20

Risoto de Abóbora com Pesto e Castanha

Em um restaurante que frequento eles servem um purê de abóbora com pesto e pinoli que é uma delícia e foi nele que me inspirei pra fazer esse risoto. No dia anterior eu havia preparado um pesto de coentro e outro de manjericão, mas acabei usando o primeiro por achar que casaria melhor, mas na verdade tanto faz, ambos combinam muito bem com a abóbora. Caso você não tenha paciência ou tempo para fazer o pesto, pegue um punhado de manjericão fresco e pique bem fininho, misturando com umas gotinhas de limão e misturando com azeite, vai dar um efeito semelhante. Mas não dispense a castanha, ela faz tudo ficar mais interessante.

Ingredientes:
1 e 1/2 xícara de abóbora cozida e amassada
1 cebola pequena picada
1 talo de aipo picado (opcional)
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 xícara de arroz para risoto (usei arbóreo)
1/2 xícara de vinho branco (pode ser suco de uva integral branco ou 1 colher (sopa) de vinagre branco)
500 a 800 ml de caldo de legumes
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Parmesão ou Grana Padano ralado a gosto (no mínimo 1/2 xícara)
1 colher (sopa) cheia de manteiga

Na hora de servir:
Pesto pronto diluído com um pouco de azeite de oliva extra-virgem (usei pesto de coentro, use o da sua preferência)
Castanha-de-caju picada grosseiramente, a gosto

Deixe os ingredientes separados e prontos pra serem usados. O caldo deve estar quente, numa panela em fogo baixo. Numa caçarola alta, refogue a cebola e o aipo no azeite até que fiquem perolados, em fogo médio. Junte o arroz e refogue um pouco, mexendo bem. Junte o vinho e deixe que ele seja absorvido pelo arroz. Em seguida, adicione uma concha de caldo, mexa bem e deixe que tudo seja absorvido pelo arroz antes de colocar mais uma concha. Vá acrescentando uma concha por vez, mexendo bem e deixando que o arroz absorva tudo. Quando o arroz estiver quase al dente, junte a abóbora e misture, temperando com sal e pimenta a gosto, se necessário. É bom ter caldo extra caso o arroz seque muito. Quando o arroz estiver no ponto, junte a manteiga e o parmesão e mexa bem, adicionando um pouco de caldo, se precisar. O risoto deve ficar bem cremoso e escorregadio. Na hora de servir, cubra com o pesto e castanhas a gosto.

14

Brownies Úmidos com Castanha-de-Caju


Esse não é o meu tipo preferido de brownie. Eu gosto mais daqueles com casquinha bem crocante, que conseguimos batendo bastante os ovos com o açúcar durante o preparo. Mesmo assim estes ficaram absolutamente incríveis e são bem mais simples de fazer. Para compensar a falta de casquinha, cobri com castanha-de-caju, mas você pode abdicar da cobertura. Como são muito úmidos, talvez você prefira mantê-los em geladeira e esquentá-los no microondas quando for servir. Nem preciso dizer o quanto ficam perfeitos com sorvete de creme.

Ingredientes:
200 g de manteiga picada
200 g de chocolate amargo picado
250 de açúcar (usei demerara)
3 ovos ligeiramente batidos
1 colher (chá) de extrato ou essência de baunilha
125 g de farinha de trigo
1 pitada de sal
1/2 xícara de castanha-de-caju picada grosseiramente

Preaqueça o forno a 180º. Unte uma assadeira quadrada de 23cm e forre-a com papel-manteiga, deixando uma sobra nas bordas para facilitar a remoção dos brownies. Numa panelinha em fogo baixo, aqueça a manteiga e depois o chocolate, mexendo sem parar, até que o chocolate comece a desmanchar. Retire do fogo, despeje numa tigela grande e acrescente o açúcar, mexendo bem. Deixe esfriando até atingir a temperatura ambiente.
Junte os ovos e misture bem. Acrescente a baunilha e, em seguida, a farinha e o sal.
Despeje a massa na assadeira e leve ao forno por cerca de 20 minutos, ou até que o brownie esteja firme nas bordas e levemente macio no centro. Deixe esfriar na assadeira e corte em quadrados.

Fonte: O Grande Livro de Receitas: Chocolate – Jennifer Donovan.

