15

Bolo de Milho Dadivoso


Eu sei que todo mundo já fez esse bolo da Dadi e falou maravilhas, mas aqui vai mais uma para o fã-clube. É um bolo simples, pra tomar com café, mas extremamente delicioso, úmido e fofo, derrete na boca e o mais engraçado é que não parece bolo de milho! Não que eu não goste deles, pelo contrário, mas geralmente os bolos de milho empanturram logo na primeira mordida, o que não é o caso desse, que tem um sabor bem suave, como se apenas uma essência tivesse sido usada. A única alteração que fiz foi usar coalhada e dobrar a quantidade desta, já que ela é mais espessa.

Ingredientes:
1 xícara de milho verde debulhado (2 ou 3 espigas)
100 g de manteiga sem sal (temperatura ambiente)
1 xícara de açúcar
2 ovos
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
1/2 xícara de coalhada (usei de búfala) ou iogurte

Unte e enfarinhe uma forma de buraco no meio. Preaqueça o forno em temperatura média. Bata o milho no liquidificador até virar uma pasta homogênea e reserve. Bata o açúcar com a manteiga até obter um creme claro e fofo. Adicione um ovo de cada vez, batendo bem a cada adição. Junte agora o milho, depois a farinha de trigo. Misture bem e acrescente o fermento e, em seguida, a coalhada. A massa fica bem cremosa. Despeje na forma e asse até passar no teste do palito, o que leva de 30 a 40 minutos.

Fonte: Dadivosa.

Anúncios
18

Semi-freddo Nougat


Esta semana recebi mimos maravilhosos da Valentina e, aos poucos, vou mostrando o que ganhei. Um dos presentes foram as favas de baunilha, juntamente com o açúcar de baunilha, que eu morria de curiosidade e achava mesmo que ia demorar pra ver. Simplesmente amei, é tão bom saber como é o verdadeiro sabor e aroma da baunilha! Obrigada mais uma vez, Val! Pois bem, para tanto pensei em colocar em prática uma receita de semi-freddo do Jamie Oliver que eu namorava (a receita, não ele), mas me deparei com a velha questão dos ovos crus, que não tenho mesmo coragem de usar. Então misturei a receita dele com a de sorvete da Nigella, o que resultou numa sobremesa de revirar os olhos, podem acreditar!

O torrone usado deve ser crocante, de preferência. Como não achei de nenhum tipo, usei barras de Snickers, e o resultado foi ótimo. Ainda aproveitei a fava usada para fazer mais açúcar de baunilha: ela vai ser “re-usada” várias vezes, por isso não processei. Olhem que meigo:

Ingredientes:
1 fava de baunilha
70 g de açúcar
1/2 xícara de leite
600 ml de creme de leite integral
4 colheres (sopa) de água gelada
400 g de torrone (nougat) de sua preferência (usei 8 barras de Snickers)
115 g de pistache sem sal
30 g de chocolate amargo ou meio-amargo
2 colheres (sopa) de mel

Corte a fava de baunilha no sentido do comprimento e retire as sementes raspando-as para fora, com uma faquinha. Não descarte a fava*. Junte então as sementes com o açúcar e o leite quente. Misture bem e deixe descansar. Enquanto isso processe o pistache, reserve um pouco para decorar e processe também o torrone.
Na batedeira, bata o creme com a água até obter picos moles (no ponto em que passa de líquido para cremoso). Junte a mistura de baunilha a esse creme e bata mais um pouco, com um batedor. Agora incorpore o pistache e o torrone processado. Se usar as barras de Snickers, tenha paciência para quebrar um pouco os grandes grumos que se formam. Despeje a mistura numa travessa de louça ou vidro, de preferência grande e larga, pra que congele por igual.
Polvilhe com o pistache picado reservado e depois com o chocolate ralado ou em raspas. Por fim regue com mel e leve ao congelador por no mínimo 3 horas. Deixe-o descongelar na geladeira uma meia-hora antes de servir. Uma vez descongelado, não deverá ser congelado de novo, portanto só retire a porção que deseja no momento.

*Aproveite a fava e coloque-as num pote com 300 g de açúcar para obter um açúcar de baunilha (se quiser mais forte, processe-os).

Fonte: Adaptado de Jamie Oliver – O Chef sem Mistérios.

16

Farfalle com Alho-Poró


Aí segue uma receitinha muito fácil e simples, porém muito saborosa, que já foi repetida aqui em casa várias vezes. Você prepara num instante, mas nem por isso tem gosto de macarrão improvisado, pelo contrário, quem come, repete.

