14

Pesto de Cebolinha

Boas idéias têm o poder de não deixar a gente em paz e essa idéia da Mariana ficou na minha cabeça por muito tempo, mas sempre era deixada para depois. Até que vi umas cebolinhas bonitas no supermercado pedindo para virarem um pesto com castanhas-de-caju. E nem precisei usar alho porque os talos já fazem um bom papel substituindo. Provavelmente repetirei muitas vezes, totalmente aprovado!
E a Cristina semana passada postou um de rúcula com avelãs que me deixou tentada também, mas tomara que eu não passe mais um ano adiando experimentar essa delícia!

Ingredientes:
3 maços de cebolinha verde, talos e folhas
1/3 de xícara de queijo grana padano ralado (poderia ser parmesão ou outro queijo do tipo)
2/3 de xícara de castanha-de-caju (poderia ser amêndoas, castanha-do-pará, nozes…)
1/2 colher (sopa) de sumo de limão
1/4 de xícara de azeite de oliva extra-virgem
Sal a gosto

Bata todos os ingredientes num processador ou liqüidificador potente até que fique um molho espesso. Ajuste os ingredientes conforme sua preferência.

Fonte: Inspirado numa receita do blog Caos na Cozinha, adaptado do Pesto de Manjericão que sempre faço.

Anúncios
17

Torta de Frango e Champignon Deliciosa

Faz muitos anos que essa torta é um sucesso nos blogs e na minha casa, mas nunca tenho oportunidade de fotografá-la. Dessa vez tirei uma foto rápida, pois não poderia deixar de postá-la aqui, já que tanta gente me pede a receita. A massa é uma espécie de pão fofinho e macio, incrivelmente fácil de fazer. O recheio pode ser outro, é claro, mas eu sempre acabo fazendo com frango, pois essa é daquelas receitas do tipo “quero-agradar-o-maior-número-de-pessoas-possível”, ideal também para piqueniques. E a sua qualidade de deliciosa é tanta que já vem no título, para não deixar dúvidas.

Ingredientes:
Massa:
3 ovos grandes
3 xícaras (chá) de leite morno
10 g de fermento biológico seco instantâneo* (1 envelope)
1 colher (sopa) de sal
2 colheres (sopa) de açúcar
3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
1 xícara (chá) de óleo vegetal (usei de girassol)
5 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
Parmesão ralado a gosto para cobrir (opcional, mas recomendo)

Recheio:
2 peitos de frango cozidos temperados e desfiados (sem caldo)
400 g de champignon**
1 xícara de milho verde cozido
1/2 xícara de azeitonas verdes picadas
1 lata de molho de tomate (ou 1 xícara e meia de molho caseiro)
1 copo de requeijão cremoso
Temperos e ervas a gosto

*O tempo de descanso da massa é curto, portanto use apenas o instantâneo para essa receita.
**Usei do congelado, refoguei com um pouco de manteiga só para perder o gelo e deixei escorrer bem.

Primeiro faça o recheio: misture todos os ingredientes e reserve. Prove para ver se o tempero está do seu gosto. Preaqueça o forno em 180° e unte e enfarinhe uma assadeira grande (geralmente uso uma assadeira retangular de 38x28cm).

Para a massa, bata todos os ingredientes no liquidificador, menos a farinha de trigo. Despeje a mistura numa tigela grande e vá acrescentando a farinha de trigo aos poucos, misturando bem com um fouet ou uma colher de pau, até que toda a farinha esteja bem incorporada. Observação: eu acho mais prático misturar tudo já na tigela grande e misturar bem com um fouet, batendo, e depois acrescentar a farinha de trigo, assim não você não precisa sujar o liquidificador. É uma massa um pouco pesada de misturar e de textura bem mole. Espalhe 2/3 da massa na assadeira preparada. Distribua o recheio por sobre a massa e cubra tudo com a massa que sobrou (você pode ir pingando a massa e depois espalhar levemente sobre o recheio). Deixe fermentando de 15 a 30 minutos. Cubra com parmesão ralado e leve para assar até ficar dourada (eu nunca reparo no tempo dessa torta, mas acho que varia de 20 a 40 minutos para assar). Corte em pedaços retangulares e sirva morna ou fria.

