14

Muffins Baklava

Desculpem o sumiço por aqui, a cozinha está meio parada esses dias mas hoje quis dividir com vocês essa receita da Pat, que aliás foi a primeira receita que ela publicou em seu blog. Para aqueles que querem fugir um pouco do chocolate nesta Páscoa, um muffin com recheio especial de canela e nozes, com um aroma absurdo e delicioso! Desejo um lindo feriado a todos!

Ingredientes:
Recheio:
1/2 xícara de nozes picadas
1/3 de xícara de açúcar
1 e 1/2 colher (chá) de canela em pó
42 g (3 colheres de sopa) de manteiga sem sal, derretida

Massa:
1 xícara + 7 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/4 de xícara de açúcar
1 ovo grande
42 g (3 colheres de sopa) de manteiga sem sal, derretida
3/4 de xícara de iogurte natural (1 potinho de 170 g)
1/3 de xícara de leite desnatado

Cobertura:
Cerca de 1/2 xícara de mel (não usei)

Preaqueça o forno em 200º. Prepare uma forma de muffins com 12 forminhas de papel (se quiser os muffins maiores, faça apenas 10). Misture todos os ingredientes do recheio e reserve.
Numa tigela grande, misture a farinha, o fermento, o bicarbonato e o açúcar. Em outra tigela misture o ovo, o iogurte, o leite e a manteiga (eu bati rapidamente com um fouet até ficar homogêneo). Despeje a mistura sobre os ingredientes secos e incorpore com uma espátula apenas para misturar, sem bater, deixando a massa grosseira.
Despeje um pouco de massa em cada forminha, distribua o recheio e complete com o restante da massa. Leve para assar por cerca de 25 minutos. Retire do forno e pincele com um pouco de mel (não fiz).

Fonte: Technicolor Kitchen.

Anúncios
4

Madeleines de Maple Syrup

Apesar de não terem crescido muito, essas madeleines ficaram bem saborosas, então deixo a sugestão de que você use maple syrup na próxima vez em que for preparar suas conchinhas, com esta ou outra receita. Confesso que comecei a comê-las assistindo a um filme e quando dei por mim já iam boa parte delas!

Ingredientes:
2 ovos
150 g de açúcar
150 g de de farinha de trigo peneirada
1/2 colher (chá) de fermento em pó
125 g de manteiga sem sal em temperatura ambiente (sugiro derreter um pouco)
2 colheres (sopa) de leite
2 colheres (sopa) de maple syrup (ou mel, ou melaço de cana, ou mel-de-caju)

Na batedeira, bata os ovos com o açúcar até que fique um creme claro. Adicione, aos poucos, a farinha e o fermento e logo depois a manteiga e o leite. Adicione o maple syrup ou o mel, misture e leve para a geladeira por no mínimo 30 minutos. Nesse meio tempo, preaqueça o forno em 220°.
Com uma colher bem pequena, vá distribuindo a massa nas forminhas de mini-madeleine, tendo cuidado para não enchê-las demais. Asse por cerca de 10 minutos* (se for usar formas maiores, o tempo de forno será maior, é claro). Renderam mais de 80 mini-madeleines, apesar de que na receita original a informação é de que seriam 28 unidades. As da foto foram banhadas com um fio de maple syrup.

*O livro sugere que asse por 3 a 4 minutos em 220° e depois baixe o forno para 180° para que asse por mais 5 a 6 minutos, mas essa indicação não funcionou comigo.

Fonte: Mini Madeleines – Sandra Mahut.

Outras receitas de madeleines:
Madeleines de Flor de Laranjeira
Madeleines de Mel e Limão

8

Waffle Integral com Cobertura de Maçã Caramelizada

Ultimamente estou numa fase em que tudo que compro tenho que fazer valer. Afinal, livros são para ler, filmes são para assistir, roupas são para usar, maquiagem é para enfeitar o rosto, e não a penteadeira. Nada de produtos encostados: se comprou, tem que usar! Essa atitude me faz pensar melhor antes de consumir sem necessidade e até melhora os hábitos do cotidiano, pois estimula a organização.
Nesse espírito, eu procuro sempre usar os utensílios de cozinha que tendem a ficar guardados, como é o caso da máquina de waffle. Vou procurar testar mais receitas para utilizá-la, inclusive.
Para começar, uma receita antiga que tenho e nunca havia testado. Ela é indicada para quem tem máquina para waffles mais baixinhos, assim ficam mais crocantes. Mesmo assim, tentei com a minha, que é para waffles maiores, e ficaram bons. Esse waffle tem predominância salgada, mas combina bem com qualquer tipo de cobertura. Ficou ótimo com manteiga, como se fosse um pãozinho, e também ficou ótimo com essa cobertura de maçãs. Aliás, a cobertura roubou a cena e é uma ótima sugestão para panquecas também.

