0

Torta rápida de verduras

393

3 ovos
1 xícara de leite
1/2 xícara de óleo
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó

Sugestão de recheio:
1 cebola refogada
1 pimentão refogado
meia cenoura ralada
1 abobrinha ralada espremida bem pra tirar o excesso de água
1 tomate picado
sal, ervas e temperos a gosto

Preaqueça o forno a 200º. Unte e enfarinhe uma forma média redonda. Prepare os ingredientes do recheio e reserve. Bata os ingredientes da massa com um fouet, primeiro os líquidos, juntando os secos, e despeje na forma. Cubra com o recheio e leve para assar até que esteja firme e bem dourada nas bordas.

A receita da massa vi no Pitadinha.

Anúncios
20

Salada 7 cereais com Cebola Dourada

Essa é uma ótima refeição vegana que você pode preparar em 30 minutos e ficar bem satisfeito. Usei o que eu tinha em casa, mas ela pode variar de inúmeras formas, sempre usando, além do 7 cereais: uma ou mais verduras cruas raladas; um ou mais grãos como feijão, ervilha, grão-de-bico ou lentilha; e proteínas, como castanha-do-pará, gergelim, coco ralado… a ideia é ter pelo menos um elemento de cada, para que ela fique rica e sirva como prato único.

Ingredientes (4 porções):
1 xícara de 7 cereais integrais (mix de arroz e outros cereais)
3 xícaras de água ou caldo de legumes
1 xícara de cenoura crua ralada
1 xícara de milho verde cozido
1 xícara de amêndoas levemente tostadas (poderia ser qualquer tipo de castanha picada)
1 cebola roxa cortada em meias-luas
Sal e pimenta a gosto
Azeite de oliva extra-virgem a gosto
Gotinhas de limão ou vinagre de vinho branco
Cebolinha picada a gosto (poderia ser salsa ou coentro)

Leve a água ou o caldo ao fogo alto. Quando ferver, acrescente o 7 cereais e tempere a gosto, se for o caso (como usei caldo, não coloquei nada, nem sal). Deixe cozinhar por cerca de 30 minutos, observando se precisa de mais água. Doure as cebolas numa frigideira em fogo alto com um pouco de azeite: a ideia é caramelizar um pouco, mas ainda deixando-as crocantes. Reserve. Quando o arroz estiver cozido e seco, deixe-o descansar por 5 minutos para liberar um pouco a umidade. Monte a salada misturando o arroz, a cenoura, o milho, as amêndoas e a cebola dourada. Tempere com sal e pimenta, se necessário (usei só um pouco de pimenta). Pingue algumas gotas de limão ou vinagre sobre a salada. Finalize com um fio de azeite e cebolinha picada.

Fonte: Inspirada nesta salada da Faby, do Pimenta no Reino.

10

Refogado de Soja com Feijão e Batatas Assadas [30 minutos]


Esse PF foi feito a partir de um episódio do “Refeições de Jamie Oliver em 30 Minutos”. Ficou faltando apenas a salada, pois eu quis fazer tudo com o que eu tinha em casa, sem ter que sair pra comprar nada. Por conta disso, o resultado acabou vegetariano. Realmente, pelo menos na versão que eu fiz, essa refeição é muito rápida de fazer, acho até que dá pra fazer tudo em 20 minutos. As batatas não são diferentes do que eu já fazia: eu sempre começo pelo microondas (talvez a única coisa que faço nele são batatas) e termino no forno, assim você ganha muito tempo e elas ficam bem macias por dentro e sequinhas por fora. O refogado e o feijão também não são muito diferentes de qualquer comida caseira rápida brasileira, mas ficou tudo bem gostoso.