18

Muffins Veganos de Banana e Manteiga de Amendoim

Já faz um tempo que não apareço e peço desculpas pelo sumiço, mas quem acompanha o blog já deve estar acostumado. Ultimamente estou sem disposição para cozinhar e ao mesmo tempo querendo perder uns quilos, então basicamente isso tem me deixado longe. Mas aqui e ali tenho vontade de fazer alguma coisa e como esses muffins acabaram de sair do meu forno, vim aqui contar pra vocês como eles são gostosos.
Minha receita preferida de Muffin de Banana é uma que já faço há um tempo e na maioria das vezes eu a preparo sem ovo porque realmente não faz falta na textura e no sabor: a linhaça substitui muito bem, ainda mais naqueles dias que você descobre que não tem ovo em casa. Já estes muffins não ficaram nem um pouco atrás e a manteiga de amendoim acrescentou mais maciez ainda à massa.

Ingredientes (8 muffins):
1 colher (sopa) de semente de linhaça triturada
1/2 colher (chá) de chia (opcional)
3 colheres (sopa) de água

2 bananas maduras
2 colheres (sopa) bem cheias de manteiga de amendoim (de preferência sem sal)
50 g de manteiga sem sal derretida (ou 1/4 de xícara de óleo vegetal para versão vegana)
1/2 xícara de açúcar

1 xícara de farinha de trigo
1/2 colher (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
Canela em pó para polvilhar

Preaqueça o forno em 180º. Separe de 8 a 10 forminhas de papel numa assadeira de muffins. Numa tigela pequena, misture a semente de linhaça e a chia com a água e deixe descansar por uns 10 minutos, ou até que a mistura fique gelatinosa, semelhante a um ovo. Reserve. Em outra tigela, misture a farinha de trigo, o fermento e o bicarbonato e reserve também.
Despeje a manteiga derretida (ou óleo vegetal) numa tigela grande e misture-a com o açúcar, a manteiga de amendoim, a mistura de linhaça e a banana, usando um fouet ou garfo. Adicione a mistura de farinha e incorpore com uma espátula ou colher, sem bater a massa ou misturar demais. Distribua a massa nas forminhas, polvilhe com um pouquinho de canela e asse por 15 a 25 minutos (os meus assaram em 20 minutos). Deixe esfriar um pouco na assadeira e depois numa grade.

Fonte: Baseado nesta receita.

14

Pesto de Cebolinha

Boas idéias têm o poder de não deixar a gente em paz e essa idéia da Mariana ficou na minha cabeça por muito tempo, mas sempre era deixada para depois. Até que vi umas cebolinhas bonitas no supermercado pedindo para virarem um pesto com castanhas-de-caju. E nem precisei usar alho porque os talos já fazem um bom papel substituindo. Provavelmente repetirei muitas vezes, totalmente aprovado!
E a Cristina semana passada postou um de rúcula com avelãs que me deixou tentada também, mas tomara que eu não passe mais um ano adiando experimentar essa delícia!

Ingredientes:
3 maços de cebolinha verde, talos e folhas
1/3 de xícara de queijo grana padano ralado (poderia ser parmesão ou outro queijo do tipo)
2/3 de xícara de castanha-de-caju (poderia ser amêndoas, castanha-do-pará, nozes…)
1/2 colher (sopa) de sumo de limão
1/4 de xícara de azeite de oliva extra-virgem
Sal a gosto

Bata todos os ingredientes num processador ou liqüidificador potente até que fique um molho espesso. Ajuste os ingredientes conforme sua preferência.

Fonte: Inspirado numa receita do blog Caos na Cozinha, adaptado do Pesto de Manjericão que sempre faço.

14

Muffins Baklava

Desculpem o sumiço por aqui, a cozinha está meio parada esses dias mas hoje quis dividir com vocês essa receita da Pat, que aliás foi a primeira receita que ela publicou em seu blog. Para aqueles que querem fugir um pouco do chocolate nesta Páscoa, um muffin com recheio especial de canela e nozes, com um aroma absurdo e delicioso! Desejo um lindo feriado a todos!

Ingredientes:
Recheio:
1/2 xícara de nozes picadas
1/3 de xícara de açúcar
1 e 1/2 colher (chá) de canela em pó
42 g (3 colheres de sopa) de manteiga sem sal, derretida

Massa:
1 xícara + 7 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/4 de xícara de açúcar
1 ovo grande
42 g (3 colheres de sopa) de manteiga sem sal, derretida
3/4 de xícara de iogurte natural (1 potinho de 170 g)
1/3 de xícara de leite desnatado

Cobertura:
Cerca de 1/2 xícara de mel (não usei)

Preaqueça o forno em 200º. Prepare uma forma de muffins com 12 forminhas de papel (se quiser os muffins maiores, faça apenas 10). Misture todos os ingredientes do recheio e reserve.
Numa tigela grande, misture a farinha, o fermento, o bicarbonato e o açúcar. Em outra tigela misture o ovo, o iogurte, o leite e a manteiga (eu bati rapidamente com um fouet até ficar homogêneo). Despeje a mistura sobre os ingredientes secos e incorpore com uma espátula apenas para misturar, sem bater, deixando a massa grosseira.
Despeje um pouco de massa em cada forminha, distribua o recheio e complete com o restante da massa. Leve para assar por cerca de 25 minutos. Retire do forno e pincele com um pouco de mel (não fiz).

