16

Trufa de Chocolate com Leite de Coco

Um primo querido que é intolerante a lactose sempre me pede uma receita de trufas que não leve leite, já que é uma de suas sobremesas favoritas. Como substituição resolve todas as faltas – com exceção de pessoas que amamos -, o leite de coco me pareceu mais do que digno para entrar no lugar do creme de leite. Contudo, caso você seja muito intolerante ou mesmo vegano, observe os ingredientes na embalagem do produto pois muitos chocolates amargos têm leite na sua composição. Agora se você é apenas alguém que aprecia trufas como eu, garanto que vai achar estas saborosas!

Ingredientes (rende cerca de 30 trufas):
350-400* g de chocolate meio-amargo ou amargo (sem lactose, caso seja intolerante ou vegano)
200 ml de leite de coco
Cacau ou chocolate em pó para finalizar
1 colher (sopa) de licor de sua preferência (opcional, não usei dessa vez porque era presente, mas eu usaria Frangélico ou Cointreau)

*Fiz com 350 g, mas depois achei que ficaram muito macias, numa próxima eu usaria 400 g.

Pique bem o chocolate e reserve numa tigela média ou grande. Leve o leite de coco ao fogo numa panelinha e deixe até que comece a formar bolhas de fervura nas bordas, mas não deixe ferver. Cubra o chocolate com o leite de coco aquecido e misture até que fique homogêneo. Leve para a geladeira por 1 a 3 horas, ou até que fique com uma boa consistência para enrolar. Forme bolinhas (sem perfeição: a ideia é que fiquem um pouco disformes) e passe no cacau. Se não for consumir logo, manter em geladeira.

Anúncios
15

Trufas de Chocolate Branco, Cranberry e Cointreau


Não sei se isso é só comigo, mas já aconteceu várias vezes de eu adivinhar um sabor antes de experimentá-lo, isto é, de imaginar que gosto tem uma coisa e acabar sendo exatamente como eu pensei. Foi assim, por exemplo, com o maple syrup, e agora, com as cranberries secas. Quando as vi nesta trufa da Pat, fiquei encantada pela cor, pois adoro esse tom de vermelho, e imaginei como elas seriam, já sabendo que ia gostar. Só não imaginei que tão cedo eu teria a oportunidade de desvendar o mistério.
Preparei apenas metade da receita porque o consumo ia ser só meu e do Ric; coloco aqui as medidas que usei. A única alteração que fiz foi usar leite em pó no lugar do açúcar de confeiteiro, por medo de ficar muito doce e pelo leite ter um sabor parecido com o do chocolate branco. Acho que nem preciso dizer que ficaram deliciosas, preciso?

Ingredientes:
160 g de chocolate branco
2 colheres (sopa) de creme de leite fresco (usei de caixinha)
1 colher (sopa rasa) de Cointreau ou outro licor de laranja
1/4 de xícara de cranberries secas, bem picadinhas
1/2 colher (chá) de raspas de casca de laranja
3 colheres (sopa) de leite em pó para finalizar (a Pat usou açúcar de confeiteiro)

Derreta o chocolate em banho-maria. Acrescente o creme de leite ao chocolate (se usar o creme fresco gelado, aqueça-o um pouco antes), ainda em banho-maria, e misture bem. Retire do fogo, adicione o Cointreau, as cranberries e as raspas de laranja e bata bem – o chocolate vai ficar com aparência de talhado quando você adicionar o licor; não se preocupe. Apenas bata bem até ficar brilhante novamente.
Cubra e leve à geladeira até firmar (4 horas ou de véspera). Retire a mistura da geladeira uns 10 minutos antes de enrolar as trufas.
Com a ajuda de 2 colheres (pode ser de chá ou de sobremesa, dependendo do tamanho da trufa), faça bolinhas com a massa e passe-as pelo leite em pó (ou açúcar de confeiteiro). Leve à geladeira novamente para firmar. Rendimento: 8-12 trufas.

Fonte: Technicolor Kitchen.

14

Fudges de Caramelo e Pecãs


Eu tinha guardado a ficha dessa receita e hoje resolvi fazê-la pois foi perfeita pra aproveitar o resto de creme de leite que ia vencer, bem como para experimentar as nozes pecãs, que eu não havia comido ainda. Sobre as pecãs posso dizer que gostei, só achei a textura estranha, mas é mais suave que a noz comum. Sobre os fudges, bem, fora o fato de eu não ter chegado ao ponto perfeito do doce achei-os deliciosos, uma sobremesa perfeita pra deixar na geladeira e depois de um almoço rápido poder saborear um quadradinho. Sofro de uma atração fatal por receitas com caramelo no título, mas morro de medo de fazer esses doces em que você tem que acertar o ponto do açúcar. Na hora de deixar a mistura ferver por 15 minutos deixei o fogo baixo e nada de ponto de bala. Aumentei o fogo e quando achei que estava perto do ponto perdi a paciência. Mas depois de frio, deixei um pouco na geladeira antes de cortar e ficou numa consistência boa.

Ingredientes:
1 e 1/4 de xícara de açúcar
1 xícara de açúcar mascavo bem comprimido na xícara
1 xícara (240 ml) de creme de leite fresco
2/3 de xícara de leite condensado
4 colheres (sopa) de manteiga
1/3 de xícara de água
2 colheres (sopa) de glucose de milho (mel Karo)
3/4 de xícara (75 g) de pecãs bem picadas e levemente torradas
20 a 24 metades de pecãs para decorar

Forre o fundo e as laterais de uma assadeira de 15 x 27 (não tinha, usei uma retangular média) com papel-manteiga ou papel alumínio. Unte o papel com manteiga. Numa panela, coloque os dois tipos de açúcar e misture. Junte o creme de leite, o leite condensado, a manteiga, a água e a glucose, e misture bem.
Leve ao fogo brando e cozinhe, mexendo sempre, até o açúcar se dissolver. De vez em quando, limpe a borda da panela com um pincel molhado em água fria. Quando a mistura ferver, pare de mexer e cozinhe por cerca de 15 minutos ou até ficar em ponto de bala dura**. Tire do fogo, junte as pecãs picadas e misture rapidamente.
Coloque a mistura na assadeira e deixe esfriar por 10 minutos. Distribua as metades de pecãs sobre o doce, a intervalos regulares, pressionando levemente. Deixe esfriar completamente e corte em quadrados. Pode ser guardado em geladeira num pote com tampa, deixando ficar em temperatura ambiente quando for servir.

**Bala dura: tire um pouco da calda da panela e despeje numa tigelinha com água fria. Modele a calda entre os dedos formando uma bolinha arredondada, que deverá ficar dura e quebradiça.

Fonte: Fichário Cozinha Criativa.