Minestrone de Outono no Verão

Sem ser rigorosa na definição, o minestrone é uma sopa com muitos ingredientes, feita com uma base refogada e que deve conter legumes da estação, incluindo quase sempre feijão e algum tipo de macarrão. Esta receita é do livro A Itália de Jamie e o resultado foi perfeito, mesmo fazendo-a numa versão vegetariana. Ficou bastante encorpada e serve quase como remédio naqueles dias em que o corpo precisa de mais nutrição. Numa sopa que não possui regras, afinal você usa o que tem disponível, as únicas regras indicadas pela receita são: usar um bom caldo, fazer o refogado lentamente e observar a estação dos ingredientes.
E por falar em estação, estamos em pleno verão, mas na minha cidade é uma época em que a temperatura cai e chove ocasionalmente. Não que eu precise dessa desculpa para fazer sopa, pois o fortalezense toma sopa à noite o ano inteiro: a temperatura daqui é tão constante que isso quase não interfere nas nossas escolhas do que comer. E se eu precisasse de uma desculpa para fazer esse minestrone novamente, eu diria que essa sopa foi uma das melhores que já tomei.

Ingredientes (6-8 porções):
200-300 g de feijão cozido sem caldo (ele sugere o branco ou o italiano rajado, usei feijão preto, mas adoraria ter usado feijão verde) (separe um pouco do caldo caso seja necessário usar no final da sopa)
4 tiras de bacon (não usei, imagino que fique bom, mas não senti falta)
2 cebolas roxas pequenas, descascadas e picadas finamente
2 cenouras descascadas e picadas
2 talos de salsão (aipo) aparados e picados (não usei)
1/2 cabeça de funcho (erva-doce) picada (não usei)
3 dentes de alho descascados e picados finamente
1 punhado de manjericão fresco, folhas e talos separados (troquei por salsinha fresca)
2 latas (400 g cada) de tomates pelados
2 abobrinhas pequenas picadas (tirei a casca e o miolo esponjoso)
1 batata média descascada e picada em cubos pequenos (acrescentei, não tem na receita original)
1 xícara de milho verde cozido (acrescentei, não tem na receita original)
1 taça de vinho tinto
200 g de acelga ou espinafre, lavado e picado grosseiramente (usei espinafre congelado)
550 ml de caldo de galinha ou de presunto ou de legumes (usei de legumes)
80 g de massa de macarrão seca e curta (usei serpentini, se usar massa longa, quebre antes)
1 pedaço de queijo parmesão, para servir (não usei)
Azeite de oliva para refogar
Azeite de oliva extra-virgem para servir

Primeiro faça o refogado (soffritto): aqueça um pouco de azeite de oliva numa panela com cabo e junte o bacon (que eu não usei), a cebola, a cenoura, o salsão, o funcho, o alho e os talos de manjericão (no caso usei os talos da salsa) bem picados. Refogue lentamente em fogo baixo, com a tampa pela metade, por cerca de 15 minutos, ou até que fiquem macios, mas não escuros.
Acrescente os tomates, a batata, as abobrinhas e o vinho tinto e cozinhe em fogo brando por 15 minutos. Depois disso, acrescente o caldo e deixe cozinhando até as batatas ficarem levemente cozidas, uns 10 minutos (adicionei também um pouco de sal, já que eu não usei o bacon). Por fim, junte o espinafre (ou a acelga) e o feijão. Acrescente a massa de macarrão e deixe ferver até que a massa esteja cozida. Se for preciso, junte um pouco mais de caldo de legumes ou o caldo do feijão reservado, ajustando a consistência da sopa conforme o seu gosto. Prove e tempere com sal e pimenta. Sirva com as folhas de manjericão (usei folhas de salsinha) rasgadas por cima e um pouco de azeite de oliva extra-virgem. Se desejar, rale um pouco de parmesão sobre a sopa.

Fonte: A Itália de Jamie – Jamie Oliver.

Anúncios

23 comentários sobre “Minestrone de Outono no Verão

  1. aqui em sp o tempo tá meio friozinho, nublado….acho que este minestrone cai mto bem..eu amo feijão branco….e gosto de sopas mais encorpadas…esta ficou apetitosa hein?
    abração
    camilla

    • Camilla, acho que com feijão branco vai ficar bem legal, eu só não usei porque já tinha feijão preto no congelador, então era mais prático. Mas deu certo também! Beijos!

  2. Luna, que sopa com cara boa!!! Vc falou uma verdade, nao precisamos de desculpa de clima pra tomarmos sopa, exemplo daqui de ksa, em que tem sopa td dia…meu pai eh o piloto das sopas, cada uma mais deliciosa com a outra, soh q sem receitas…as minhas preferidas sao as encorpadas….axo q darei essa receita pra ele e ai te digo…bjinhos…ah! qnto aos doces da Tortelê, imagino que pra vc, uma cozinheira de mao cheia, seja mais dfificil analisar e aprovar as comidas…quem dera um dia poder provar suas delicias? qnd irá abrir um negocio proprio? bjossssss

    • Sara, que legal você ter um pai que faz sopas deliciosas! Se ele fizer essa me conta depois o que vocês acharam, ok? Quanto à Tortelê, talvez seja porque eu já trabalhei com confeitaria e tenho o olhar mais crítico, mas é que às vezes as confeitarias fazem sempre a mesma coisa e acho que deveriam inovar, sabe? Quem sabe um dia eu abra alguma coisa, rs. Beijo!!!

      • Discordo da opinião da Luna. Acho que a Tortelê é umas das poucas docerias aqui de Fortaleza que inovaram em alguma coisa… Eles lançaram no mercado as mini tortinhas, doces diferentes, acho que eles fogem sim da mesmice… Bom, é a minha opinião! Bjos.

      • Oi, Andrea! Olha, eu só fui uma vez na Tortelê e acho o lugar uma graça, adorei os salgados de lá e o ambiente etc. Mas lembro que não gostei dos doces. Todas as confeitarias de Fortaleza fazem aquelas tortinhas de pão-de-ló com gosto de papelão e um quilo de chantilly que pessoalmente detesto, mas tem gosto pra tudo, provavelmente eu sou uma exceção. Não vi nenhum doce inovador ou saboroso por lá, mas pode ser que tenha mudado, faz alguns meses que visitei o local. Beijo!

    • Claudia, melhor ainda se for vegetariano, não é mesmo? Acho que fica mais leve e tão gostoso quanto. ;D Beijinho e obrigada!

  3. Luna querida,
    Vim agradecer a dica preciosa sobre a foto. Preciso me especializar mais, faz parte de um dos meus projetos para esse ano. Um dia chego lá..
    Esse minestrone é a cara do meu marido, pois ele , como bom descendente de italiano adora esse tipo de sopa.
    Bj e bom fim de semana,
    Lylia

    • Imagina, Lylia, saiba que foi só uma dica e não uma crítica, ok? Mas acho que é bom a gente se ajudar, não é mesmo? Beijinhos, querida! ;D

    • Lica, eu acho que aqui e ali ele faz alguma versão de minestrone nos programas dele, não é? Eu nunca tinha prestado muita atenção, no livro acabei me interessando por fazer. Beijinho!

Obrigada pela visita! Deixe um comentário e responderei aqui mesmo.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s