Fonte: Technicolor Kitchen.

20

Bolo Integral de Banana com Castanha e Chocolate

Todo mundo sabe que tudo que é fácil de gostar é também mais fácil de enjoar, mas existe o outro lado da moeda: aquelas coisas mais difíceis, com que temos que nos acostumar, podem se tornar até um vício, só é preciso ter paciência, pois elas geralmente valem o esforço. Comigo foi assim em relação a muitos alimentos, entre eles a farinha integral, quase como aquela pessoa com quem você não vai muito com a cara e de repente se torna sua melhor amiga.
Se quiser preparar esta receita com farinha refinada, não há problemas, mas eu garanto que a intenção aqui não é apenas ser mais saudável: neste caso existe um benefício em sabor e textura que irá agradar até aqueles que não curtem os integrais, pois a banana garante o aroma e a maciez do bolo, e a castanha e o chocolate coroam tudo com uma cobertura crocante, fazendo com que você passe do acostumar para o gostar numa simples mordida.

Ingredientes:
100 g (1/2 xícara) de manteiga sem sal em temperatura ambiente
1 e 1/2 xícara de açúcar (se quiser menos doce, use apenas 1 xícara)
2 ovos
3 bananas prata bem maduras, amassadas ou picadas
1/3 de xícara de leite
1/2 colher (chá) de vinagre
2 xícaras de farinha de trigo integral
2 colheres (sopa) de amido de milho (opcional, deixa a massa mais leve)
1 colher (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
1 colher (chá) de extrato ou essência de baunilha
1/2 xícara de castanha-do-Pará ou outra castanha picada
130-150 g de chocolate picado

Misture o leite e o vinagre e deixe reservado, descansando por cerca de 20 minutos, que é o tempo em que você vai separando os outros ingredientes e começando a receita (ele deve talhar e engrossar um pouco). Unte bem uma assadeira grande retangular (32cm x 22cm, eu usei uma de 38cm x 26cm, por isso o meu bolo ficou baixinho) com manteiga. Preaqueça o forno em 180°. Na batedeira, bata a manteiga com o açúcar e os ovos, por cerca de 3 minutos. Junte as bananas e bata mais um pouco. Adicione a metade da farinha de trigo e misture bem. Agora junte o leite talhado e a baunilha, misturando. Adicione o restante da farinha de trigo, bem como o amido de milho, o bicarbonato, o sal e o fermento e incorpore tudo para que fique homogêneo. Distribua a massa na assadeira uniformemente e despeje por cima a castanha e o chocolate, cobrindo a massa. Leve para assar por 20 a 30 minutos, até que passe no teste do palito e fique dourado (o meu assou em 22 minutos, pois minha assadeira era grande). Deixe esfriar um pouco antes de cortar em quadrados.

Fonte: Adaptado de um recorte antigo.

20

Salada 7 cereais com Cebola Dourada

Essa é uma ótima refeição vegana que você pode preparar em 30 minutos e ficar bem satisfeito. Usei o que eu tinha em casa, mas ela pode variar de inúmeras formas, sempre usando, além do 7 cereais: uma ou mais verduras cruas raladas; um ou mais grãos como feijão, ervilha, grão-de-bico ou lentilha; e proteínas, como castanha-do-pará, gergelim, coco ralado… a ideia é ter pelo menos um elemento de cada, para que ela fique rica e sirva como prato único.

