10

Nhoque de Batata

Mal a Eliana posta sua receita de nhoque e eu já corro para a cozinha prepará-la, afinal hoje é um dia 29 especial e eu estava desejando um bom nhoque há meses. Essa massa é daquelas que derretem na boca e facílima de fazer, recomendo inclusive para iniciantes na cozinha. Não pude fazer o molho recomendado por ela porque não tinha sálvia em casa, mas improvisei com um molho de tomate comprado pronto, temperado com alho bem fresco e manjericão.

Ingredientes:
600 g de batatas
1 gema
1 colher (sobremesa) de manteiga
2 colheres (chá) de sal
3/4 xícara (chá) de farinha de trigo (e mais um pouco para enfarinhar)

Cozinhe as batatas (como eu estava com pressa, descasquei antes e cortei em pedaços médios para cozinhar mais rápido) e passe-as pelo espremedor ou amasse-as com um garfo. Deixe esfriar um pouco (uns 10 minutos na geladeira ajudam). Enquanto isso coloque uma panela com bastante água no fogo para ferver. Quando a batata esfriar, junte o sal, a manteiga e a gema. Misture bem e adicione a farinha de trigo até incorporar tudo.
Numa bancada bem enfarinhada vá fazendo cobrinhas com a massa, com a ajuda das mãos. Corte para que forme os nhoques e vá separando-os numa superfície com farinha de trigo para que não grudem uns nos outros. Cozinhe na água fervente. Eles estarão prontos quando vierem à tona, é bem rápido. Vá retirando os que ficarem prontos. Sirva com o molho de sua preferência e bastante parmesão ralado.

Fonte: Feijão no Prato.

10

Refogado de Soja com Feijão e Batatas Assadas [30 minutos]


Esse PF foi feito a partir de um episódio do “Refeições de Jamie Oliver em 30 Minutos”. Ficou faltando apenas a salada, pois eu quis fazer tudo com o que eu tinha em casa, sem ter que sair pra comprar nada. Por conta disso, o resultado acabou vegetariano. Realmente, pelo menos na versão que eu fiz, essa refeição é muito rápida de fazer, acho até que dá pra fazer tudo em 20 minutos. As batatas não são diferentes do que eu já fazia: eu sempre começo pelo microondas (talvez a única coisa que faço nele são batatas) e termino no forno, assim você ganha muito tempo e elas ficam bem macias por dentro e sequinhas por fora. O refogado e o feijão também não são muito diferentes de qualquer comida caseira rápida brasileira, mas ficou tudo bem gostoso.

Refogado de Soja com Legumes e Molho Inglês
1 xícara de de proteína de soja (originalmente carne moída, mas não lembro a quantidade)
1 cenoura grande
1 talo de aipo
1 cebola pequena
4 dentes de alho (espremido ou picado)
6 colheres (sopa) de molho inglês (para quem for vegetariano, use uma marca que não contenha ingredientes de origem animal)
Sal e pimenta a gosto
Tomilho a gosto
Alecrim a gosto
Azeite para refogar

Numa tigela, despeje a soja e cubra com água. Deixe hidratar por alguns minutos. Retire o excesso de água, espremendo bem. Unte uma panela com azeite e refogue a soja, temperando com sal, pimenta e tomilho. Como a soja não vai soltar água como a carne, você pode acrescentar um pouco. Fatie a cenoura, o aipo e a cebola e reserve. Acrescente o alecrim à panela, bem como o alho e o molho inglês. Quando os líquidos reduzirem e ela começar a fritar, junte os vegetais e continue a refogar, misturando tudo.

Feijão com Tomate e Azeitona
12 azeitonas (originalmente 4 tiras de bacon)
2 tomates (usei 2 tomates pelados de lata)
400 g de feijão cozido (originalmente uma lata)
1 colher (sopa) de vinagre
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
Manjericão fresco (não tinha, mas usei um pouco do seco)
Azeite para refogar
Refogue as azeitonas com um pouco de azeite, apenas para que liberem um pouco o sabor. Junte os tomates picados e misture. Acrescente o feijão cozido com um pouco de caldo e deixe ferver até reduzir um pouco. Acrescente o vinagre e o azeite e por fim, um pouco de manjericão fresco.

