6

Pizza de Presunto de Parma e Maçã


Uma das coisas que gosto muito de fazer é reunir os amigos para jogos de tabuleiro. É o tipo de atividade que rende muitas risadas e discussões divertidas e é uma grande desculpa de interação real com as pessoas, numa época em que a gente só vê os amigos pelas fotos das redes sociais. Acaba que às vezes a gente mais conversa do que joga, mas é isso mesmo que é a melhor parte. Outra parte boa é a comida, e dessa vez eu preparei minha massa de pizza preferida e compartilho aqui a receita, especialmente para minhas amigas Carlinha e Juliana.
Essa cobertura de presunto de Parma e maçã inventei na hora e fez o maior sucesso, mas também fiz algumas margheritas à minha moda: tomates cereja, tomate seco, azeitona, manjericão e um pouco de parmesão.

Ingredientes para a massa estilo italiana (3-4 pizzas grandes):
400 ml de água morna
150 ml de azeite de oliva comum (ou outro óleo vegetal)
10-20 g de fermento biológico seco* (usei 15 g, dessa vez)
20 g de açúcar
10 g de sal
1 kg de farinha de trigo (aproximadamente, geralmente uso bem menos)

Misture todos os ingredientes, com exceção da farinha de trigo e vá acrescentando a farinha até dar o ponto de soltar dos dedos. Sove por alguns minutos e deixe crescer até dobrar de tamanho, numa vasilha coberta com um pano, num local que não receba correntes de ar. Divida a massa em 3 partes (ou 4, se quiser bem fininha), abra com um rolo cada uma e cubra com um molho de tomate, queijo mozarela e demais ingredientes de sua preferência. Leve para assar num forno preaquecido bem alto por cerca de 10 minutos.

Cobertura: 150 g de presunto de Parma + 2 maçãs fatiadas, cozidas em calda rala de açúcar (Misture 2 colheres (sopa) de açúcar e 1/4 de xícara de água, junte as maçãs e deixe ferver até as maçãs ficarem levemente translúcidas).

*A quantidade de fermento usada vai depender da temperatura ambiente e do tempo de crescimento da massa. Se você fizer a massa com muita antecedência, pode usar menos fermento (10 g, por exemplo, numa espera de até 5 horas, no máximo).

Fonte (da massa): Curso de Confeitaria do Senac.

44

Potinhos de Batata e Queijo


Essa é uma daquelas receitas de aproveitar o que tem na geladeira/despensa. Dá para usar vários tipos de vegetais nela, contanto que se tenha as batatas e o queijo. Dessa vez eu não tinha em casa, mas fica muito bom com alho-poró refogado ou cenoura crua ralada ou pimentão…
Ter esse caráter de aproveitamento, no entanto, não quer dizer que esses potinhos não sejam deliciosos, pois são. Sempre que faço, vou tirando e incorporando outros ingredientes, de forma que da receita original ficou só a lembrança. Dessa vez acrescentei migalhas de pão e gostei muito. A mozarela e o presunto foram só por questão de aproveitamento – prefiro as versões vegetarianas e usar queijo coalho em cubos no lugar da mozarela. Enfim, é uma base para se fazer no gosto de cada um.

Ingredientes (6 a 8 porções):
4 batatas grandes sem casca e cortadas em cubos médios
1 xícara de caldo de legumes
1 xícara de água
1 tomate picado
50 g de mozarela
50 g de presunto (retire para uma versão vegetariana)
1/2 xícara de leite
2 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 gemas
1/2 copo de requeijão
1 pãozinho esmigalhado
1 colher (sopa) de páprica doce
Alho a gosto
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Queijo ralado a gosto para polvilhar (usei de coalho)

Numa panela grande, tempere as batatas com alho, páprica, sal (pode deixar pra colocar sal depois ou não colocar) e pimenta. Se for usar verduras como cebola e alho-poró, pode refogar antes e juntar às batatas. Junte o caldo de legumes e a água e leve ao fogo para cozinhar rapidamente, só até amaciar um pouco. Dilua a farinha de trigo no leite e acrescente à panela, mexendo bem, até ferver novamente e engrossar. Desligue o fogo e acrescente as gemas e o requeijão. Junte o tomate, a mozarela, o presunto e o pão, mexa bem e distribua a mistura em ramequins grandes (dessa vez renderam 7 ramequins). Polvilhe com queijo ralado e leve para assar em forno bem quente até o queijo ficar bem dourado.