Ingredientes (4 porções):
1 xícara de 7 cereais integrais (mix de arroz e outros cereais)
3 xícaras de água ou caldo de legumes
1 xícara de cenoura crua ralada
1 xícara de milho verde cozido
1 xícara de amêndoas levemente tostadas (poderia ser qualquer tipo de castanha picada)
1 cebola roxa cortada em meias-luas
Sal e pimenta a gosto
Azeite de oliva extra-virgem a gosto
Gotinhas de limão ou vinagre de vinho branco
Cebolinha picada a gosto (poderia ser salsa ou coentro)

Leve a água ou o caldo ao fogo alto. Quando ferver, acrescente o 7 cereais e tempere a gosto, se for o caso (como usei caldo, não coloquei nada, nem sal). Deixe cozinhar por cerca de 30 minutos, observando se precisa de mais água. Doure as cebolas numa frigideira em fogo alto com um pouco de azeite: a ideia é caramelizar um pouco, mas ainda deixando-as crocantes. Reserve. Quando o arroz estiver cozido e seco, deixe-o descansar por 5 minutos para liberar um pouco a umidade. Monte a salada misturando o arroz, a cenoura, o milho, as amêndoas e a cebola dourada. Tempere com sal e pimenta, se necessário (usei só um pouco de pimenta). Pingue algumas gotas de limão ou vinagre sobre a salada. Finalize com um fio de azeite e cebolinha picada.

Fonte: Inspirada nesta salada da Faby, do Pimenta no Reino.

16

Bolo Fudge de Chocolate

Se você nunca tentou fazer um bolo festivo, poderia começar com esse. A massa é muito fácil de fazer e não requer batedeira ou técnica avançada. O segredo é apenas retirar do forno na hora certa, mas para isso é só ficar atento nos últimos minutos. A cobertura, então, é maravilhosa, rápida de preparar e aplicar: as pessoas irão pensar que você passou meia hora alisando o bolo com a espátula. E como se não bastasse, é um bolo maravilhosamente delicioso e úmido, daqueles que você sabe que irá preparar muitas vezes.

Bolo
Ingredientes:
150 g de chocolate meio amargo picado
2 xícaras (chá) de açúcar
1/2 xícara (chá) de leite + 1/2 xícara (chá) de água (usei 1 xícara de leite desnatado)
110 g de manteiga sem sal
1/3 de xícara (chá) de óleo (canola ou girassol)
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
4 colheres (sopa) de cacau em pó
1 pitada de bicarbonato de sódio
3 colheres (chá) de fermento em pó
2 ovos
Manteiga e Farinha de trigo, para untar e polvilhar

Cobertura
Ingredientes:
300 g de chocolate meio amargo grosseiramente picado
150 ml de creme de leite fresco
70 g de manteiga
1/2 xícara (chá) de lâminas de amêndoas torradas para decorar

Preaqueça o forno a 180°. Unte com manteiga uma fôrma redonda de 25 cm de diâmetro. Forre o fundo com papel manteiga, unte por cima do papel e polvilhe levemente com farinha de trigo (se quiser pode dispensar o papel, mas eu gosto de usar em bolos úmidos como esse). Numa panela, misture o chocolate picado, o açúcar, o leite e a água. Leve ao fogo médio, mexendo sempre. Quando derreter, retire do fogo. À panela com a mistura de chocolate, junte a manteiga e o óleo, deixando a manteiga derreter. Misture apenas para incorporar. Numa tigela grande, peneire a farinha, o cacau em pó, o bicarbonato e o fermento em pó. Despeje por cima a mistura de chocolate e misture bem. Adicione um ovo de cada vez, misturando bem em cada adição. Transfira a massa para a fôrma e leve para assar por cerca de 30 minutos (o meu demorou um pouco mais que 35 minutos). Depois de 30 minutos de forno, faça o teste do palito no centro do bolo a cada 3 minutos: ele não pode sair muito molhado e nem seco, apenas com migalhas úmidas grudadas no palito. Deixe o bolo esfriar na própria fôrma, sobre uma grade.

Para a cobertura, leve o chocolate ao microondas por 30 segundos, apenas para que ele amoleça um pouco (ele vai parecer duro ainda, mas por dentro ele já está aquecido). Em outro recipiente, derreta a manteiga também por 30 segundos e reserve. Numa panelinha, coloque o creme de leite e leve ao fogo médio. Quando ferver, retire do fogo e despeje no chocolate amolecido. Misture bem, até obter um creme liso. Acrescente a manteiga derretida e misture novamente. Faça a cobertura quando o bolo já estiver frio (você pode preparar o bolo de véspera e deixar a cobertura para o dia), assim ela atinge o ponto de secagem mais facilmente.

Montagem do bolo: depois de desenformar o bolo no prato em que vai servir (você pode deixar o fundo do bolo como topo, pra deixá-lo mais liso na parte de cima), retire o papel manteiga e despeje a cobertura no centro do bolo. Você vai espalhar a cobertura apenas movimentando o prato, girando de forma que a cobertura vá caindo nas laterais e percorrendo todo o bolo. Dessa forma a cobertura fica bem lisa, sem necessidade de usar espátula. Se for usar espátula, use apenas nas laterais, mas não é necessário. Limpe as bordas, se quiser, caso tenha escorrido muita cobertura no prato. Distribua as amêndoas na borda do bolo (eu acabei colocando nas laterais também, mas é um trabalho desnecessário). A cobertura deve endurecer levemente, mas continua macia e brilhante.