Batatas Assadas
4 batatas grandes limpas e com casca (1 batata por porção, no caso usei 2)
Iogurte (originalmente creme azedo, mas pode ser creme de leite ou requeijão)
Sal e pimenta a gosto
Alecrim
Azeite comum
Azeite de oliva extra-virgem
Faça furinhos nas batatas com um garfo ou uma faca. Tempere-as com sal e leve-as para o microondas, num tigela coberta com filme plástico, por 14 minutos. Aqueça seu forno ou seu grill de forno e deixe lá uma assadeira que caiba as batatas. Passados os 14 minutos, retire o filme e na própria tigela, termine de temperar as batatas, com sal, pimenta, alecrim e azeite, misturando tudo. Passe as batatas para a assadeira aquecida e leve ao forno ou grill de forno para que elas dourem. Para servir, corte o topo de cada uma em forma de cruz e esprema de leve ao meio, para que ela abra como uma flor. Sirva com uma colherada de iogurte e um fio de azeite extra-virgem.

Fonte: Jamie’s 30 Minute Meals – Episódio 36 – “Super-fast Beef Hash”

15

Torta de Legumes e Alho Assado


Essa torta é daquelas que todo mundo deve fazer uma parecida e que eu faço sempre, variando os ingredientes aqui e ali. A base é um purê de batatas com alho assado, podendo acrescentar os legumes que quiser/tiver. O ideal é usar legumes e verduras que não soltem muita água, a menos que se retire o excesso antes, no caso de tomates e abobrinhas, por exemplo. Aqui vai a última versão que fiz.

Ingredientes:
2 batatas grandes
1 colher (sopa) de manteiga
1 pote (180g) de iogurte natural ou 1/4 xícara de leite
Sal e pimenta a gosto
3 ovos
5 colheres (sopa) de farinha de trigo (pode ser mais, se quiser mais consistente)
1 colher (chá) de fermento em pó
1 cenoura grande ralada no ralo grosso
1 ramo de talos de cebolinha picada
Pimentão picado a gosto
Azeitona picada a gosto
1 cabeça de alho inteira
Queijo ralado para gratinar (usei queijo coalho)

Aqueça o forno em 180°. Corte a mínima parte superior da cabeça de alho, deixando-a ainda intacta e com casca. Leve para assar numa assadeira coberta com papel alumínio (faça um furinho no papel) por cerca de 40 minutos. Enquanto isso, cozinhe e esprema as batatas. Acrescente a esse purê a manteiga e o iogurte ou leite. Tempere com sal e pimenta a gosto. Quando o alho estiver assado, esprema o creme que se formou, descartando as cascas e acrescente ao purê. Junte os ovos e bata tudo com um fouet. Adicione a farinha de trigo e o fermento, bata novamente e então acrescente os legumes e verduras. Despeje num refratário untado e enfarinhado, cubra com queijo ralado e deixe assar até ficar bem dourado, no mínimo uns 30 minutos. Deixe descansar um pouco antes de servir.

23

Batatas de Aeroporto


Por mais que eu more numa cidade muito quente, eu sempre prefiro comida de inverno: sopas, assados, sorvetes encorpados, saladas mornas. Talvez seja uma questão de agradar mais a alma do que o corpo, não sei. O fato é que à noite – o horário em que eu mais gosto de comer – eu gosto de preparar algo assim como essas batatas, algo que envolva legumes, um forno quente e um toque italiano. É a segunda vez que preparo essa receita publicada pela Valentina há uns 3 anos atrás. Deliciosa, não precisa de nada além de um bom pão para acompanhar.

Ingredientes:
1 kg de batatas descascadas
1 colher (sopa) de óleo vegetal
Sal e pimenta-do-reino moída na hora
1 lata (400 g) de tomate pelado picado
2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra-virgem
2 dentes de alho picados
1/2 colher (chá) de orégano desidratado
2 colheres de sopa de salsinha picada (usei salsinha desidratada)
200g de tomates cereja (usei 4 tomates tipo italianos)
1 colher (sopa) de alcaparras (usei 8 azeitonas picadas)
4 ou 5 talos de cebolinha picados*
Farelo de pão e Parmesão ralado a gosto*

*Acrescentei para enriquecer o prato, não estão na receita original. Retire o parmesão para uma versão vegana.