Ingredientes:
500 g de macarrão farfalle (fusili na receita original)
Água e sal para cozinhar
3 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
1 xícara de alho-poró cortado em fatias
1 lata de molho de tomate
1 colher (sopa) de manjericão picado
1/2 xícara (chá) de água
1/2 xícara (chá) de leite
1 copo (250 g) de requeijão cremoso
Sal a gosto
Queijo parmesão ralado para polvilhar

Cozinhe o macarrão em água e sal. Reserve. Em uma panela aqueça a manteiga e refogue o alho-poró. Acrescente o molho de tomate, o manjericão, a água e o leite. Cozinhe em fogo brando por 10 minutos. Retire do fogo, junte o requeijão e mexa bem. Acrescente sal e misture o molho ao macarrão cozido. Salpique o queijo ralado e sirva a seguir.

Fonte: Revista Receita Minuto.

27

Focaccia de Batata

Finalmente estou voltando, com muitas saudades de todos e já agradecendo por todos os comentários e e-mails carinhosos que recebi. Aos poucos espero retomar o ritmo de antes e pra começar preparei algo que há muito queria fazer: uma focaccia de batata retirada daqui, cujas fotos são de matar de vontade. Mudei a cobertura inspirada numa pizza vegetariana de supermercado cujo recheio me agrada muito. Pra quem quiser fazer como a original, use tomates-cereja cortados ao meio, azeitonas pretas e folhas de manjericão com a base de azeite, orégano e pimenta. Simplesmente amei a receita, vou repeti-la muitas vezes, uma ótima alternativa para quem gosta de pizza, com a vantagem de ser mais light, pois não tem molho nem queijo mozarela, e também de não precisar abrir a massa com rolo.

Ingredientes:
2 batatas médias
500 g de farinha de trigo
1 colher (chá) de sal (usei granulado)
1 e 1/2 xícara de água morna
1 e 1/2 colher (chá) de fermento biológico seco
2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra-virgem
Um punhado de azeitonas picadas
Um punhado de brócolis cozido e picado
1 pote pequeno de cogumelos fatiados
1/2 pimentão vermelho picado
Orégano a gosto
Pimenta-do-reino moída na hora a gosto
Queijo parmesão ralado a gosto

Para fazer a massa, cozinhe as batatas e reserve. Misture a água e o fermento numa pequena vasilha até o fermento dissolver. Deixe descansar por alguns minutos para ativá-lo. Amasse as batatas ainda quentes. Coloque-as na batedeira com o acessório para massa pesada (usei o processador) em velocidade baixa, junto com a farinha e o sal. Bata rapidamente antes de acrescentar a água com fermento. Dessa vez bata até ficar bem misturado, depois aumente a velocidade e bata por mais 10 minutos, ou até a massa ficar lisa e elástica.
Essa massa fica úmida e pegajosa, portanto resista à tentação de acrescentar mais farinha porque ela é assim mesmo. Unte uma vasilha com azeite e despeje aí a massa, cobrindo com filme plástico e deixando em lugar aquecido (você pode aquecer um pouco o forno e desligá-lo). Deixe por 45 minutos a 1 hora, ou até dobrar de tamanho (a minha não cresceu muito).
Unte com azeite uma assadeira grande (30 x 40 cm) e distribua a massa no centro dela, puxando a massa para as laterais. Como a massa é pegajosa, unte seus dedos ou uma espátula com azeite, à medida que vai esticando-a. Preencha toda a forma. Cubra novamente e deixe descansar em lugar aquecido, até dobrar de tamanho de novo, de 20 a 30 minutos.
Enquanto isso, prepare a cobertura: misture as azeitonas, o brócolis, os cogumelos, o pimentão, o orégano, a pimenta e 1 colher de sopa de azeite. Quando a massa crescer, distribua a cobertura pela massa que, por ser mole, permite que os ingredientes afundem um pouco, formando os sulcos da focaccia. Jogue uma “chuvinha” de parmesão ralado por cima e se quiser, mais umas gotinhas de azeite.
Leve ao forno preaquecido (180°) por cerca de 30 a 40 minutos (a minha ficou mais tempo), até ficar dourado. A Haalo sugere que é bom deixar a focaccia esfriar por 15 minutos e depois voltar ao forno por mais 5 minutos, pra que a massa fique mais sequinha (essa parte eu pulei por conta da fome). Corte em quadradinhos e sirva ainda quente.

Fonte: Cook (almost) Anything at Least Once.