Fonte: No Calor do Fogão e Panelinha.

16

Musse de Chocolate Vegana


É engraçado como aparecem pessoas para dizer como você deve viver sua vida. Parece frase de status do Facebook, mas não deixa de ser assustador. E o mais impressionante é que essas pessoas querem que você viva como elas, da maneira que acham certo, segundo seus próprios princípios, como se houvesse um molde de vida que servisse a todos ou fôssemos personagens de um videoclipe do Pink Floyd, marchando a favor de ser mais um tijolo na parede. E como se não bastasse, isso tudo vindo de quem no passado te inspirou a ser alguém livre de preconceitos e livre para escolher o diferente, quando verdadeiro.
Eu guardo a inspiração e escolho viver minha verdade, ainda que ela não faça sentido para quem está de fora.
E o que isso tem a ver com uma musse de chocolate? Só o fato dela ser diferente e ter que enfrentar tantos preconceitos, a coitada. Mas embora ela não entre nos moldes tradicionais de uma musse, é uma sobremesa agradável e singular, lutando para ser aceita no mundo.
Quem me indicou essa musse foi minha querida amiga Socorro, que tem estado em busca de receitas sem lactose para a filha. No meu paladar o abacate fica evidente (já testei com abacate comum e com avocado), mas muita gente que fez a receita sente apenas o sabor do cacau, portanto ajuste os ingredientes conforme seu gosto. Acompanhada de biscoitinhos doces fica bem saborosa.

Ingredientes:
300 g de abacate bem maduro (usei 2 avocados, o peso aqui é da polpa, sem casca ou caroço)
1/3 de xícara de cacau em pó
1 xícara de açúcar mascavo (adoce a gosto com o que preferir, já fiz com mel e fica muito bom)
6 castanhas-do-pará (serve para não deixar a musse aguada, caso use água)
1/4 de xícara de água mineral ou filtrada (somente se for necessário)
1/2 colher (chá) de rum (ou baunilha ou algum licor de sua preferência)

Com um processador ou liquidificador, bata a castanha-do-pará com um pouco da água pra formar um leite. Adicione o abacate e o açúcar e processe. Junte o cacau e os demais ingredientes até que fique cremoso e homogêneo. Se for necessário (principalmente se estiver fazendo num liquidificador com pouca potência), junte um pouco de água com cuidado, apenas pra facilitar o processo. Prove e veja se é necessário mais cacau ou mais açúcar conforme o seu gosto. Leve para a geladeira por no mínimo 2 horas. Na foto finalizei com raspas de castanha-do-pará.

Fonte: Cooking Books.

14

Amaretti


Amaretti são biscoitinhos feitos com amêndoas e claras, excelentes para acompanhar um café. Eles são a versão rústica italiana para os delicados macarons franceses. Estes preparei por conta de uma outra receita em que vou usá-los e foi penoso comer apenas um, para experimentar. É uma receita da Donna Hay em que se usa o processador, mas você pode prepará-la apenas misturando os ingredientes, contanto que as amêndoas passem antes pelo liquidificador ou sejam bem picadas. Não deixe de fazê-los por não ter amêndoas em casa: use a castanha que tiver ou misture várias, como fiz, e seu cafezinho com biscoitos não será mais o mesmo.

Ingredientes:
200 g de amêndoas (usei 100 g de amêndoas, 50 g de castanha-do-pará e 50 g de castanha-de-caju)
1 xícara de açúcar refinado (usei cristal)
1/4 de xícara de farinha de trigo
2 claras
1 colher (chá) de extrato de baunilha (usei Frangélico, o ideal seria um licor de amêndoas)

Preaqueça o forno em 180°. No processador, bata as amêndoas e o açúcar até que elas fiquem picadas grosseiramente. Adicione a farinha de trigo, as claras e o extrato e processe até que fique tudo bem misturado. Com a ajuda de uma colher de sopa, forme bolinhas e distribua-as numa assadeira forrada com papel manteiga. Achate ligeiramente cada bolinha para formatar o biscoito. Asse por cerca de 13 minutos ou até que fiquem levemente dourados e rachados. Deixe esfriar numa grade. Rende 24 biscoitos.

Fonte: Modern Classics, Book 2 – Donna Hay.