10

Pudim de Leite de Coco com Calda de Gengibre


Já reparei que a maioria das pessoas que não gostam de chocolate e de sobremesas em geral são aquelas que apreciam tão somente um pudim de leite. É um prato para agradar os pais, os mais velhos, as pessoas mais tradicionais ou aqueles que querem lembrar da infância.
Este com leite de coco fica com uma textura muito boa e se você não tiver medo de caramelo como eu, pode fazer a calda queimar mais um pouco. O gengibre foi uma adaptação da receita, mas acho que combina muito bem com coco.

Ingredientes:
2 latas de leite condensado
1 xícara (chá) de leite
200 ml de leite de coco
6 ovos

Calda de gengibre (ou faça um caramelo tradicional)
2/3 de xícara de açúcar
1/3 de xícara de água
1 cubo pequeno de gengibre

Comece preparando a calda: misture o açúcar, o gengibre e a água, deixe ferver e não mexa mais, até que se forme um caramelo no ponto de sua preferência (o meu poderia ter escurecido mais). Antes de chegar no ponto desejado você já pode retirar o gengibre da calda. Com cuidado, use a calda para untar o fundo e as laterais de uma forma de buraco no meio de 22 cm e deixe esfriar.
Bata na batedeira todos os ingredientes do pudim até obter uma mistura lisa e fofa (bati no liquidificador, mas numa próxima vou tentar na batedeira pra comparar). Despeje a mistura na fôrma preparada e leve ao forno médio (180°), preaquecido, em banho-maria, por 1 hora. Retire do forno e deixe esfriar. Leve à geladeira por, no mínimo, 3 horas antes de desenformar.

Fonte: Guia da Cozinha Especial Pudins.

12

Frango Assado com Vinagre Balsâmico


Esse frango com vinagre balsâmico e mostarda fica incrível e é muito simples de fazer, só precisa, como todo frango que se preze, de um pouco de antecedência. Você prepara a marinada no noite anterior e no dia seguinte só precisa levar para assar. Ele fica com uma cor e um molho bem marrom escuro. Na minha foto ele ficou com uma cor dourada porque esses pedaços passaram pelo forno novamente, mas na foto da Karen dá pra ver melhor como ele fica.

Ingredientes:
1/4 de xícara de vinagre balsâmico
2 colheres (sopa) de mostarda Dijon
2 colheres (sopa) de suco de limão fresco
2 dentes de alho picados
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
Sal e pimenta a gosto
2 kg de frango em pedaços (usei 1 kg de peito e 1 kg de coxa e sobrecoxa)

1/2 xícara de caldo de galinha (não usei)
1 colher (chá) de raspas de limão (não usei)
1 colher (sopa) de salsinha picada (não usei)

Misture bem o vinagre, a mostarda, o suco de limão, o azeite, o sal e a pimenta e envolva bem os pedaços de frango nessa mistura e leve para marinar num saco plástico apropriado para marinados ou num recipiente fechado. Deixe na geladeira por no mínimo 2 horas e no máximo 24 horas.
Preaqueça o forno em 200°. Retire o frango do recipiente e distribua os pedaços numa assadeira grande untada com azeite (jogue por cima o líquido da marinada). Cubra com papel alumínio e leve para assar por 15 minutos. Retire o papel alumínio e deixe assar por mais 45 minutos, ou até que esteja no ponto desejado.
Transfira o frango para uma travessa de servir. Deixe a assadeira que você usou sobre um fogo baixo e adicione o caldo para soltar o que ficou no fundo, formando um molho. Jogue esse molho sobre o frango (não fiz essa parte, mas o que sobrou na assadeira estava solto e usei como molho). Jogue as raspas de limão e a salsinha por cima antes de servir.

Fonte: Kafka na Praia e Giada De Laurentiis.

7

Muffins de Granola


Lá venho eu com mais uma do Feast. Mas é que o livro tem tanta coisa boa e o programa Feasts acaba me levando a procurar as receitas com mais detalhes. Estes muffins são um ótimo destino àquela granola que já perdeu o seu frescor. E como estou num momento Nigella podem esperar mais receitas (e mais vídeos) dela no futuro.

