20

Risoto de Abóbora com Pesto e Castanha

Em um restaurante que frequento eles servem um purê de abóbora com pesto e pinoli que é uma delícia e foi nele que me inspirei pra fazer esse risoto. No dia anterior eu havia preparado um pesto de coentro e outro de manjericão, mas acabei usando o primeiro por achar que casaria melhor, mas na verdade tanto faz, ambos combinam muito bem com a abóbora. Caso você não tenha paciência ou tempo para fazer o pesto, pegue um punhado de manjericão fresco e pique bem fininho, misturando com umas gotinhas de limão e misturando com azeite, vai dar um efeito semelhante. Mas não dispense a castanha, ela faz tudo ficar mais interessante.

Ingredientes:
1 e 1/2 xícara de abóbora cozida e amassada
1 cebola pequena picada
1 talo de aipo picado (opcional)
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 xícara de arroz para risoto (usei arbóreo)
1/2 xícara de vinho branco (pode ser suco de uva integral branco ou 1 colher (sopa) de vinagre branco)
500 a 800 ml de caldo de legumes
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Parmesão ou Grana Padano ralado a gosto (no mínimo 1/2 xícara)
1 colher (sopa) cheia de manteiga

Na hora de servir:
Pesto pronto diluído com um pouco de azeite de oliva extra-virgem (usei pesto de coentro, use o da sua preferência)
Castanha-de-caju picada grosseiramente, a gosto

Deixe os ingredientes separados e prontos pra serem usados. O caldo deve estar quente, numa panela em fogo baixo. Numa caçarola alta, refogue a cebola e o aipo no azeite até que fiquem perolados, em fogo médio. Junte o arroz e refogue um pouco, mexendo bem. Junte o vinho e deixe que ele seja absorvido pelo arroz. Em seguida, adicione uma concha de caldo, mexa bem e deixe que tudo seja absorvido pelo arroz antes de colocar mais uma concha. Vá acrescentando uma concha por vez, mexendo bem e deixando que o arroz absorva tudo. Quando o arroz estiver quase al dente, junte a abóbora e misture, temperando com sal e pimenta a gosto, se necessário. É bom ter caldo extra caso o arroz seque muito. Quando o arroz estiver no ponto, junte a manteiga e o parmesão e mexa bem, adicionando um pouco de caldo, se precisar. O risoto deve ficar bem cremoso e escorregadio. Na hora de servir, cubra com o pesto e castanhas a gosto.

2

Risoto de Ervilha Torta


Apesar de não ser fã do arroz de cada dia, acho os risotos deliciosos: têm o conforto de uma sopa e a praticidade de uma macarronada. Esse eu fiz me baseando em uma receita aqui e ali, mas principalmente depois de ter assistido a um episódio do “Refeições de Jamie Oliver em 30 minutos” em que ele prepara um risoto. No momento, as receitas rápidas e simples estão me ganhando.

Ingredientes:
200 g de ervilha-torta limpa e cortada em pedaços médios (retire os fios laterais)
1 talo de aipo picado
1 cebola pequena picada
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 xícara de arroz para risoto (usei arbóreo)
1/2 xícara de vinho branco
800 ml de caldo de legumes (ou de água, se usar um cubo)
Uma pitada de alecrim ou tomilho
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Parmesão ralado a gosto (no mínimo 1/2 xícara)
1 colher (sopa) cheia de manteiga

Deixe os ingredientes separados e prontos pra serem usados. O caldo ou a água devem estar quentes, numa panela em fogo baixo. Numa caçarola alta, refogue a cebola e o aipo no azeite até que fiquem perolados, em fogo médio. Junte o arroz e refogue um pouco, mexendo bem. Junte o vinho e deixe que ele seja absorvido pelo arroz. Em seguida, adicione uma concha de caldo (ou um cubo de caldo de legumes com uma concha de água quente), mexa bem e deixe que tudo seja absorvido pelo arroz antes de colocar mais uma concha. Vá acrescentando uma concha por vez, mexendo bem e deixando que o arroz absorva tudo. Quando o arroz estiver quase al dente, junte a ervilha torta e misture, temperando com ervas, sal e pimenta a gosto, se necessário. É bom ter água quente extra caso o arroz seque muito. Quando o arroz estiver no ponto, junte a manteiga e o parmesão e mexa bem, adicionando um pouco de água, se precisar. O risoto deve ficar bem cremoso e escorregadio. Sirva na hora.