14

Muffins Baklava

Desculpem o sumiço por aqui, a cozinha está meio parada esses dias mas hoje quis dividir com vocês essa receita da Pat, que aliás foi a primeira receita que ela publicou em seu blog. Para aqueles que querem fugir um pouco do chocolate nesta Páscoa, um muffin com recheio especial de canela e nozes, com um aroma absurdo e delicioso! Desejo um lindo feriado a todos!

Ingredientes:
Recheio:
1/2 xícara de nozes picadas
1/3 de xícara de açúcar
1 e 1/2 colher (chá) de canela em pó
42 g (3 colheres de sopa) de manteiga sem sal, derretida

Massa:
1 xícara + 7 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/4 de xícara de açúcar
1 ovo grande
42 g (3 colheres de sopa) de manteiga sem sal, derretida
3/4 de xícara de iogurte natural (1 potinho de 170 g)
1/3 de xícara de leite desnatado

Cobertura:
Cerca de 1/2 xícara de mel (não usei)

Preaqueça o forno em 200º. Prepare uma forma de muffins com 12 forminhas de papel (se quiser os muffins maiores, faça apenas 10). Misture todos os ingredientes do recheio e reserve.
Numa tigela grande, misture a farinha, o fermento, o bicarbonato e o açúcar. Em outra tigela misture o ovo, o iogurte, o leite e a manteiga (eu bati rapidamente com um fouet até ficar homogêneo). Despeje a mistura sobre os ingredientes secos e incorpore com uma espátula apenas para misturar, sem bater, deixando a massa grosseira.
Despeje um pouco de massa em cada forminha, distribua o recheio e complete com o restante da massa. Leve para assar por cerca de 25 minutos. Retire do forno e pincele com um pouco de mel (não fiz).

Fonte: Technicolor Kitchen.

16

Pavlova de Chocolate com Framboesas


Acredito que a Pavlova cada vez mais tem se tornado um dos meus doces favoritos. Eu fico feliz quando sobra claras de outra receita pra que eu possa prepará-la. Apesar de ter um sabor tão especial, nada mais é que uma base de merengue coberta com creme e frutas, e leva esse nome por homenagem à bailarina Anna Pavlova. Esta feita com chocolate, portanto, seria, digamos assim, uma versão Odile da sobremesa.

Neste vídeo abaixo a Nigella usa 6 claras, mas o preparo é o mesmo: eu tive que aproveitar o que eu tinha e segui as quantidades da receita que sempre faço. Para que não fique tão bagunçada como a minha, você pode usar o creme batido para cobri-la e usar framboesas bem frescas: as minhas estavam meio sem graça e resolvi esmagá-las um pouquinho. Caso você não tenha framboesas, use morangos ou qualquer outra fruta que combine com chocolate.

Ingredientes:
4 claras
Pitada de sal
250 g de açúcar
2 colheres (sopa) de cacau em pó
2 colheres (chá) de vinagre
50 g de chocolate em barra picado grosseiramente
200 ml de creme de leite (usei de caixinha)
400 g de framboesas (ou outra fruta de sua preferência)

Preaqueça o forno em 180°. Risque um círculo de 20 cm num pedaço de papel manteiga e reserve-o juntamente com uma assadeira. Usando a batedeira, bata as claras com o sal até que forme picos lisos. Com a batedeira ligada, vá jogando o açúcar, em colheradas, até que surja um merengue firme e brilhante. Fora da batedeira, acrescente o vinagre, o cacau peneirado e o chocolate picado. Incorpore com a ajuda de uma espátula, com cuidado. Despeje o merengue com cuidado sobre o papel, formando a base da pavlova, seguindo a linha do círculo e achatando um pouco o topo. Você pode deixar as laterais bem lisas ou formar picos, como queira. Leve ao forno e imediatamente baixe a temperatura para 150°. Deixe assar por cerca de 1 hora: o merengue deverá crescer e ficar bem seco e quebradiço por fora. Desligue o forno, abra a porta e deixe esfriar completamente com a porta do forno aberta.
Retire o papel manteiga da base e aqui você tem duas opções: a Nigella costuma inverter a base e usar o fundo como topo. Eu prefiro deixá-la na mesma posição em que assou, acho que fica mais bonito. Separe a base num prato de servir. Se você for usar creme de leite fresco, bata-o até atingir o ponto anterior ao chantilly. Se usar o de caixinha, simplesmente despeje-o sobre o topo da pavlova: é assim que costumo fazer. Despeje as frutas sobre a pavlova. Se desejar, jogue por cima raspas de chocolate.