Preaqueça o forno em temperatura de 190°. Corte as batatas em fatias bem finas. Unte uma assadeira grande com o óleo e espalhe a batata pela forma, forrando-a. Derrame 250 ml de água, tempere com sal e pimenta-do-reino e cubra a assadeira com papel alumínio. Leve ao forno por 30 minutos.
Enquanto as batatas estiverem assando, coloque o tomate em lata numa tigela, juntamente com o azeite extra-virgem, as azeitonas, o alho, a cebolinha, o orégano, metade da salsinha, sal e pimenta-do-reino moída na hora. Reserve.
Após os 30 minutos das batatas no forno, retire o papel alumínio e derrame a mistura de tomate sobre as batatas. Espalhe bem. Corte os tomates em fatias finas (se forem os do tipo cereja, corte-os ao meio) e cubra o conteúdo da assadeira. Polvilhe farelo de pão e parmesão ralado a gosto. Leve ao forno por mais 30 minutos, até que a batata comece a ficar crocante nas bordas. Retire do forno e guarneça com o restante da salsinha picada.

Fonte: Trem Bom.

44

Potinhos de Batata e Queijo


Essa é uma daquelas receitas de aproveitar o que tem na geladeira/despensa. Dá para usar vários tipos de vegetais nela, contanto que se tenha as batatas e o queijo. Dessa vez eu não tinha em casa, mas fica muito bom com alho-poró refogado ou cenoura crua ralada ou pimentão…
Ter esse caráter de aproveitamento, no entanto, não quer dizer que esses potinhos não sejam deliciosos, pois são. Sempre que faço, vou tirando e incorporando outros ingredientes, de forma que da receita original ficou só a lembrança. Dessa vez acrescentei migalhas de pão e gostei muito. A mozarela e o presunto foram só por questão de aproveitamento – prefiro as versões vegetarianas e usar queijo coalho em cubos no lugar da mozarela. Enfim, é uma base para se fazer no gosto de cada um.

Ingredientes (6 a 8 porções):
4 batatas grandes sem casca e cortadas em cubos médios
1 xícara de caldo de legumes
1 xícara de água
1 tomate picado
50 g de mozarela
50 g de presunto (retire para uma versão vegetariana)
1/2 xícara de leite
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 gemas
1/2 copo de requeijão
1 pãozinho esmigalhado
1 colher (sopa) de páprica doce
Alho a gosto
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Queijo ralado a gosto para polvilhar (usei de coalho)

Numa panela grande, tempere as batatas com alho, páprica, sal (pode deixar pra colocar sal depois ou não colocar) e pimenta. Se for usar verduras como cebola e alho-poró, pode refogar antes e juntar às batatas. Junte o caldo de legumes e a água e leve ao fogo para cozinhar rapidamente, só até amaciar um pouco. Dilua a farinha de trigo no leite e acrescente à panela, mexendo bem, até ferver novamente e engrossar. Desligue o fogo e acrescente as gemas e o requeijão. Junte o tomate, a mozarela, o presunto e o pão, mexa bem e distribua a mistura em ramequins grandes (dessa vez renderam 7 ramequins). Polvilhe com queijo ralado e leve para assar em forno bem quente até o queijo ficar bem dourado.

Fonte: Baseada na receita Forminha de batata e queijo, Especial Claudia Cozinha – Pronto em 30 minutos.

8

Pão de Tender e Ricota


Como é bom fazer pão! O que parece um castigo pra muita gente, pra outros é uma terapia. Este pão, no entanto, não é recomendável para primeiras experiências: seria um tanto traumático. A massa é difícil de lidar, não solta das mãos, enfim, daquelas que você acha que não vai dar certo. Mas como eu já lidei com piores, tive fé. Os pães cresceram muito, ficaram muito macios e serviram para aproveitar as sobras do tender de natal. A massa é ótima, pode até ser feita sem recheio. Mas tem que ter paciência e fé.

