10

Frango ao Molho de Maple Syrup

É muito raro eu preparar algum tipo de carne ultimamente, mas ao ver a Donna Hay preparando esse frango eu tive que experimentar como ficaria. O sabor é muito diferente e fica incrivelmente bom, ainda mais porque a receita não usa gordura, nenhum tempero tradicional e o preparo é rápido e prático.

Ingredientes:
2 filés de peito de frango
1/4 de xícara de maple syrup
1/2 xícara de água
1 colher (chá) de pimenta seca (usei malagueta)
Sal a gosto

Aqueça uma frigideira e despeje o maple e a água, até que ferva. Junte a pimenta e o sal e misture. Adicione os filés e cozinhe-os por alguns minutos de um lado e depois do outro, até que, ao apertá-los, eles estejam firmes. O molho deve apurar um pouco, use-o por cima do frango ao servi-lo. Acompanhei com tiras bem finas de cenoura e batata assadas.

Fonte: Fast, Fresh, Simple – Donna Hay, Episódio 11.

20

Chili Vegetariano


Por vários motivos está ficando mais difícil escrever por aqui, inclusive porque não tenho feito muitas receitas diferentes. Mas sempre que eu puder vou aparecer. Esse chili é algo simples que faço sempre e que gosto muito, usando como base essa receita da Cinara. Faz tempo que não encontro chili em pó na cidade, então improviso com pimenta calabresa ou mesmo um molho de pimenta mais forte. A dose de calor fica a gosto, mas cada vez que faço carrego mais um pouquinho.

Ingredientes:
2 xícaras de proteína texturizada de soja
1 e 1/2 xícara de feijão cozido, sem caldo (usei feijão verde)
1 cebola picada
2 alhos picados ou ralados
1/4 de pimentão vermelho ou 1/2 pimentão verde
1 lata de molho de tomate (ou 400 g de molho de tomate caseiro)
1/2 colher (chá) de pimenta calabresa (ou 1/4 colher de chá de chili em pó)*
1/4 colher (chá) de cominho
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Molho de pimenta a gosto

*comece com um pouquinho e vá testando conforme o gosto.

Cubra a soja com água numa tigela e deixe-a hidratando por 15 minutos. Escorra bem, apertando a soja com as mãos para retirar o excesso de água. Com um pouco de óleo na panela, refogue ligeiramente o alho, a cebola e o pimentão e acrescente a soja, refogando mais. Tempere com a pimenta, o cominho, o sal, a pimenta-do-reino e se desejar, umas gotas de seu molho de pimenta preferido (se alguém que não gosta tão picante for comer, deixe pra acrescentar à parte, depois do prato pronto). Junte o molho de tomate e o feijão e deixe mais alguns minutinhos, misturando tudo. Sirva com salgadinhos de milho do tipo Doritos. Numa versão mais light dá pra servir com pedaços de massa de pizza de frigideira (esquente a massa na frigideira até ficar sequinha e quebre-a em pedaços), algum pão de sua preferência ou mesmo arroz branco.

12

Sopa de Grão-de-Bico Picante


Sempre que eu uso curry eu me transporto a uma certa época em que eu costumava fazer alguns pratos indianos. Já que hoje em dia raramente uso esse tempero, é como uma viagem no tempo estilo Ratatouille. Mas estamos sempre construindo novas lembranças e essa sopa me fez imaginar a cozinha da Agdá e como ela deve ser perfumada de especiarias… Bom, mas o que importa é que a sopa é deliciosa, picante, porém suave; cremosa e diferente. Pena que à noite as fotos aqui não saiam boas, mas recomendo mesmo a receita.