Refogado de Soja com Legumes e Molho Inglês
1 xícara de de proteína de soja (originalmente carne moída, mas não lembro a quantidade)
1 cenoura grande
1 talo de aipo
1 cebola pequena
4 dentes de alho (espremido ou picado)
6 colheres (sopa) de molho inglês (para quem for vegetariano, use uma marca que não contenha ingredientes de origem animal)
Sal e pimenta a gosto
Tomilho a gosto
Alecrim a gosto
Azeite para refogar

Numa tigela, despeje a soja e cubra com água. Deixe hidratar por alguns minutos. Retire o excesso de água, espremendo bem. Unte uma panela com azeite e refogue a soja, temperando com sal, pimenta e tomilho. Como a soja não vai soltar água como a carne, você pode acrescentar um pouco. Fatie a cenoura, o aipo e a cebola e reserve. Acrescente o alecrim à panela, bem como o alho e o molho inglês. Quando os líquidos reduzirem e ela começar a fritar, junte os vegetais e continue a refogar, misturando tudo.

Feijão com Tomate e Azeitona
12 azeitonas (originalmente 4 tiras de bacon)
2 tomates (usei 2 tomates pelados de lata)
400 g de feijão cozido (originalmente uma lata)
1 colher (sopa) de vinagre
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
Manjericão fresco (não tinha, mas usei um pouco do seco)
Azeite para refogar
Refogue as azeitonas com um pouco de azeite, apenas para que liberem um pouco o sabor. Junte os tomates picados e misture. Acrescente o feijão cozido com um pouco de caldo e deixe ferver até reduzir um pouco. Acrescente o vinagre e o azeite e por fim, um pouco de manjericão fresco.

Batatas Assadas
4 batatas grandes limpas e com casca (1 batata por porção, no caso usei 2)
Iogurte (originalmente creme azedo, mas pode ser creme de leite ou requeijão)
Sal e pimenta a gosto
Alecrim
Azeite comum
Azeite de oliva extra-virgem
Faça furinhos nas batatas com um garfo ou uma faca. Tempere-as com sal e leve-as para o microondas, num tigela coberta com filme plástico, por 14 minutos. Aqueça seu forno ou seu grill de forno e deixe lá uma assadeira que caiba as batatas. Passados os 14 minutos, retire o filme e na própria tigela, termine de temperar as batatas, com sal, pimenta, alecrim e azeite, misturando tudo. Passe as batatas para a assadeira aquecida e leve ao forno ou grill de forno para que elas dourem. Para servir, corte o topo de cada uma em forma de cruz e esprema de leve ao meio, para que ela abra como uma flor. Sirva com uma colherada de iogurte e um fio de azeite extra-virgem.

Fonte: Jamie’s 30 Minute Meals – Episódio 36 – “Super-fast Beef Hash”

12

Paella Vegetariana [Vegana]


A limitação sempre se provou ser uma grande fonte de criatividade e é uma das coisas que me leva às receitas vegetarianas: o desafio de preparar algo com sabor sem apelar para o óbvio. Claro que, sendo uma vegetariana não-praticante, a tentação pela liberdade é maior, mas esse exercício tem sido bom pra mim. E se os amigos topam experimentar, melhor ainda!
Nessa paella caberiam vários outros ingredientes e algumas coisas que usei em conserva gostaria de ter usado na forma fresca, mas infelizmente tive que me virar com o que tinha perto de casa. Adoraria ter usado grão-de-bico e vagem, por exemplo, então é uma receita em que você vai colocando o que couber no gosto e na panela.

Ingredientes (6-8 porções):
500 g de arroz
Azeite para refogar
2 cebolas em rodelas finas
4 dentes de alho picados
1 pimentão vermelho em rodelas finas
1 pimentão verde em rodelas finas
1 pimentão amarelo em rodelas finas
1 cenoura em rodelas finas
100 g de tomate seco picado
500 g de ervilha congelada
200 g de milho verde
200 g de aspargos
150 g de cogumelos
200 g de azeitonas
200 g de castanha-de-caju
1/2 colher (sopa) de açafrão da terra (cúrcuma)
1 litro de caldo de legumes quente
Sal a gosto