Fonte: Baseada na receita Forminha de batata e queijo, Especial Claudia Cozinha – Pronto em 30 minutos.

16

Forminhas de Batatas


Esse é um acompanhamento que faz sucesso, já o fiz várias vezes. Não há como escapar: as pessoas amam batatas e essa receitinha é uma forma de deixá-las ainda mais gostosas. Elas murcham um pouquinho ao sair do forno, mas o sabor e a textura comandam e compensam no final.

Ingredientes:
600 g de batatas
1 colher (sopa) de margarina
Sal a gosto
1/2 xícara (chá) de queijo parmesão ralado
1 e 1/2 colher (sopa) de amido de milho
1/2 xícara de leite
2 gemas
2 claras batidas em neve
100 g de mozarela em cubinhos (melhor ainda se for de búfala)
Margarina para untar
Farinha de rosca para polvilhar

Cozinhe as batatas e passe-as, ainda quentes, pelo espremedor. Misture a margarina, o sal e metade do queijo ralado ao purê. Reserve. Dissolva o amido de milho no leite, junte as gemas e acrescente ao purê reservado. Por último, incorpore as claras em neve.
Distribua metade da massa em forminhas untadas com margarina e polvilhadas com farinha de rosca (usei forminhas de muffins, rende 12 unidades). Recheie com cubinhos de mozarela e cubra com o restante da massa. Salpique o restante do queijo parmesão ralado e leve ao forno preaquecido (médio-alto) por, aproximadamente 30 minutos ou até que fiquem douradas.

Fonte: Revista Receita Minuto nº 33.

22

Frango à Jardineira com Leite de Coco


Essa receita estava na embalagem de uma garrafinha de leite de coco que comprei e fiquei curiosa com o resultado. Hoje minha mãe, uma tia e meus irmãos vieram almoçar com a gente e resolvi arriscar, apesar da receita ser muito resumida (no site ela é um pouco mais detalhada). Modifiquei um pouco do original quando chegou no creme, não confiei que o queijo fosse derreter apenas com o leite quente, preferi gratinar antes de servir, mesmo tendo creme de leite. Todos amaram, vou fazer outras vezes, com certeza. É uma receita calórica, daquelas que você fica preocupado apenas em ser feliz, mas usando menos queijo, adaptando alguma coisa aqui e ali, dá para amenizar. E mais: há a opção de fazer apenas a parte do frango, fica bem colorida e saborosa do mesmo jeito.

Ingredientes:
Frango:
1 kg de frango cortado em cubos
Tomate, cebola, coentro e pimentão a gosto
3 colheres (sopa) de óleo
1 colher (sopa) de extrato de tomate
1 xícara (chá) de leite
200 ml de leite de coco
1 cenoura grande picada e cozida
1 chuchu grande picado e cozido
1 xícara (chá) de vagem picada e cozida
1 lata de milho verde
2 colheres (sopa) de amido de milho

Creme:
200 ml de leite de coco
2 latas de creme de leite com soro
Sal a gosto
1 xícara (chá) de leite
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
3 colheres (sopa) de cebola ralada
3 colheres (sopa) de manteiga ou margarina
400 g de queijo mozarela (usei menos)

Tempere o frango a gosto (usei apenas sal, pimenta e alho), depois frite-o no óleo quente. Junte tomate, cebola, coentro e pimentão a gosto e o extrato de tomate. Misture bem e adicione o leite de coco, deixando cozinhar por cerca de 20 minutos. Junte o amido de milho diluído no leite e deixe no fogo até engrossar, mexendo sempre. Retire do fogo e adicione a cenoura, o chuchu, a vagem e o milho. Reserve.
Para o creme, aqueça a manteiga com a cebola e junte a farinha de trigo, mexendo bem. Vá adicionando o leite e o leite de coco e deixe ferver e engrossar esse molho branco. Desligue o fogo e acrescente o creme de leite.
Unte um refratário grande, espalhe metade do creme e distribua o frango com os legumes. Cubra tudo com o restante do creme e espalhe o queijo por cima. Leve ao forno alto por alguns minutos só para derreter o queijo.