Ingredientes (4 porções):
3 colheres (sopa) de azeite
1 cebola picada
5 dentes de alho picados
2 tomates sem pele e sem sementes picados
1 cenoura picada
1/4 de colher (chá) de pimenta calabresa
1 colher (sopa) de cominho
1/2 colher (chá) de curry
Sal a gosto
2 latas de grão-de-bico em conserva (ou 500 g de grão-de-bico cozido)
1 litro de caldo de legumes
3 colheres (sopa) de manjericão picado
3 colheres (sopa) de sumo de limão
3/4 de xícara de queijo parmesão ralado

Em uma panela, aqueça o azeite, doure a cebola e o alho. Acrescente o tomate e a cenoura. Tempere com a pimenta, o cominho, o curry e o sal. Adicione o grão-de-bico e, aos poucos, o caldo de legumes. Deixe cozinhar por 20 minutos em fogo brando. Deixe esfriar um pouco e passe metade da sopa no liquidificador. Volte à panela, tempere com o manjericão, o sumo de limão e deixe levantar fervura. Sirva a sopa em seguida, com o queijo parmesão.

Fonte: Claudia Cozinha, julho 2006.

14

Macarrão Picante com Brócolis


Acho que foi a palavra picante que me deu água na boca ao ver essa receita no blog Doce Casinha (blog desativado). E realmente ficou muito bom. Até pensei que talvez o brócolis não fosse combinar com a pimenta, mas me enganei, ficou ótimo, rico, como se tivesse carne. Não é demais lembrar que depois de algo picante é sempre bom deixar a postos uma sobremesa.

Ingredientes (2 a 3 pessoas):
200 g de macarrão (usei espaguete – Barilla n° 5, como sempre)
2 colheres (sopa) de azeite
2 colheres (sopa) de cebola picada
1 dente de alho picado
1 colher (sopa) de molho de pimenta vermelha (usei Tabasco Garlic)
2 tomates pelados picados
250-300 g de molho de tomate
1 xícara de brócolis cozido e picado ligeiramente
Queijo parmesão ralado a gosto

Cozinhe o macarrão com água, sal e e um fio de óleo. Enquanto isso refogue a cebola e o alho no azeite. Acrescente o tomate e o molho de pimenta e refogue mais um pouco. Junte o molho de tomate e deixe apurar. Desligue o fogo e adicione o brócolis. Misture e jogue o macarrão escorrido na panela do molho. Mexa ligeiramente para o macarrão incorporar o molho e sirva imediatamente com um pouco de queijo por cima ralado na hora.

Fonte: Doce Casinha (blog desativado).

13

Arroz Verde, Carne de Panela e Abóbora Assada


Para participar do evento da Akemi, “Comidinhas do dia-a-dia”, posto aqui algo que faço muito (o arroz verde), algo que faço raramente (carne de panela) e algo que nunca havia feito (abóbora assada). Embora eu não goste muito de arroz, acho ele essencial com carne vermelha e gosto sempre de adicionar a ele algum legume, como cenoura ralada ou milho verde, ou então faço ele assim verdinho. Apesar de gostar muito de abóbora, nunca havia feito assada e ficou muito bom, ainda que eu tenha sido tímida no tempero com medo de ficar exagerado. Tomei como base uma receita do Jamie Oliver e outra da Valentina, ambas picantes. Foi um almoço bem simples e aconchegante.

Arroz verde: a diferença de preparo é somente na água de cozimento, que eu bato no liquidificador com um ramo inteiro de coentro (folhas e talos). Esse arroz combina muito bem com qualquer carne assada, principalmente com frango, e até quem não gosta de coentro se rende.

Para a carne eu uso bifes bem grossos de lagarto (1 kg) e tempero com 1 colher (sopa) de sal, 2 dentes de alho amassados, 1 cebola picada grosseiramente, pimenta-do-reino a gosto e 1/2 xícara de vinagre. Furo a carne e deixo no tempero por 2 horas na geladeira. Depois, frito a carne com um pouco de óleo na panela de pressão, cubro com água e fecho. Depois de chiar, conto 50 minutos. Nessa hora eu abro a panela, retiro o caldo para usar em outra receita (ou então faço um pirão, pra acompanhar) e deixo mais uns minutos na pressão pra carne ficar mais sequinha.