Ingredientes:
Massa:
250 ml de leite morno
30 g de fermento biológico
2 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sobremesa) de sal
1 colher (sopa) de óleo
1 colher (sopa) de manteiga
3 ovos inteiros
2 batatas médias cozidas
5 xícaras (chá) de farinha de trigo (pode precisar mais)
1 gema para pincelar
Gergelim para salpicar

Recheio:
350 g de tender processado (ou picado)
350 g de ricota processada (ou amassada)
1 lata de creme de leite
1 colher (sopa) de orégano
1 colher (chá) de sal

Para a massa, misture o fermento com o açúcar e o leite morno até desmanchar. Bata no liqüidificador os ovos, as batatas, a manteiga, o óleo, o sal e a mistura de fermento. Transfira a mistura para uma tigela grande e vá acrescentando a farinha de trigo aos poucos, amassando bem. Se achar que precisa de um pouco mais de farinha, acrescente, embora a massa seja grudenta mesmo. No meu caso, devo ter acrescentado quase uma xícara a mais. No final, “sele” a massa com farinha para facilitar no manuseio dela, isto é, polvilhando ao redor da bola de massa. Cubra e deixe descansar por 30 minutos, de preferência num local sem correntes de ar.
Abra a massa em superfície enfarinhada, formando um retângulo (sele com farinha onde estiver muito grudenta). Divida a massa ao meio, o que deve formar dois retângulos menores. Misture os ingredientes do recheio e distribua sobre as duas massas abertas. Enrole como rocambole, feche as pontas e coloque cada rolo numa fôrma de bolo inglês untada com margarina e polvilhada com farinha de trigo. Como a massa é pesada e um pouco mole, tenha cuidado nesta hora, o melhor é “rolar” o rocambole para dentro da fôrma, deixando a parte que fechou para baixo.
Acenda o forno em 180-200°. Pincele os pães com a gema, salpique com o gergelim e deixe-os crescer por 20 minutos. Asse-os por cerca de 40 minutos ou até que estejam dourados.

Fonte: Adaptada da Revista Receita Minuto, nº 27.

16

Forminhas de Batatas


Esse é um acompanhamento que faz sucesso, já o fiz várias vezes. Não há como escapar: as pessoas amam batatas e essa receitinha é uma forma de deixá-las ainda mais gostosas. Elas murcham um pouquinho ao sair do forno, mas o sabor e a textura comandam e compensam no final.

Ingredientes:
600 g de batatas
1 colher (sopa) de margarina
Sal a gosto
1/2 xícara (chá) de queijo parmesão ralado
1 e 1/2 colher (sopa) de amido de milho
1/2 xícara de leite
2 gemas
2 claras batidas em neve
100 g de mozarela em cubinhos (melhor ainda se for de búfala)
Margarina para untar
Farinha de rosca para polvilhar

Cozinhe as batatas e passe-as, ainda quentes, pelo espremedor. Misture a margarina, o sal e metade do queijo ralado ao purê. Reserve. Dissolva o amido de milho no leite, junte as gemas e acrescente ao purê reservado. Por último, incorpore as claras em neve.
Distribua metade da massa em forminhas untadas com margarina e polvilhadas com farinha de rosca (usei forminhas de muffins, rende 12 unidades). Recheie com cubinhos de mozarela e cubra com o restante da massa. Salpique o restante do queijo parmesão ralado e leve ao forno preaquecido (médio-alto) por, aproximadamente 30 minutos ou até que fiquem douradas.

Fonte: Revista Receita Minuto nº 33.

27

Focaccia de Batata

Finalmente estou voltando, com muitas saudades de todos e já agradecendo por todos os comentários e e-mails carinhosos que recebi. Aos poucos espero retomar o ritmo de antes e pra começar preparei algo que há muito queria fazer: uma focaccia de batata retirada daqui, cujas fotos são de matar de vontade. Mudei a cobertura inspirada numa pizza vegetariana de supermercado cujo recheio me agrada muito. Pra quem quiser fazer como a original, use tomates-cereja cortados ao meio, azeitonas pretas e folhas de manjericão com a base de azeite, orégano e pimenta. Simplesmente amei a receita, vou repeti-la muitas vezes, uma ótima alternativa para quem gosta de pizza, com a vantagem de ser mais light, pois não tem molho nem queijo mozarela, e também de não precisar abrir a massa com rolo.