Fonte: Receitas Sococo.

Veja essa receita preparada no 7º Inter-Blogs do DCPV.

23

Flor de Queijo

Cumprindo minha lista aos poucos, já faz um tempinho que vi essa receita no blog da Akemi e agora resolvi fazê-la pro meu pai que está de férias na cidade e passou por aqui hoje. O pão é muito macio e, como a Akemi disse, é uma massa ótima pra trabalhar, fico imaginando se funcionaria com algum recheio doce também. A receita leva parmesão no recheio, mas o pão pode ser recheado com o que se desejar. Fica bem fofo por dentro e um pouco folhado por fora e cresce bastante, uma delícia.

Ingredientes:
Massa:
1 colher (chá) de sal (6g)
1 xícara (chá) de leite morno (220 ml)
2 colheres (sopa) de açúcar (30g)
5 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo (660g)
3 tabletes de fermento biológico (45g)
3 ovos (cerca de 150 g)
1/2 xícara (chá) de margarina gelada (100 g) (uso manteiga)

Recheio:
1/2 xícara (chá) de margarina gelada (100 g) (uso manteiga)
1 xícara e meia (chá) de queijo parmesão ralado (150g) (no da foto usei fatias de presunto e mozarela)
1 ovo para pincelar

Para a massa, bata todos os ingredientes no liqüidificador, com exceção da farinha de trigo. Numa vasilha com a farinha, faça um buraco no meio e despeje a mistura, juntando a farinha aos poucos, amassando com a ponta dos dedos até que fique uma massa macia e lisa. Cubra com um pano e deixe dobrar de volume.
Abra a massa numa superfície enfarinhada e cubra com a margarina ou manteiga, espalhando bem. Cubra com o parmesão ralado (nesta versão eu usei fatias de presunto e mozarela).

Corte a massa ao meio e faça dois rocamboles compridos com cada pedaço. Corte cada rocambole em porções de 6 cm e vá colocando em uma fôrma de buraco no meio, untada e enfarinhada, de forma que os rolinhos fiquem em pé. Deixe dobrar de volume, pincele com o ovo batido e leve ao forno preaquecido (180°) até dourar (cerca de meia hora).

Fonte: Pecado da Gula.

18

Torta de Abóbora

Assim como a farofa da Patricia, essa torta da Eliana ficou martelando na minha cabeça até eu comprar uma abóbora e fazê-la. E ela correspondeu exatamente à minha fantasia, realmente uma delícia, inclusive o toque da Eliana com a pimentinha e a salsa foram de mestre. A minha não ficou tão amarelinho queimado (ou seja, cor de abóbora) como a da Eliana, acho que a minha moranga estava um pouco desbotada, mas o sabor estava demais.
Na hora de fazer a massa achei estranho não ter sal e coloquei uma colher de chá. Depois lembrei que tinha caldo salgado na receita, mas já era tarde. O bom é que não danificou a torta, pelo menos pra mim, que sou muito chegada num salzinho, mas é bom ter cuidado.

Ingredientes:
1 xícara de leite
1 xícara de óleo
3 ovos
2 envelopes de caldo de legumes em pó (originalmente de carne)
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
500 g de abóbora (jerimum) cozida no vapor*
200 g de mozarela em fatias
1 pimenta dedo de moça
2 colheres (sopa) de salsinha picadinha

*Se você cozinhar a abóbora na água deixe escorrer bem numa peneira antes de amassar.

Bata no liquidificador o leite, o óleo, os ovos e o caldo. Acrescente aos poucos a farinha de trigo e por último, o fermento. Bata até que fique homogêneo. Transfira a mistura para um recipiente e junte a abóbora amassada com um garfo, pimenta picadinha e a salsinha. Coloque metade da massa em uma assadeira (usei de 24 cm) untada e enfarinhada. Disponha as fatias de mozarela e cubra com o restante da massa. Leve ao forno preaquecido por aproximadamente 35 minutos.

Fonte: Sabores da Lica.