Use uma panela grande, de preferência própria para paella (usei uma panela alta e grande, misto de paella e wok, de 36 cm por 11 cm de altura). Refogue a cebola no azeite. Junte o alho e refogue. Acrescente os pimentões, a cenoura e o tomate seco, sempre refogando a cada adição, formando a base da receita. O açafrão pode ser acrescentado nessa hora também (ou misturado ao caldo de legumes, especialmente se você quiser usar o açafrão em pistilo). Junte o arroz e misture bem para que ele tome o sabor de tudo. Acrescente a ervilha, o milho e qualquer outro ingrediente que você queira cozinhar junto com o arroz. Adicione o caldo, tempere com sal, misture bem e tampe. Na metade do cozimento do arroz, junte boa parte das castanhas-de-caju e azeitonas, misture levemente e tampe novamente. Próximo ao arroz ficar cozido, distribua por cima os aspargos e o cogumelo, bem como o que restou da castanha e das azeitonas. Termine com rodelas de pimentão e cebola. Sirva na própria panela.

4

Escondidinho Vegetariano

Esse escondidinho foi inspirado nesta receita da Glau e foi a salvação de um dia ruim que tive. Nada como ir pra cozinha fazer o jantar pra esquecer os problemas. E o melhor é que ficou delicioso e dá pra variar bastante, tanto no recheio quanto na cobertura, substituindo a abóbora por qualquer legume que vire purê.

Ingredientes:
Pro purê de abóbora:
1 pedaço de abóbora de sua preferência (a quantidade vai depender da espessura da camada desejada)
1 colher de manteiga
Sal e Pimenta-do-reino a gosto (não usei sal)

Pro refogado de legumes, usei:
Alho e cebola a gosto
Cogumelos picados
Cenoura crua ralada no ralo grosso
Ervilha em lata ou congelada
Azeitona picada

Pra finalizar:
Azeite de oliva
Parmesão ralado

Cozinhe a abóbora e amasse-a para virar um purê. Tempere com manteiga, sal e pimenta-do-reino e reserve. Refogue a cebola e o alho e vá adicionando os legumes de sua preferência, apenas até tudo ficar misturado. Despeje o refogado no recipiente que você irá servir e cubra tudo com o purê de abóbora. Jogue um fio de azeite por cima e polvilhe com parmesão, levando pra gratinar por 15 minutos em forno médio pra alto.

20

Bolo de Cenoura e Frutas da Elvira


Sem querer acabei entrando no clima de Natal com esse bolo da Elvira. Geralmente os bolos de Natal são mais secos, mas esse é bastante úmido. Queria que ele tivesse ficado dourado como o dela, mas o mascavo que eu tinha em casa era bem escuro. O bom é que ele fez sucesso, acabou num piscar de olhos. A Pipoka recentemente fez um bolo parecido que também me chamou atenção, confiram aqui.

Ingredientes:
125 g de cenoura ralada
150 g de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de canela em pó
75 g de uvas passas
50 g de nozes (usei castanhas-de-caju) picadas grosseiramente
Raspas da casca de 1 laranja (usei 1 limão siciliano)
125 g de açúcar mascavo
200 ml de óleo de girassol
4 ovos

Preaqueça o forno em 180° e unte uma forma de bolo inglês com manteiga. Forre-a com papel-manteiga e unte por cima. Peneire a farinha junto com o fermento, a canela e o açúcar. Junte a cenoura ralada, as nozes, as raspas de laranja e as passas. Misture bem. Numa vasilha à parte, com um fouet, bata os ovos e o óleo só até ficar homogêneo. Junte essa mistura com os ingredientes secos e incorpore tudo. Despeje a massa na forma e leve para assar por cerca de 45-50 minutos (o meu assou em menos de 40 minutos, vai depender do forno). Deixe esfriar na forma por 5 minutos e depois desenforme.

Fonte: Elvira’s Bistrot.