Fonte: Pecado da Gula e Iliane Brasileiro, que disseminou a receita na internet.

21

Bolo Caipira de Milho com Cobertura de Goiabada


Nos últimos dias eu estava com uma vontade enorme de comer bolo de milho e hoje a Akemi apareceu com um que não deu pra resistir: de liquidificador e eu tinha certeza de ter tudo em casa. O problema é que quando eu comecei a olhar a despensa, faltava quase tudo, mas nada que a bodeguinha da esquina não resolvesse. Só não coloquei o coco em flocos por cima porque eu não queria que ficasse com mais gosto de coco que de milho, mas de resto segui tudo igual. Ah, e substituí o limão por um pouco de vinho do Porto na cobertura. Ficou delicioso e matei a vontade.

Ingredientes:
Bolo:
4 ovos grandes
200 g de açúcar
180 ml de óleo de canola ou milho
200 g de milho verde de latinha (usei um pouco mais porque minha lata era maior)
200 ml de leite de coco
150 g de flocos de milho pré-cozidos tipo vitamilho
50 g de coco ralado seco
1 colher (sopa) rasa de fermento em pó
Uma pitada de sal

Cobertura:
200 g de goiabada cortada em cubinhos
4 colheres (sopa) de água (mais ou menos)
Suco de meio limão (não usei, mas pra quebrar o doce, usei 2 colheres de sopa de vinho do Porto)
Coco ralado em flocos, hidratado com um pouco de água (não usei)

Preaqueça o forno a 180˚C. Unte e enfarinhe uma forma de buraco no meio de 22 cm de diâmetro.
No copo do liquidificador, coloque os ovos, o óleo e o açúcar. Bata por 5 minutos contados. Junte o milho verde e bata por mais 3 minutos. Adicione os demais ingredientes e bata apenas para incorporar tudo. Despeje na forma e leve para assar por cerca de 45 a 50 minutos ou até que esteja dourado e firme ao toque. Espere amornar para desenformar.
Para a cobertura, coloque a goiabada numa panelinha. Junte o suco de limão e um pouco de água. Leve ao fogo médio até ferver, junte mais água se necessário. Precisa ficar cremosa: não muito densa e nem fluida demais. Despeje quente sobre o bolo e espalhe os flocos de coco por cima.

Fonte: Pecado da Gula.

33

Sorvete de Coco


Esse sorvete é o mais repetido aqui em casa, pois fica delicioso. Algumas pessoas relutam em usar o leite de coco por acharem gorduroso, mas sou daquelas que focam em suas qualidades nutritivas, pois sei que faz muito bem à saúde. Nunca tentei usar nessa receita, mas acredito que substituir o creme de leite pelo creme de soja pode resultar num delicioso sorvete vegano, especialmente para aqueles que não podem comer nada derivado de leite mas têm vontade de um sorvetinho.

Ingredientes:
2 caixinhas de creme de leite ou creme de soja (ou 2 xícaras de creme de leite fresco)
200 ml de leite de coco
3/4 de xícara de açúcar
50 g de coco ralado

Bata todos os ingredientes no liquidificador até atingir a textura desejada, isto é, caso queira sentir bem a textura do coco ralado, bata menos; se quiser mais homogêneo, bata mais. Leve à geladeira por algumas horas antes de passar a mistura para a sorveteira. Na minha máquina deixo bater por 15-20 minutos antes de levar ao freezer.

31

Torta de Patê de Alho-Poró [Sem Glúten]

Mesmo para uma viciada em trigo como eu, tem horas em que o glúten pesa e cansa. Por isso tenho uma atração por receitas sem farinha de trigo, até porque elas podem ser saborosas também. E fáceis, como essa de liquidificador. Tinha uma caixa de Arrozina em casa e eu juro que não lembro porque comprei, mas pareceu ideal para aproveitá-la. Seguindo a lógica das tortas salgadas de liquidificador cheguei nessa massa e ficou ótima, fofinha e saborosa. E como preferi fazer cobertura ao invés de recheio ela ficou mais macia ainda, fugindo daquela textura de pudim que acontece às vezes com esse tipo de torta.
A cobertura, a propósito, é uma receita à parte. Trata-se de uma adaptação do Patê Assado de Cebolas da Cinara, que já fiz algumas vezes substituindo a maionese por creme de leite e a cebola por alho-poró. Esse patê vale a pena, muito fácil e rápido de fazer, e fica delicioso. E funcionou muito bem como cobertura, já que o tempo de forno é o mesmo e tem a vantagem de você fazer um “pão” que já vem com patê.