20

Torta Focaccia


Tenho essa receita há bastante tempo e só tinha preparado ela uma vez, há muitos anos, mas nem me lembrava mais do resultado. Está no meu caderninho, mas lembro que copiei de um programa de tv, era uma receita da culinarista Luzinete Veiga. A massa é bem grudenta e não sei que ponto é esse que solta das mãos, só sei que não o alcancei, sob pena de colocar muita farinha e a massa ficar pesada. Deixei a massa crescer e ela fica enorme, na hora de abrir ela virou uma toalha, mas como ela gruda muito dá um pouco de trabalho colocar na forma. Nessa hora jurei que não repetiria a receita. Fiquei com medo de não conseguir cobrir e acabou ficando pouca massa embaixo e muita massa em cima, como se pode ver pelas fotos. O ideal seria ter feito em uma forma maior (fiz com uma de 24 cm), pois a torta é grande, mas eu não tinha. O pior é que o resultado foi muito bom, fica bem saborosa, essa massa é muito macia, deliciosa mesmo, com certeza por causa da batata.
Abaixo, duas fatias: a primeira é de logo quando tirei do forno, a massa e o recheio estavam derretendo, uma delícia! Depois a textura da torta fria.

Ingredientes:
Massa:
1 xícara (chá) de leite morno
20 ou 30 g de fermento biológico (dependendo da temperatura – usei 25 g)
1 colher (sobremesa) de açúcar
1 colher (sobremesa) de sal
1 colher (sopa) de óleo
100 g de manteiga
2 gemas
3 batatas médias cozidas e amassadas
Farinha de trigo até soltar das mãos (mais ou menos 550 g)
1 gema para pincelar

Recheio:
4 tomates
1 cebola
2 colheres de sopa de azeite
200 g de presunto
200 g de mozarela
150 g de lingüiça calabresa.
220 g de queijo cremoso
Sal e orégano a gosto

Derreta o fermento no leite morno e acrescente o sal, o açúcar, o óleo, a manteiga, as gemas e as batatas. Misture bem e vá acrescentando a farinha de trigo até soltar das mãos. Sove a massa em superfície polvilhada e deixe crescer (deixei crescer enquanto fazia o recheio, acho que uns 30 ou 40 minutos).
Para o recheio eu processei primeiro o presunto, a mozarela e a lingüiça juntos e reservei. Depois processei os demais ingredientes também juntos. Na receita diz que eles devem ser picados, mas achei mais prático processá-los.
Abra a massa com um rolo e ponha numa forma untada e polvilhada, deixando sobras da massa pra fora. Acrescente o recheio de forma que a primeira camada seja da mistura de queijo, presunto e lingüiça e depois a mistura de tomate – pode ir alternando as camadas, mas na pressa eu coloquei cada camada de uma vez só. Feche a massa com as sobras e pincele com gema. Leve ao forno preaquecido (180°). O meu assou em 50 minutos.

Fonte: Caderno de receitas.

11

Pizza | Pissaladière


Uma vez fiz essa receita completa de Pissaladière da Fernanda e gostei muito. Ela sugere que a massa poderia ser usada para pizza e resolvi tentar hoje com essa intenção. O recheio eu segui à moda da Akemi, que casou com o que eu tinha em casa e deu certo: Gil e Lílian vieram aqui em casa e gostaram muito. O Gil inclusive quer abolir suas receitas de pizza e passar a usar essa massa agora.

Ingredientes:
Massa:
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento biológico seco
1 colher (chá) de sal
1 colher (sopa) de azeite
1 xícara de água morna

Recheio:
molho de tomate; mozarela; bacon em cubos fritos; milho verde; azeitonas.

No processador, com a lâmina de plástico, coloque a farinha, o sal e o fermento e pulse por 5 segundos para misturar. Ligue na velocidade normal e pelo tubo adicione devagar o azeite e a água, até formar uma massa compacta – uns 15 segundos. Retire a massa do processador e amasse de leve numa superfície enfarinhada. Forme uma bola e coloque numa vasilha pequena untada com azeite. Cubra com plástico bem apertado e deixe crescer por 1 hora e meia.
Abra a massa (eu dividi em duas partes e deu 2 pizzas). Segure a massa pela ponta e vá puxando, ela vai esticando e tomando forma. Pode pôr em cima de uma folha de papel manteiga e ir puxando (eu usei as mãos e um rolo). Coloque numa forma. O forno deve estar preaquecido em 260°. Cubra a massa com o recheio. Asse por 15 minutos. Sirva imediatamente.

Fonte: Chucrute com Salsicha e Pecado da Gula.