a própria Fernanda sempre comenta alguma coisa. Hoje à noite fiz uns crepes do livro, vou deixar aqui apenas a receita da massa (fiz metade), pois o recheio eu improvisei apenas um molho branco com queijo e cogumelos.
Adorei tudo! Obrigada, querida Fernanda, mais uma vez.

Ingredientes:
(Para 12 crepes de 16 cm)
1 xícara de água gelada
1 xícara de leite gelado
4 ovos grandes
1/2 colher (chá) de sal
2 xícaras de farinha de trigo
4 colheres (sopa) de manteiga derretida

Bata todos os ingredientes no liquidificador em velocidade alta por 1 minuto. Leve à geladeira por pelo menos 2 horas. Unte levemente uma panquequeira de teflon ou ferro com óleo. Leve ao fogo médio até começar a sair fumaça. Retire do fogo e despeje cerca de 1/4 de xícara da massa, inclinando a panquequeira de modo que a massa alcance toda a superfície e que fique bem fina. Volte ao fogo e deixe por cerca de 1 minuto. Ele estará pronto quando soltar facilmente ao mexer a panquequeira. Vire o crepe e deixe o outro lado por 30 segundos. Esse lado deve ser o que fica pra dentro. Repita o processo com o restante da massa.

Fonte: The French Chef Cookbook [Julia Child].

23

Flor de Queijo

Cumprindo minha lista aos poucos, já faz um tempinho que vi essa receita no blog da Akemi e agora resolvi fazê-la pro meu pai que está de férias na cidade e passou por aqui hoje. O pão é muito macio e, como a Akemi disse, é uma massa ótima pra trabalhar, fico imaginando se funcionaria com algum recheio doce também. A receita leva parmesão no recheio, mas o pão pode ser recheado com o que se desejar. Fica bem fofo por dentro e um pouco folhado por fora e cresce bastante, uma delícia.

Ingredientes:
Massa:
1 colher (chá) de sal (6g)
1 xícara (chá) de leite morno (220 ml)
2 colheres (sopa) de açúcar (30g)
5 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo (660g)
3 tabletes de fermento biológico (45g)
3 ovos (cerca de 150 g)
1/2 xícara (chá) de margarina gelada (100 g) (uso manteiga)

Recheio:
1/2 xícara (chá) de margarina gelada (100 g) (uso manteiga)
1 xícara e meia (chá) de queijo parmesão ralado (150g) (no da foto usei fatias de presunto e mozarela)
1 ovo para pincelar

Para a massa, bata todos os ingredientes no liqüidificador, com exceção da farinha de trigo. Numa vasilha com a farinha, faça um buraco no meio e despeje a mistura, juntando a farinha aos poucos, amassando com a ponta dos dedos até que fique uma massa macia e lisa. Cubra com um pano e deixe dobrar de volume.
Abra a massa numa superfície enfarinhada e cubra com a margarina ou manteiga, espalhando bem. Cubra com o parmesão ralado (nesta versão eu usei fatias de presunto e mozarela).

Corte a massa ao meio e faça dois rocamboles compridos com cada pedaço. Corte cada rocambole em porções de 6 cm e vá colocando em uma fôrma de buraco no meio, untada e enfarinhada, de forma que os rolinhos fiquem em pé. Deixe dobrar de volume, pincele com o ovo batido e leve ao forno preaquecido (180°) até dourar (cerca de meia hora).

Fonte: Pecado da Gula.