Ingredientes:
2 batatas médias
500 g de farinha de trigo
1 colher (chá) de sal (usei granulado)
1 e 1/2 xícara de água morna
1 e 1/2 colher (chá) de fermento biológico seco
2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra-virgem
Um punhado de azeitonas picadas
Um punhado de brócolis cozido e picado
1 pote pequeno de cogumelos fatiados
1/2 pimentão vermelho picado
Orégano a gosto
Pimenta-do-reino moída na hora a gosto
Queijo parmesão ralado a gosto

Para fazer a massa, cozinhe as batatas e reserve. Misture a água e o fermento numa pequena vasilha até o fermento dissolver. Deixe descansar por alguns minutos para ativá-lo. Amasse as batatas ainda quentes. Coloque-as na batedeira com o acessório para massa pesada (usei o processador) em velocidade baixa, junto com a farinha e o sal. Bata rapidamente antes de acrescentar a água com fermento. Dessa vez bata até ficar bem misturado, depois aumente a velocidade e bata por mais 10 minutos, ou até a massa ficar lisa e elástica.
Essa massa fica úmida e pegajosa, portanto resista à tentação de acrescentar mais farinha porque ela é assim mesmo. Unte uma vasilha com azeite e despeje aí a massa, cobrindo com filme plástico e deixando em lugar aquecido (você pode aquecer um pouco o forno e desligá-lo). Deixe por 45 minutos a 1 hora, ou até dobrar de tamanho (a minha não cresceu muito).
Unte com azeite uma assadeira grande (30 x 40 cm) e distribua a massa no centro dela, puxando a massa para as laterais. Como a massa é pegajosa, unte seus dedos ou uma espátula com azeite, à medida que vai esticando-a. Preencha toda a forma. Cubra novamente e deixe descansar em lugar aquecido, até dobrar de tamanho de novo, de 20 a 30 minutos.
Enquanto isso, prepare a cobertura: misture as azeitonas, o brócolis, os cogumelos, o pimentão, o orégano, a pimenta e 1 colher de sopa de azeite. Quando a massa crescer, distribua a cobertura pela massa que, por ser mole, permite que os ingredientes afundem um pouco, formando os sulcos da focaccia. Jogue uma “chuvinha” de parmesão ralado por cima e se quiser, mais umas gotinhas de azeite.
Leve ao forno preaquecido (180°) por cerca de 30 a 40 minutos (a minha ficou mais tempo), até ficar dourado. A Haalo sugere que é bom deixar a focaccia esfriar por 15 minutos e depois voltar ao forno por mais 5 minutos, pra que a massa fique mais sequinha (essa parte eu pulei por conta da fome). Corte em quadradinhos e sirva ainda quente.

Fonte: Cook (almost) Anything at Least Once.

36

Samossas


Os pastéis da Patricia me deixaram com vontade! Mas uma boa opção para quem não tem pulso para abrir a massa sem cilindro são as samossas, os famosos pastéis indianos.
Há um tempo atrás eu era bem envolvida com comida vegetariana devido a um amigo meu, o Gil, que era “Hare Krishna”. No entanto, as samossas sempre foram exclusividade dele, nunca havia pedido a receita, apesar de adorar quando ele fazia. Ele aprendeu na cozinha do templo que o creme de leite era o segredo para a massa ficar lisa e fácil de abrir. O problema é que como eles fazem para um monte de gente sai muito caro, então acabam fazendo sem, como se percebe na maioria das receitas por aí de samossa. Assim que comecei o Quiche, o Gil me passou a receitinha, ou seja, essa deveria ter sido uma das primeiras receitas publicadas no blog, mas acabei adiando, esperando o momento da vontade, que foi hoje.
Como eu disse, a massa deve ficar bem lisa, daí o ponto dela ser feito na água e não na farinha. Não enfarinhe o local onde vai abrir a massa senão ela sai do ponto: não se preocupe que ela abre e não gruda. O recheio é basicamente vegetais, mas sempre uso batata amassada para agregar os outros ingredientes. Nada impede que seja utilizado um recheio com algum tipo de carne, mas quando penso em samossa, sempre penso em legumes.