Fonte: Nigella Lawson – Programa Forever Summer – Episódio 6, “Brown”.

6

Fritadas de Abobrinha


Não costumo fazer frituras e ultimamente virou até pecado comê-las, mas uma fritadinha dessas, de vez em quando, cheia de vegetais e ervas, quem resiste? Além do mais, acredito que dá pra fazer no forno também, só deve demorar mais pra ficar pronta. Um dia vou tentar e atualizo aqui. Pra ilustrar o quanto essas fritadas são boas, deixo um vídeo da Nigella pra convencê-los ainda mais.

Ingredientes:
4 abobrinhas raladas no ralo grosso
4 a 6 talos de cebolinha picados
Um punhado de salsinha fresca picada
Um punhado de hortelã fresca picada
1 colher (sopa) de hortelã seca
1 colher (chá) de páprica
1 xícara de farinha de trigo
3 ovos batidos
250 g de queijo feta (substituí por uma mistura de ricota e parmesão)
Sal e pimenta a gosto
Azeite para fritar
3 a 4 limões para servir

Retire o máximo de líquido que puder das abobrinhas, secando-as bem com um pano de prato limpo. Reserve. Numa tigela grande, misture a cebolinha, a salsinha e a hortelã. Tempere com a hortelã seca, a páprica, sal e pimenta (o sal vai depender de quanto o queijo é salgado). Junte a farinha de trigo, os ovos e o queijo, misturando bem. Por último acrescente a abobrinha, incorporando tudo. Numa frigideira quente com um pouco de azeite, distribua colheradas da mistura, formando as fritadas em formato de pequenas panquecas. Sirva na hora, com limão. Rende bastante, costumo fazer meia receita.

Fonte: Nigella – Forever Summer (Episódio “Green”).

7

Muffins de Granola


Lá venho eu com mais uma do Feast. Mas é que o livro tem tanta coisa boa e o programa Feasts acaba me levando a procurar as receitas com mais detalhes. Estes muffins são um ótimo destino àquela granola que já perdeu o seu frescor. E como estou num momento Nigella podem esperar mais receitas (e mais vídeos) dela no futuro.

Ingredientes:
225 g de farinha de trigo
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/4 de colher (chá) de sal
250 ml de iogurte (originalmente buttermilk)
1 ovo
175 g de açúcar mascavo
80 ml de óleo vegetal
250 g de granola

Preaqueça o forno em 200°. Prepare uma forma de muffins com 12 forminhas. Misture a farinha, o bicarbonato e o sal numa tigela. Em outra tigela misture com um fouet o iogurte, o ovo, o açúcar e o óleo, até que fique homogêneo. Despeje essa mistura sobre a mistura de farinha, juntando tudo ligeiramente, com uma espátula, deixando a massa encaroçada. Acrescente a granola e misture apenas para incorporar, sem bater demais a massa. Distribua nas forminhas e leve para assar por cerca de 25 minutos: eles devem estar bem bronzeados.

Fonte: Feast: Food that celebrates life – Nigella Lawson.

15

Pavlova de Maracujá


Já perdi a conta de quantas vezes fiz essa Pavlova da Nigella, mas nunca havia postado a receita por aqui, até porque ela já está manjada nos blogs (o que é sinal de que é muito boa). É uma sobremesa leve no paladar e meio dramática no visual, dependendo do que você use como cobertura. É uma ótima maneira de servir frutas, mas eu acabo sempre usando maracujá. Mesmo que você use outros tipos de frutas, sugiro que use o maracujá como base, com ou sem sementes.
A Nigella possui várias versões dessa receita. Aqui utilizei a do livro Feast (meia receita, pois nesta ela usa 8 claras), mas no vídeo abaixo você pode conferir que é praticamente igual à versão do Bites.