Ingredientes:
225 g de farinha de trigo
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/4 de colher (chá) de sal
250 ml de iogurte (originalmente buttermilk)
1 ovo
175 g de açúcar mascavo
80 ml de óleo vegetal
250 g de granola

Preaqueça o forno em 200°. Prepare uma forma de muffins com 12 forminhas. Misture a farinha, o bicarbonato e o sal numa tigela. Em outra tigela misture com um fouet o iogurte, o ovo, o açúcar e o óleo, até que fique homogêneo. Despeje essa mistura sobre a mistura de farinha, juntando tudo ligeiramente, com uma espátula, deixando a massa encaroçada. Acrescente a granola e misture apenas para incorporar, sem bater demais a massa. Distribua nas forminhas e leve para assar por cerca de 25 minutos: eles devem estar bem bronzeados.

Fonte: Feast: Food that celebrates life – Nigella Lawson.

10

Bolo de Cacau e Coco


Ontem foi um dia feliz. Daqueles que você acha que, mesmo com os problemas, está tudo certo, como deveria estar. Além disso foi aniversário da minha mãe, e levei pra ela esse bolo. Foi feito de última hora, porém com muito carinho. Ele é ótimo pra quem não gosta de bolos doces demais e o sabor do coco na massa fica sutil. É uma receita da Donna Hay e ela sugere apenas polvilhar com cacau e servir morno com chantilly, mas no caso achei melhor uma cobertura mais festiva e bem rústica, como eu gosto.

Ingredientes:
Bolo:
250 g de manteiga sem sal
3/4 de xícara de cacau em pó peneirado
1 e 1/3 de xícara de açúcar refinado (usei cristal)
3 ovos
1 e 1/2 xícara de coco ralado desidratado
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo
1 e 1/2 colher (chá) de fermento em pó
3/4 xícara de leite (usei desnatado)

Cobertura:
150 g de chocolate amargo (usei 60%)
1/2 xícara de creme de leite
1/2 xícara de flocos de coco
1 colher (sopa) cheia de açúcar

Preaqueça o forno em 180°. Prepare uma forma redonda de 24 cm untando-a e forrando o fundo com um disco de papel manteiga. Derreta a manteiga, despeje-a numa tigela grande e deixe esfriar um pouco. Vá adicionando todos os outros ingredientes, misturando com um fouet, espátula ou colher de pau até que fique homogêneo. Distribua a massa na forma e leve para assar por 35-50 minutos (o meu assou em 40 minutos). Deixe esfriar sobre grade.
Cobertura de ganache: numa panelinha, em fogo baixo, leve o chocolate e o creme de leite para derreter, mexendo sempre, com cuidado para não queimar/ferver, até que fique brilhante. Cubra o bolo quando este já estiver frio.
Crocante rápido de coco: numa panela, junte o açúcar e os flocos de coco e em fogo baixo/médio vá mexendo até que os flocos fiquem dourados e o açúcar cristalize um pouco. Deixe esfriar (coloque na geladeira) antes de jogar por cima da cobertura.

Fonte: Modern Classics, Book 2 – Donna Hay.

15

Pavlova de Maracujá


Já perdi a conta de quantas vezes fiz essa Pavlova da Nigella, mas nunca havia postado a receita por aqui, até porque ela já está manjada nos blogs (o que é sinal de que é muito boa). É uma sobremesa leve no paladar e meio dramática no visual, dependendo do que você use como cobertura. É uma ótima maneira de servir frutas, mas eu acabo sempre usando maracujá. Mesmo que você use outros tipos de frutas, sugiro que use o maracujá como base, com ou sem sementes.
A Nigella possui várias versões dessa receita. Aqui utilizei a do livro Feast (meia receita, pois nesta ela usa 8 claras), mas no vídeo abaixo você pode conferir que é praticamente igual à versão do Bites.