Ingredientes (para 4 unidades):
Massa:
2 xícaras de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de creme de leite (de preferência o de caixinha)
3 colheres (sopa) de ghee (manteiga clarificada) ou manteiga derretida
1 colher (chá) de açúcar
1/2 xícara de água (mais ou menos, para dar consistência)

Recheio:
1 batata grande cozida
3 raminhos de brócolis cozidos
1/2 cenoura ralada
1/2 pimentão vermelho picado
Azeitonas a gosto
Sal e pimenta a gosto
Páprica a gosto (ou curry)

Para fazer a massa, misture tudo, menos a água. Vá acrescentando a água aos poucos, até a massa virar uma bola e ficar lisinha. Ela deve ter uma consistência úmida, mas não grudenta. Divida a massa em 4 bolinhas e abra cada uma numa superfície lisa, sem farinha. Não precisa ficar muito fino, como o pastel. O recheio é so amassar a batata e o brócolis com um garfo e acrescentar os demais ingredientes, formando um purê. Coloque bastante recheio em cada círculo e feche torcendo a massa de fora para dentro:

Frite em óleo não muito quente. A massa deve ficar levemente quebradiça, como se fosse massa folhada. Delícia.

Veja essa receita preparada no 7º Inter Blogs do DCPV.

20

Torta Focaccia


Tenho essa receita há bastante tempo e só tinha preparado ela uma vez, há muitos anos, mas nem me lembrava mais do resultado. Está no meu caderninho, mas lembro que copiei de um programa de tv, era uma receita da culinarista Luzinete Veiga. A massa é bem grudenta e não sei que ponto é esse que solta das mãos, só sei que não o alcancei, sob pena de colocar muita farinha e a massa ficar pesada. Deixei a massa crescer e ela fica enorme, na hora de abrir ela virou uma toalha, mas como ela gruda muito dá um pouco de trabalho colocar na forma. Nessa hora jurei que não repetiria a receita. Fiquei com medo de não conseguir cobrir e acabou ficando pouca massa embaixo e muita massa em cima, como se pode ver pelas fotos. O ideal seria ter feito em uma forma maior (fiz com uma de 24 cm), pois a torta é grande, mas eu não tinha. O pior é que o resultado foi muito bom, fica bem saborosa, essa massa é muito macia, deliciosa mesmo, com certeza por causa da batata.
Abaixo, duas fatias: a primeira é de logo quando tirei do forno, a massa e o recheio estavam derretendo, uma delícia! Depois a textura da torta fria.

Ingredientes:
Massa:
1 xícara (chá) de leite morno
20 ou 30 g de fermento biológico (dependendo da temperatura – usei 25 g)
1 colher (sobremesa) de açúcar
1 colher (sobremesa) de sal
1 colher (sopa) de óleo
100 g de manteiga
2 gemas
3 batatas médias cozidas e amassadas
Farinha de trigo até soltar das mãos (mais ou menos 550 g)
1 gema para pincelar

Recheio:
4 tomates
1 cebola
2 colheres de sopa de azeite
200 g de presunto
200 g de mozarela
150 g de lingüiça calabresa.
220 g de queijo cremoso
Sal e orégano a gosto

Derreta o fermento no leite morno e acrescente o sal, o açúcar, o óleo, a manteiga, as gemas e as batatas. Misture bem e vá acrescentando a farinha de trigo até soltar das mãos. Sove a massa em superfície polvilhada e deixe crescer (deixei crescer enquanto fazia o recheio, acho que uns 30 ou 40 minutos).
Para o recheio eu processei primeiro o presunto, a mozarela e a lingüiça juntos e reservei. Depois processei os demais ingredientes também juntos. Na receita diz que eles devem ser picados, mas achei mais prático processá-los.
Abra a massa com um rolo e ponha numa forma untada e polvilhada, deixando sobras da massa pra fora. Acrescente o recheio de forma que a primeira camada seja da mistura de queijo, presunto e lingüiça e depois a mistura de tomate – pode ir alternando as camadas, mas na pressa eu coloquei cada camada de uma vez só. Feche a massa com as sobras e pincele com gema. Leve ao forno preaquecido (180°). O meu assou em 50 minutos.

Fonte: Caderno de receitas.