Ingredientes:
4 claras
Pitada de sal
250 g de açúcar
2 colheres (chá) de amido de milho
1 colher (chá) de vinagre de vinho branco
1/2 colher (chá) de extrato de baunilha
200 ml de creme de leite (usei de caixinha)
2 ou 3 maracujás (e/ou outras frutas, de preferência mais azedas)
Coco ralado (opcional, não usei)

Preaqueça o forno em 180°. Risque um círculo de 20 cm num pedaço de papel manteiga e reserve-o juntamente com uma assadeira (geralmente uso a de pizza). Usando a batedeira, bata as claras com o sal até que forme picos lisos. Com a batedeira ligada, vá jogando o açúcar, em colheradas, até que surja um merengue firme e brilhante. Fora da batedeira, salpique o amido de milho e acrescente o vinagre e a baunilha. Incorpore com a ajuda de uma espátula, com cuidado, sem misturar muito, apenas para incorporar mesmo. Separe uma colher de chá do merengue e ponha sobre a forma, bem no centro. Ponha então o papel por cima: o merengue vai segurá-lo no lugar. Despeje o merengue com cuidado sobre o papel, formando a base da pavlova, seguindo a linha do círculo e achatando um pouco o topo. Você pode deixar as laterais bem lisas ou formar picos (como fiz), caso queira. Leve ao forno e imediatamente baixe a temperatura para 150°. Deixe assar por cerca de 1 hora e 15 minutos: ele deverá crescer e ficar bem seco e quebradiço. Desligue o forno, abra a porta e deixe esfriar completamente (confesso que essa parte de esfriar eu quase nunca obedeço).
Retire o papel manteiga da base e aqui você tem duas opções: a Nigella costuma inverter a base e usar o fundo como topo. Eu prefiro deixá-la na mesma posição em que assou, acho que fica mais bonito. Separe a base num prato de servir. Se você for usar creme de leite fresco, bata-o até atingir o ponto anterior ao chantilly. Se usar o de caixinha, simplesmente despeje-o sobre o topo da pavlova (se usar o de lata, tire o soro). Corte os maracujás e despeje-os com uma colher sobre a pavlova. Caso vá usar alguma outra fruta, finalize com ela. Outra opção é polvilhar coco ralado por cima.

Fonte: Feast: Food that celebrates life – Nigella Lawson.

12

Cookies de Chocolate, Cranberry e Nozes


Ultimamente tenho ganhado muitos presentes bacanas. É como se o Natal tivesse chegado mais cedo, e eu confesso que adoro ganhar presentes, especialmente se eu noto que foram pensados com carinho. Um deles foi um cookie scoop, de amigos que agora estão morando longe. Com estes cookies já pude inaugurá-lo: é bem legal poder fazer todos ficarem do mesmo tamanho. A receita é mais uma do Feast, da Nigella, num daqueles casos em que você descobre o livro bem tempo depois de ter comprado.

Ingredientes:
140 g de farinha de trigo
1/2 colher (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de sal
75 g de aveia em flocos
125 g de manteiga sem sal amolecida
75 g de açúcar mascavo
100 g de açúcar cristal
1 ovo
1/2 colher (chá) de extrato de baunilha
75 g de cranberries secas
50 g de pecãs picadas grosseiramente (usei nozes comuns)
140 g de gotas de chocolate branco (usei 70 g de gotas de meio-amargo e 70 g de chocolate branco picado)

Preaqueça o forno em 180°. Misture o trigo, o fermento, o sal e a aveia numa tigela e reserve. Bata a manteiga com os açúcares numa batedeira até ficar cremoso. Adicione o ovo e a baunilha e bata mais um pouco.
Acrescente agora a mistura de trigo e aveia e bata apenas para misturar tudo. Incorpore as cranberries, as nozes e o chocolate e leve essa massa para a geladeira por cerca de 10-15 minutos. Prepare duas assadeiras grandes (untadas ou forradas com papel manteiga ou silpat) e distribua bolinhas da massa, com a ajuda de uma colher de sopa ou um cookie scoop. Asse por 15 minutos ou até ficarem levemente dourados. Nessa hora eles ainda estarão moles, portanto deixe-os descansarem por 5 minutos na assadeira, fora do forno. O ideal é que eles terminem de esfriar sobre uma grade. Rende cerca de 30 biscoitos.

Fonte: Feast: Food that celebrates life – Nigella Lawson.

32

Torta de Trufa e Merengue de Chocolate [3 anos do Blog]

Essa foi a receita que escolhi para comemorar os 3 anos do blog. Até hoje tenho um carinho incrível pelas blogueiras que começaram antes de mim e aquelas que começaram junto comigo, numa época que não havia tantas. Não quer dizer que as outras pessoas que apareceram depois sejam menos queridas, mas sempre que o blog faz aniversário me lembro dos meus primeiros momentos, os primeiros blogs descobertos, as primeiras amizades, como quem se lembra de amigos de infância.