26

Creme de Laranja e Cenoura


Essa sobremesa foi preparada para participar do evento da Akemi: Comidinhas do dia-a-dia Liqüidificador. Não esperem nada arrebatador: é uma opção simples e saudável, me lembrou comidinha de bebê, mas o Ric adorou. Depois fiquei pensando se funcionaria com outros vegetais ou frutas, quem sabe. Só um detalhe: quanto mais gelada, melhor.

Ingredientes:
1/2 xícara de cenoura picada
1/2 xícara de água
1 xícara de suco de laranja
2 colheres (sopa) de maisena
4 colheres (sopa) de açúcar

Bata a cenoura com a água no liqüidificador. Acrescente o suco de laranja, a maisena e o açúcar e bata até ficar liso. Transfira o creme para uma panela e leve ao fogo baixo, sem parar de mexer, até engrossar. Despeje em um refratário umedecido e deixe esfriar. Leve à geladeira até ficar um creme grosso, no mínimo umas 3 horas.

Fonte: Claudia Cozinha Especial Tudo Prático.

36

Samossas


Os pastéis da Patricia me deixaram com vontade! Mas uma boa opção para quem não tem pulso para abrir a massa sem cilindro são as samossas, os famosos pastéis indianos.
Há um tempo atrás eu era bem envolvida com comida vegetariana devido a um amigo meu, o Gil, que era “Hare Krishna”. No entanto, as samossas sempre foram exclusividade dele, nunca havia pedido a receita, apesar de adorar quando ele fazia. Ele aprendeu na cozinha do templo que o creme de leite era o segredo para a massa ficar lisa e fácil de abrir. O problema é que como eles fazem para um monte de gente sai muito caro, então acabam fazendo sem, como se percebe na maioria das receitas por aí de samossa. Assim que comecei o Quiche, o Gil me passou a receitinha, ou seja, essa deveria ter sido uma das primeiras receitas publicadas no blog, mas acabei adiando, esperando o momento da vontade, que foi hoje.
Como eu disse, a massa deve ficar bem lisa, daí o ponto dela ser feito na água e não na farinha. Não enfarinhe o local onde vai abrir a massa senão ela sai do ponto: não se preocupe que ela abre e não gruda. O recheio é basicamente vegetais, mas sempre uso batata amassada para agregar os outros ingredientes. Nada impede que seja utilizado um recheio com algum tipo de carne, mas quando penso em samossa, sempre penso em legumes.

Ingredientes (para 4 unidades):
Massa:
2 xícaras de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de creme de leite (de preferência o de caixinha)
3 colheres (sopa) de ghee (manteiga clarificada) ou manteiga derretida
1 colher (chá) de açúcar
1/2 xícara de água (mais ou menos, para dar consistência)

Recheio:
1 batata grande cozida
3 raminhos de brócolis cozidos
1/2 cenoura ralada
1/2 pimentão vermelho picado
Azeitonas a gosto
Sal e pimenta a gosto
Páprica a gosto (ou curry)

Para fazer a massa, misture tudo, menos a água. Vá acrescentando a água aos poucos, até a massa virar uma bola e ficar lisinha. Ela deve ter uma consistência úmida, mas não grudenta. Divida a massa em 4 bolinhas e abra cada uma numa superfície lisa, sem farinha. Não precisa ficar muito fino, como o pastel. O recheio é so amassar a batata e o brócolis com um garfo e acrescentar os demais ingredientes, formando um purê. Coloque bastante recheio em cada círculo e feche torcendo a massa de fora para dentro:

Frite em óleo não muito quente. A massa deve ficar levemente quebradiça, como se fosse massa folhada. Delícia.

Veja essa receita preparada no 7º Inter Blogs do DCPV.