Ingredientes:
Massa:
4 ovos
3/4 de xícara de óleo
1 xícara de leite
1 xícara de queijo ralado (usei coalho)
2 xícaras (200 g) de Arrozina ou Creme de Arroz ou farinha de arroz
1/2 xícara de amido de milho
1 colher (chá) de sal (ou a gosto)
1 colher (sopa) de fermento em pó

Cobertura (Patê Assado de Alho-Poró):
220 g de cream cheese em temperatura ambiente
1 xícara (caixinha de 200 g) de creme de leite
1 xícara de queijo parmesão ralado
1 xícara de alho-poró picado
1 colher (sopa) de pimenta-do-reino moída na hora
1 pitada de sal

Bata todos os ingredientes da massa no liquidificador (pode deixar o fermento para incorporar em separado, se quiser, para garantir uma massa mais fofinha). Derrame toda a massa num refratário. Para a cobertura, é só misturar bem todos os ingredientes e ir jogando colheradas sobre a massa (ainda crua), distribuindo bem. Leve para assar até a massa ficar bem morena e a cobertura dourada, de 30 a 40 minutos.

Fonte: Cinara’s Place (cobertura).

19

Coquetel de Frutas


Essa receita participa do evento Chá da Tarde de Julho – Bebidas, da Cris e da Leila. Elas estão coletando bebidas que possam ser servidas num chá da tarde e lembrei deste coquetel que uma amiga ofereceu em seu aniversário. Tudo porque no casamento dela, meses antes, o bufê de chá havia oferecido uma bebida semelhante e ficamos tentando imaginar o que havia dentro. O sabor era de morango, mas ao mesmo tempo dava para perceber que não tinha a fruta. Até que a mãe dela chegou nessa receita e acabou que o resultado foi melhor do que a bebida inspiradora. Fica cremoso, mas é bem refrescante. E tem tudo, menos morango, mas quem beber vai achar que tem.

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 medida da lata de suco concentrado de uva
1 medida da lata de suco concentrado de abacaxi
1/2 medida da lata de suco concentrado de maracujá
1/2 medida da lata de xarope de groselha

Bata todos os ingredientes no liquidificador até ficar bem homogêneo. Leve à geladeira por várias horas antes de servir.

Fonte: Minha amiga Zeal.

38

Bolo de Limão e Coco


Com excesso de limão na geladeira tive vontade de fazer um bolinho simples, porém marcante. Fui na busca dos blogs de culinária e pronto: achei este, simplesmente perfeito para o que eu queria. A diferença é que a receita é pra ser feita com os limões inteiros, só sem sementes, mas tive medo do bolo ficar amargo demais. Optei por retirar toda a parte branca dos limões e adicionei um pouco de côco: ficou extremamente cheiroso, macio e úmido. Minha irmã veio aqui em casa na hora que estava no forno e juro: ela sentiu o cheiro já no elevador!

Ingredientes:
2 limões sicilianos
4 ovos
2 xícaras (chá) de açúcar
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1/2 colher (sopa) de fermento em pó
200 ml de leite de coco
50 g de coco ralado

Retire as raspas dos limões (só a parte amarela) e reserve. Descarte toda a parte branca com uma faquinha e fique só com a polpa, sem as sementes. Bata as raspas amarelas e a polpa com os ovos no liquidificador até ficar homogêneo. Junte o açúcar e bata mais um pouco. Passe a mistura para uma tigela e acrescente a farinha, batendo com um fouet até ficar liso. Incorpore o leite de coco, depois o coco ralado e por último, o fermento. Despeje a massa numa fôrma de bolo inglês untada e enfarinhada e leve ao forno preaquecido (160-180°). Asse até ficar dourado e passar no teste do palito, cerca de 40 minutos.

Fonte: Paparocas.