Agora sobre o bolo: pra resumir, trata-se de uma trufa gigante sobre uma base de merengue de chocolate; na verdade é mais uma torta que um bolo. Além de delicioso, é fácil de fazer e perfeito para se preparar de véspera. A única coisa que eu mudaria seria dobrar a massa de base, pois a camada de merengue fica muito fina e quase não se percebe, apesar de eu ter usado uma fôrma um pouco maior que a recomendada. Eu usei um chocolate meio-amargo, numa próxima eu usaria um mais amargo.

Segue um pedacinho aos queridos e queridas que sempre vêm por aqui, os que comentam e os que não comentam também. ;D

Ingredientes:
Base de Merengue:
1 clara
50 g de açúcar
2 colheres (chá) de cacau em pó
1 gota de vinagre de vinho

Recheio de Trufa:
400 g de chocolate amargo ou meio-amargo
60 ml de rum
60 ml de glucose de milho
500 ml de creme de leite fresco
Cacau em pó para decorar

Preaqueça o forno em 180°. Prepare uma forma de aro removível de 20 cm, forrando com papel manteiga e untando as laterais com óleo vegetal (algum que não passe sabor: o de canola, por exemplo). Prepare a base, batendo a clara até formar picos moles. Com a batedeira em movimento, adicione o açúcar aos poucos até que a mistura fique espessa e brilhosa. Peneire por cima o cacau e junte o vinagre, misturando tudo para que fique homogêneo. Espalhe o merengue na forma preparada, nivelando da melhor maneira possível e leve para assar por 15-20 minutos. Deixe esfriar enquanto prepara o recheio.
Derreta o chocolate com o rum e a glucose numa tigela em banho-maria. Retire do calor e deixe esfriar por 5 minutos. Bata o creme de leite até ficar um pouco espesso, levemente aerado. Junte ao chocolate, até que fique tudo bem misturado. Despeje essa ganache sobre a base de merengue e cubra a forma com filme plástico. Leve à geladeira por muitas horas, uma noite ou um dia, pode ficar até 2 dias.
Antes de servir o bolo, retire-o da geladeira por alguns minutos para facilitar a retirada do aro da forma. Caso queira, pode tentar retirar o bolo da base da forma (eu não tentei pois não tinha usado o papel manteiga) ou servi-lo com a base mesmo. Passe uma espátula nas laterais, caso queira um aspecto mais liso e polvilhe com cacau em pó.

Fonte: Feast: Food that celebrates life – Nigella Lawson.

0

Granola de Cacau e Castanha

Ao ver a Nigella fazendo esta granola em um de seus programas, fiquei com muita vontade de prepará-la, apesar de haver um tempo que não consumo esse tipo de cereal. Geralmente as granolas industrializadas não têm muito sabor, muito menos cor e textura agradáveis. Esta renovou meu interesse e dá para comê-la pura, embora eu prefira com iogurte natural. A única modificação que farei na próxima vez é testar com um pouco de ovomaltine, pra dar um sabor de malte que ficou faltando, já que a Nigella usa uma espécie de mel maltado. Pra quem gosta de doce mais doce, sugiro um pouco mais de açúcar, mas fora isso ficou perfeita.

Ingredientes:
450 g de aveia em flocos
120 g de sementes de girassol
120 g de sementes de gergelim branco
2 maçãs raladas ou processadas no ponto de purê
2 colheres (chá) de canela em pó
1 colher (chá) de gengibre em pó (nem sempre uso)
120 g de glucose de milho (mel Karo) (nem sempre uso, acrescento mais mel)
4 colheres (sopa) de mel
100 g de açúcar mascavo
300 g de castanhas-de-caju (originalmente amendoim)
1 colher (chá) de sal (não usei pois as sementes de girassol eram salgadas)
2 colheres (sopa) de óleo de girassol
25 g de cacau em pó*

*Para uma versão sem cacau, mais tradicional, substituir a castanha por 250 g de amêndoas, retirar o cacau e acrescentar 300 g de passas, estas apenas depois de tirar do forno.

Numa tigela grande, misture com as mãos a aveia, as sementes de girassol e gergelim e o cacau: as sementes irão ajudar a tirar os grumos do cacau. Depois junte o restante dos ingredientes, e misture bem. Despeje tudo sobre 2 assadeiras grandes e leve ao forno baixo-médio, 170°, por cerca de 20 minutos. Retire do forno e mexa, para que não queime e asse mais por igual. Volte ao forno por mais 20 minutos, com cuidado, olhando sempre, até que fique dourada. Deixe esfriar por completo e guarde em recipientes bem fechados por até uma semana.