16

Farofa de Cenoura


Desde que a Patricia postou essa receita não paro de desejar essa farofinha de cenoura. Segui direitinho o preparo, mas tive que quebrar a lógica vegetariana da receita e acrescentar uma sobra de frango que eu tinha – afinal existe todo um conceito relacionado à farofa de que ela tem como maior função reaproveitar sobras de carne ou disfarçar a pouca quantidade dela.
Outra alteração que fiz foi acrescentar manteiga: a combinação de azeite e manteiga funciona muito pra mim.
Eu quis almoçar só ela mesmo, como prato único, comi esta cumbuquinha aí da foto e dei só um pouquinho pro Ric.

Só uma curiosidade: por causa do nome do blog, todo mundo me pergunta se macaxeira é mandioca e eu sempre digo que sim, apesar de aqui no Ceará não serem bem a mesma coisa: a mandioca que faz a farinha (e que é proibida para o consumo por causa do veneno) é a mandioca-brava, que conhecemos aqui simplesmente por mandioca; já a mandioca que usamos nas receitas é a mandioca-doce ou mansa, ou seja, a macaxeira. Talvez o nome tenha aparecido com a preocupação em diferenciá-las, já que uma delas é perigosa.

Ingredientes:
1 colher (sopa) de azeite
2 colheres (sopa) de manteiga com sal
1/2 cebola picada
1 pedaço de frango desfiado (opcional)
1 cenoura grande ralada (no ralo grosso)
1 colher (sopa) de salsinha picada
40 g de azeitonas verdes, descaroçadas e picadas
70 g de farinha de mandioca (coloque aos poucos até o ponto desejado)
Sal e pimenta a gosto

Aqueça o azeite e a manteiga e refogue a cebola. Junte a cenoura e o frango e refogue por 1 minuto. Junte as azeitonas e a salsinha, tempere com sal e pimenta e depois adicione a farinha. Misture bem.

Fonte:Technicolor Kitchen.

0

Pãozinho com Recheio Cremoso

Digamos que é uma boa receita, mas nem tanto assim. Quer dizer, se ela não tivesse tantos tempos de espera, tudo bem. Esse pão precisava ser bem mais gostoso pra esperar tanto, é muito parecido com coisa de padaria, eu prefiro pães com um gostinho caseiro. Mesmo assim comi um bocado.

Ingredientes:
Pão:
1/2 xícara de leite morno
2 colheres (sopa) de açúcar cristal
1 tablete (15 g) de fermento biológico
2 ovos batidos
2 colheres (sopa) de manteiga derretida
2 colheres (chá) de sal
3 xícaras de farinha de trigo*

Recheio:
1 colher (sopa) de manteiga
1/4 xícara de farinha de trigo
1 e 1/2 xícara de leite
1 xícara de queijo mussarela ralado
1 xícara de cenoura ralada*

Para o pão, junte o leite, o açúcar e o fermento esmigalhado, sem misturar. Deixe descansar, coberto, por meia hora. Mexa até a mistura ficar homogênea. Junte os ovos, a manteiga e o sal. Misture. Aos poucos, adicione a farinha, amassando ligeiramente com as mãos. Cubra com um pano e deixe descansar por uma hora.
Passada a hora, aqueça o forno em temperatura alta. Faça 20 bolinhas e coloque em assadeira untada. Deixe crescer por 30 minutos. Coloque um pouquinho de queijo sobre cada bolinha. Asse por seis minutos (eu deixei uns 8 ou 10 minutos), sem deixar dourar. Retire do forno e deixe esfriar.
O recheio é apenas um molho branco: leve ao fogo médio a manteiga e a farinha de trigo, sempre mexendo, até começar a dourar. Retire do fogo e junte aos poucos o leite. Volte para o fogo e deixe cozinhar, sempre mexendo, até engrossar. Adicione o queijo, deixe derreter um pouco e acrescente a cenoura. Retire do fogo e recheie os pães.

*A receita original não leva cenoura (eu coloquei pra ficar um pouquinho mais saudável) e a quantidade de farinha são 4 xícaras, só que na terceira eu já estava achando a massa muito seca.

Fonte: Especial “Só Pães” da Claudia Cozinha.