17

Pão de Polvilho


A Daninha do Cine Bistrot postou recentemente várias receitas sem glúten e essa foi uma das que me interessei em fazer. Muito prático e muito bom esse pão! É o tipo de receita que você repete sempre, pois vale a pena! Apesar de lembrar pão-de-queijo, ele tem uma textura e sabor diferentes, mas não sei se ficaria mais parecido se usado outro queijo – ele fica mais sequinho, mais pão e menos queijo (na foto parece molhadinho porque ainda estava quente). Em casa eu só tinha parmesão, mas fiquei imaginando como ficaria com um coalho ou de minas, mas logo vou descobrir.

Ingredientes:
3 ovos
1/2 colher (chá) de sal (a gosto)
3/4 de xícara (chá) de óleo
1/4 de xicara (chá) de água
2 colheres (sopa) de açúcar
1 xícara (chá) de queijo ralado
2 xícaras (chá) de polvilho doce (fécula de mandioca)
1 colher (sopa) de fermento em pó

Bata bem todos os ingredientes no liquidificador, com exceção do fermento. Acrescente à massa o fermento (pulse um pouco no liquidificador, se quiser, mas não bata). Despeje a mistura numa fôrma não-untada de pão de fôrma (bolo inglês). Asse em forno médio até ficar dourado (cerca de meia hora).

Fonte: Cine Bistrot.

42

Pudim de Tapioca


Quem anda por aqui conhece a minha luta com o caramelo, mas sabe que hoje eu até que consegui? Foi um feito: ficou com gosto de caramelo e não amargou, mas ainda vou lutar mais um pouco pra aprender. A cautela foi tanta que eu fiz só um pouquinho, mas o pudim é tão gostoso que não fez diferença. A receita pesquei do blog da Bia, minha querida amiga secreta, que finalmente recebeu seus presentes.
Eu imaginei que por ser de goma ele poderia ficar com uma textura parecida com tapioca, levemente elástica, mas fica como qualquer outro pudim, só que com a casquinha diferente. Como não costumo desenformar pudins (nunca dá certo), usei uma fôrma de vidro para pudins: é ótima pra visualizar no forno e depois vai direto pra geladeira, recomendo. Mas como ela tem a capacidade de 1 litro e meio, fiz apenas meia receita.

Ingredientes:
1 litro de leite
1 xícara (chá) de fécula de mandioca (polvilho doce, goma, tapioca)
200 g de côco ralado
4 ovos
1 xícara (chá) de açúcar
1 lata de leite condensado (395 g)
1 colher (sopa) de manteiga
1 pitada de sal

Ferva o leite e misture-o com a fécula numa tigela. Deixe descansar por 30 minutos, para hidratar. Preaqueça o forno em 180°.
Bata no liqüidificador os ovos, o côco e um pouco do leite com fécula, já frio. Bata por 3 minutos. Adicione os outros ingredientes e bata bem. Faça um caramelo na forma (capacidade de 2 litros para a receita inteira) e despeje nela a mistura. Leve ao forno em banho-maria por 1 hora e meia. Espere amornar para desenformar.

Fonte: L’amour dans l’assiette.

24

Sopa de Maçã Verde e Queijo Cremoso


Adoro sopas. Geralmente não são difíceis de fazer, são confortantes e com um pãozinho então, eu vou às lágrimas. Essa sopinha é diferente e saborosa e a maçã com o queijo fazem com que ela fique cremosa e especial.

Ingredientes (4 porções):
2 colheres (sopa) de azeite
1 cebola média picada
2 talos de salsão picado (substituí por um talo de alho-poró)
4 maçãs verdes sem casca e sem sementes cortadas em cubos
Sal e pimenta a gosto
800 ml de caldo de legumes
100 g de cream cheese

Aqueça o azeite, refogue a cebola, o salsão (ou alho-poró) e a maçã. Tempere com sal e pimenta (cuidado, se for usar caldo com sal, deixe para acertar o sal depois). Adicione o caldo de legumes e cozinhe até os ingredientes ficarem macios. Desligue o fogo, misture o cream cheese. Espere esfriar, bata no liquidificador até formar um creme. Volte à panela, aqueça e sirva em seguida.

Fonte: Claudia Cozinha, Julho 2006.

Veja essa receita preparada no 7º Inter-Blogs do DCPV.