Ingredientes:
4 claras
Pitada de sal
250 g de açúcar
2 colheres (chá) de amido de milho
1 colher (chá) de vinagre de vinho branco
1/2 colher (chá) de extrato de baunilha
200 ml de creme de leite (usei de caixinha)
2 ou 3 maracujás (e/ou outras frutas, de preferência mais azedas)
Coco ralado (opcional, não usei)

Preaqueça o forno em 180°. Risque um círculo de 20 cm num pedaço de papel manteiga e reserve-o juntamente com uma assadeira (geralmente uso a de pizza). Usando a batedeira, bata as claras com o sal até que forme picos lisos. Com a batedeira ligada, vá jogando o açúcar, em colheradas, até que surja um merengue firme e brilhante. Fora da batedeira, salpique o amido de milho e acrescente o vinagre e a baunilha. Incorpore com a ajuda de uma espátula, com cuidado, sem misturar muito, apenas para incorporar mesmo. Separe uma colher de chá do merengue e ponha sobre a forma, bem no centro. Ponha então o papel por cima: o merengue vai segurá-lo no lugar. Despeje o merengue com cuidado sobre o papel, formando a base da pavlova, seguindo a linha do círculo e achatando um pouco o topo. Você pode deixar as laterais bem lisas ou formar picos (como fiz), caso queira. Leve ao forno e imediatamente baixe a temperatura para 150°. Deixe assar por cerca de 1 hora e 15 minutos: ele deverá crescer e ficar bem seco e quebradiço. Desligue o forno, abra a porta e deixe esfriar completamente (confesso que essa parte de esfriar eu quase nunca obedeço).
Retire o papel manteiga da base e aqui você tem duas opções: a Nigella costuma inverter a base e usar o fundo como topo. Eu prefiro deixá-la na mesma posição em que assou, acho que fica mais bonito. Separe a base num prato de servir. Se você for usar creme de leite fresco, bata-o até atingir o ponto anterior ao chantilly. Se usar o de caixinha, simplesmente despeje-o sobre o topo da pavlova (se usar o de lata, tire o soro). Corte os maracujás e despeje-os com uma colher sobre a pavlova. Caso vá usar alguma outra fruta, finalize com ela. Outra opção é polvilhar coco ralado por cima.

Fonte: Feast: Food that celebrates life – Nigella Lawson.

15

Muffins de Blueberries e Baunilha [Massa Básica]


Sempre que encontro blueberries pra vender eu já penso logo em muffins. É uma limitação minha, mas eu não resisto. Adoro quando as frutinhas explodem no forno e ‘sangram’ a massa. Esta é uma receita antiga da Valentina que me serve sempre que quero um muffin perfeito pois ela é básica para qualquer coisa que você quiser usar: gotas de chocolate, passas, cranberries secas, castanhas, raspas de limão ou laranja… Além disso, a textura dela fica bem macia, parecida com a de bolo. Dessa vez, além das blueberries, usei meia fava de baunilha, gosto muito dessa combinação. Como a Valentina sugere, você pode misturar os secos no dia anterior e numa manhã de final de semana prepará-los para o café.

Ingredientes:
200 g farinha de trigo
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
2 colheres de chá de fermento em pó
75 g de açúcar
Pitada de sal
75 g manteiga sem sal
100 g de iogurte gelado
100 ml de leite desnatado
1/2 fava de baunilha (opcional)
1 ovo grande
200 g de blueberries (costumo polvilhar com uma 1 colher (chá) de farinha de trigo para as frutas não descerem na massa)

Preaqueça o forno em 180°. Prepare a forma de muffins com 9-10 forminhas. Separe duas tigelas: uma para os secos (grande), outra para os líquidos. Junte os secos e reserve. Numa panelinha, derreta a manteiga e despeje-a na tigela dos líquidos para esfriar. Na mesma panela, ferva levemente o leite com a baunilha (fava e sementes). Descarte a fava (pode ser usada posteriormente para fazer açúcar de baunilha) e junte o leite à manteiga. Se não for usar a baunilha, é só juntar o leite normalmente, sem ferver. Acrescente o iogurte para ajudar a esfriar e só então adicione o ovo, batendo com um fouet, apenas para misturar tudo. Derrame os líquidos sobre os secos e misture com um garfo apenas para combinar tudo, deixando a massa encaroçada, própria do muffin. É uma massa pastosa, mais densa que a de bolo. Incorpore as blueberries (ou outro ingrediente que queira usar) com uma espátula e distribua a massa nas forminhas (você pode usar uma ice-cream scoop para medir as porções). Asse por 20 minutos ou até ficarem dourados.

Fonte: Trem Bom.