A abóbora que eu usei foi a abóbora-menina, aquela de pescoço, que lembra a butternut squash. Corte a abóbora no comprimento em 8 fatias e arrume-as numa assadeira com óleo ou azeite, sal e pimenta. Acrescente temperos e especiarias: eu usei orégano seco, alho em flocos, páprica doce e chili em pó. Só não usei coentro pois já tinha no arroz e na pressa esqueci de acrescentar 2 pimentas dedo-de-moça. Leve para assar em 200° por cerca de 30 minutos (eu deixei mais pois queria bem macia).

16

Sloppy Joes


Esse tipo de receita é ideal para as sessões de vídeo que acontecem aqui em casa e, apesar de temer que o pessoal fosse achar picante demais, foi um sucesso. Servi com alface e queijo mozarela, ficou muito bom. É bom também que seja servido com alguma bebida gelada, um suco ou refrigerante doce, para aqueles que têm pouca resistência à pimenta. Não modifiquei quase nada da receita da Cinara: só o cominho que eu não usei pois não tinha em casa, acrescentei colorau e fritei o alho junto com a carne. Dê uma olhada na receita original para saber mais sobre esse sanduíche picante.

Ingredientes:
800 g de carne moída (patinho)
1 cebola picada
3 dentes de alho amassados
1 pimentão picado (usei vermelho)
1 lata de molho de tomate
1 xícara de água
1 colher (chá) de chili em pó
1 colher (chá) páprica doce
1 colher (chá) de cominho em pó (não usei)
1 colher (chá) de vinagre branco
1 colher (chá) de orégano
1 colher (sopa) de colorau ou colorífico (opcional)
3 colheres (sopa) de açúcar mascavo
1/2 colher (chá) de sal
1/2 colher (chá) de pimenta-do-reino
8 pães de hamburger

Numa panela grande, frite a carne com o alho, a cebola e o pimentão mexendo sempre com espátula ou colher de pau, para que a carne fique bem soltinha. Deixe o líquido da carne secar. Misture o molho de tomate e a água e mexa até incorporar. Acrescente os demais ingredientes, misturando bem. Deixe em fogo baixo por 10 ou 15 minutos, até engrossar o molho. Sirva com fartura sobre os pães de hambúrguer.

Fonte: Cinara’s Place.

18

Torta de Abóbora

Assim como a farofa da Patricia, essa torta da Eliana ficou martelando na minha cabeça até eu comprar uma abóbora e fazê-la. E ela correspondeu exatamente à minha fantasia, realmente uma delícia, inclusive o toque da Eliana com a pimentinha e a salsa foram de mestre. A minha não ficou tão amarelinho queimado (ou seja, cor de abóbora) como a da Eliana, acho que a minha moranga estava um pouco desbotada, mas o sabor estava demais.
Na hora de fazer a massa achei estranho não ter sal e coloquei uma colher de chá. Depois lembrei que tinha caldo salgado na receita, mas já era tarde. O bom é que não danificou a torta, pelo menos pra mim, que sou muito chegada num salzinho, mas é bom ter cuidado.

Ingredientes:
1 xícara de leite
1 xícara de óleo
3 ovos
2 envelopes de caldo de legumes em pó (originalmente de carne)
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
500 g de abóbora (jerimum) cozida no vapor*
200 g de mozarela em fatias
1 pimenta dedo de moça
2 colheres (sopa) de salsinha picadinha

*Se você cozinhar a abóbora na água deixe escorrer bem numa peneira antes de amassar.

Bata no liquidificador o leite, o óleo, os ovos e o caldo. Acrescente aos poucos a farinha de trigo e por último, o fermento. Bata até que fique homogêneo. Transfira a mistura para um recipiente e junte a abóbora amassada com um garfo, pimenta picadinha e a salsinha. Coloque metade da massa em uma assadeira (usei de 24 cm) untada e enfarinhada. Disponha as fatias de mozarela e cubra com o restante da massa. Leve ao forno preaquecido por aproximadamente 35 minutos.

Fonte: Sabores da Lica.