28

Bolo de Chocolate com Recheio Trufado de Morango


Ontem foi aniversário de uma prima querida e fiz este bolo pra ela. É uma receita publicada pela Patricia, e embora ela explique tudo em detalhes acabei percebendo tarde demais que o bolo tinha 3 e não 2 camadas, então fiz uma camada de migalhas por entre o recheio para que ele não esparramasse tanto com o calor que está por aqui. A idéia era usar morangos no meio, mas como não está na época deles, não gostei muito dos que comprei e acabei usando os mais bonitos apenas para decorar o bolo – o recheio original é com maracujá. Eu não gosto muito de massa de bolo com chocolate, prefiro bolos brancos, mas todos repetiram e pareceram gostar muito: este foi o pedaço que sobrou no fim da festa.

Ingredientes:
Bolo:
6 ovos grandes
175 g de açúcar
185 g de farinha de trigo
15 g de cacau em pó, sem adição de açúcar

Recheio:
500 g de chocolate branco, bem picadinho
400 g de creme de leite fresco
1 a 3 colheres (chá) de essência de morango (a gosto)
morangos frescos em pedacinhos (ou uma boa geléia de morango)

Cobertura:
175 g de chocolate meio amargo
130 ml de creme de leite de caixinha
morangos para decorar

Primeiro faça o recheio: coloque o creme de leite numa panela e aqueça-o, sem deixar ferver. Retire do fogo e junte o chocolate de uma vez só. Misture bem até derreter o chocolate – você obterá uma mistura bem sedosa e brilhante. Adicione a essência, misture bem, cubra e leve à geladeira por 4-6 horas, ou até que esteja firme.
Agora, o bolo: preaqueça o forno a 200°. Unte uma forma de aro removível redonda de 25cm (usei uma de 23 cm) com óleo e forre o fundo com papel manteiga. Unte também o papel manteiga.
Coloque os ovos e o açúcar em uma tigela grande e, usando a batedeira, bata até que tripliquem em volume e formem um creme claro e espesso – ao levantar a batedeira, a massa deve cair dos batedores formando um fio grosso. Peneire a farinha e o cacau por cima da massa e misture com um dos batedores ou um fuê. Despeje a massa na assadeira e asse no centro do forno por cerca de 20 minutos, ou até que cresça e o bolo, ao ser tocado com a ponta dos dedos, abaixe e levante novamente.
Deixe esfriar na assadeira e depois o inverta numa grade.
Quando o bolo estiver totalmente frio, corte-o horizontalmente em 3 partes iguais, separando-as cuidadosamente. A camada de cima vai continuar sendo a de cima mesmo depois de o bolo ser montado.
Se quiser, umedeça as camadas de bolo com uma calda preferida (eu não fiz) e espalhe metade do recheio. Coloque a próxima camada de bolo e repita o procedimento. Cubra com o topo.
Finalize com a cobertura: coloque o chocolate aos pedaços em uma panela e acrescente o creme de leite. Aqueça rapidamente e misture bem para que um creme se forme. Coloque sobre o bolo, às colheradas, e vá espalhando – trabalhe rapidamente pois o ganache endurecerá levemente depois de 15 minutos. Decore com morangos frescos.

Fonte: Technicolor Kitchen.

Anúncios
19

Creme de Pêssego e Castanha-do-Pará


Lendo o artigo da Neide sobre pêssegos em calda me deu vontade de preparar esta sobremesa que eu costumava fazer há um tempo atrás (cuja receita me foi passada por uma amiga). Assim como os docinhos de caju cristalizados ou as latinhas de marrom-glacê ou as geléias de mocotó, as latas de pêssegos estão agora na seção “nostalgia” do supermercado. Talvez até o leite condensado – apesar de ainda extremamente popular – vá perdendo sua força, já que uma grande crítica feita aos doces brasileiros é que todos são muito doces e que a maior parte deles é feita com a latinha acinturada. Pois eis aqui um bom exemplo, mas fazer o quê? Fica muito bom e a maioria das pessoas gostam, principalmente o cearense, que é louco por açúcar.
É uma receita que muita gente deve ter parecida em casa, uma camada feita com amido e leite condensado, outra com pedaços de fruta em calda, outra de creme batido com fruta. A castanha-do-pará ficou por minha conta e achei que combinou bem com o pêssego.

Ingredientes:
2 latas de leite condensado
2 medidas de leite a partir da lata de condensado
1 colher (sopa) rasa de manteiga
2 colheres (sopa) de amido de milho
1 colher (sopa) de baunilha
1 gema
1 lata de pêssego em calda (ou outra fruta)
2 caixas ou latas de creme de leite
100 g de castanha-do-pará trituradas

Misture numa panela o leite condensado, o leite, o amido de milho, a gema e a manteiga. Leve tudo ao fogo até engrossar e começar a borbulhar. Acrescente a baunilha, mexa e deixe esfriar.
À parte, passe umas quatro metades de pêssego no liquidificador juntamente com o creme de leite e um pouco de calda de pêssego (vai depender se quer mais ou menos doce). O que sobrou da fruta corte em pedacinhos.
Para montar, numa travessa ou em taças, coloque uma camada do creme com leite condensado, depois espalhe por cima os pedaços de fruta. Em seguida acrescente o creme batido com pêssego. Sobre tudo espalhe a castanha. Leve ao congelador ou geladeira por umas quatro horas.

Fonte: Lílian C.