Fonte: Feast: Food that celebrates Life – Nigella Lawson.

15

Bolo Ultra-Úmido de Amêndoas e Limão com Cobertura de Opereta


Esse pequeno bolo foi marcado pela overdose de castanhas. Além das amêndoas da receita original, usei castanhas-do-Pará na massa e cobri com chocolate* Opereta, que é um chocolate branco com castanhas-de-caju. Joguei uma camada de amêndoas em lascas e cerejas pra dar um clima mais festivo que a ocasião pedia, mas o bolo pode dispensar aparatos.
A massa é realmente ultra-úmida, daquelas que desmancham na boca e o sabor do limão é bem forte, como conta a Pat, de quem eu pesquei esta receita da Nigella. Não deu pra tirar uma foto da fatia, mas caso eu o faça de novo eu acrescento aqui. Delicioso, melhor ainda morninho, pois infelizmente este teve que ir pra geladeira devido ao clima muito quente que fazia no dia.

Ingredientes:
1 xícara (226g) de manteiga sem sal, amolecida
3/4 de xícara (150g) de açúcar
4 ovos grandes
1/3 de xícara (47g) de farinha de trigo
1 e 1/3 de xícara de farinha de amêndoas (usei uma parte de castanha-do-Pará moída)
1/2 colher (chá) de essência de amêndoas
Suco e raspas das cascas de 2 limões sicilianos

Preaqueça o forno a 180°C. Forre o fundo de uma forma redonda de 20 cm de aro removível com papel manteiga. Bata a manteiga e o açúcar até que fiquem quase brancos. Junte os ovos, um a um, seguidos de 1/4 da quantidade de farinha a cada adição. Quando todos os ovos e toda a farinha tiverem sido incorporados, misture delicadamente a farinha de amêndoas, a essência de amêndoas, o suco e as raspas de limão. Despeje a mistura na forma preparada e leve ao forno por cerca de 1 hora (acredito que o meu assou em menos tempo). Faça o teste do palito para saber se o bolo está pronto e não o asse em demasia ou não obterá a textura úmida.
Retire o bolo do forno e deixe-o na assadeira por 5 minutos. Vire-o numa gradinha e deixe esfriar completamente.

Para a cobertura, derreti e temperei o chocolate branco com castanhas de caju (Cobertura Opereta). Amêndoas em lascas e cerejas em calda a gosto.

Fonte: Technicolor Kitchen.

21

Potinhos de Chocolate Quente [Nigella’s Choco-Hoto-Pots]


Essa foi a sobremesa de Natal aqui em casa. Deixei o preparado pronto na geladeira, já nos ramequins, e enquanto o jantar acontecia, eles assavam. Uma sobremesa gelada é bem mais prática, e acho que a maioria das pessoas preferem doces gelados, mas acho interessantes as sobremesas mornas pois elas não chocam com a comida que você acabou de comer. Acho que o único porém é que elas dão uma sensação de conforto que pode beirar o sono, ao contrário das geladas, que “despertam”. Mesmo assim, foi aprovada: simples e deliciosa.
Vi essa receita no You Tube, e pra ter certeza das quantidades, segui a descrição por este blog. Deixo aqui o vídeo pra quem quiser ver o preparo.

Ingredientes:
3/4 de xícara de gotas de chocolate meio amargo (ou chocolate picado)
100 g de manteiga
2 ovos grandes
3/4 de xícara de açúcar
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
1/2 xícara de gotas de chocolate (essa parte vi no blog, mas não vejo a Nigella no vídeo acrescentando as gotas)

Unte de 4 a 6 ramequins (dependendo do tamanho e da quantidade desejada) com manteiga e reserve. Misture o chocolate e a manteiga e derreta-os em banho-maria ou no microondas. Deixe esfriar. Enquanto esfria, aqueça o forno em 200°. Numa outra tigela, bata os ovos com o açúcar e misture com a farinha de trigo. Incorpore a mistura de chocolate já fria e se quiser incorpore também as gotas. Distribua a mistura nos ramequins reservados, coloque-os em uma assadeira e leve-os ao forno por cerca de 20 minutos: o topo deve ficar quebradiço e por dentro deve ficar viscoso. Deixe esfriar um pouco e sirva-os morninhos.

Fonte: Nigella ChocoPots no You Tube.