Waffles Salgados Integrais (com fermento biológico)
Ingredientes:
1/2 xícara de água morna
10 g (1 envelope) de fermento biológico seco
2 xícaras de leite morno
1/4 de xícara de óleo ou manteiga derretida (usei óleo de girassol)
1/2 colher (chá) de sal
1 colher (sopa) de mel
1 xícara de farinha de trigo integral fina*
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo branca
2 ovos ligeiramente batidos

Numa vasilha grande, misture a água e o fermento. Deixe descansar por 10 minutos em lugar protegido. Junte o leite, a manteiga ou óleo, o sal e o mel. Acrescente a farinha de trigo e os ovos e misture bem (a mistura é mole – no entanto eu acrescentei um pouquinho mais de trigo porque minha máquina faz waffles grandes). Deixe crescer em lugar protegido de correntes de ar por uns 15 a 20 minutos (a textura fica mais grossa). Cozinhe num aparelho de waffles quente, untado com óleo. Sirva com a cobertura de sua preferência.

*Na receita original é usada apenas farinha de trigo integral (2 xícaras). Ajuste conforme seu gosto.

Cobertura de Maçã Caramelizada
Ingredientes:
3 maçãs cortadas em cubinhos (ou pêras ou outra fruta de sua preferência)
1/2 xícara de mel ou glucose de milho (Karo)
1 colher (chá) de manteiga
1 pitada de canela em pó

Misture todos os ingredientes numa panela pequena e aqueça, mexendo de vez em quando, até que a mistura reduza e caramelize levemente, formando uma calda dourada em volta das maçãs. Sirva morna sobre panquecas ou waffles. Você pode preparar com antecedência e manter na geladeira por alguns dias, aquecendo na hora de servir.

Fonte: Recorte antigo de revista sem referência.

6

Granola Caseira com Melaço de Romã

A granola, de uma maneira geral, é uma mistura de cereais que tem como base a aveia em flocos e é assada com óleo e mel, o que garante sua característica crocante e dourada. Baseando-se nisso, se você costuma comprá-la, eu sugiro com todo carinho que você prepare a sua em casa, pois é prático, simples de fazer, você adiciona os ingredientes de sua preferência e pode variá-los quantas vezes quiser.
Eu costumo começar com meio pacote de aveia em flocos e uma maçã ralada e vou adicionando sementes e outros cereais. As quantidades dos demais ingredientes variam muito, você pode retirar o açúcar e colocar mais mel, o cacau e as frutas secas são opcionais, as castanhas poderiam ser amêndoas, nozes, tudo ao gosto de cada um. O melaço de romã também é opcional, mas eu tenho usado muito pois confere um aroma especial e é levemente cítrico. Você pode encontrá-lo nas seções do supermercado de comida árabe como “molho de romã”.
Sou suspeita pra falar de granola pois acho uma ótima maneira de comer cereais e adoro acompanhá-la com iogurte natural. E quando ela começa a envelhecer, eu preparo Muffins de Granola. Acredite: quando o cheiro de canela e romã invadir sua cozinha você nunca mais pensará em comprar granola novamente.

Ingredientes:
250 g de aveia em flocos grossos
100 g de gérmen de trigo (ou uma mistura de gérmen com farelo)
100 g de açúcar mascavo
25 g de cacau em pó
60 g de sementes de girassol
50-100 g de quinoa em flocos
50-100 g de sementes de gergelim
50-100 g de sementes de linhaça
150 g de castanha-de-caju natural (não torrada)
2 colheres (chá) de canela em pó
2 colheres (sopa) de melaço de romã (vendido como molho de romã)
2 colheres (sopa) de mel
2 colheres (sopa) de óleo de coco (pode ser de milho, de girassol, de canola)
1 maçã ralada no ralo fino (use inclusive o suco que se forma)
50-100 g de uvas passas (ou outra fruta seca – adicione apenas depois de pronta)

Aqueça o forno em 160° (forno baixo pra médio). Numa assadeira grande, vá juntando todos os ingredientes, com exceção das uvas passas. Misture tudo muito bem, de preferência com as mãos, para que os ingredientes secos absorvam bem os ingredientes líquidos e a granola fique uniforme. Leve para assar por 15 minutos, retire a assadeira (mas não apague o forno) e mexa tudo, para que asse por igual. Volte pro forno e deixe mais 10 minutos. Misture novamente e por fim, mais 10 minutos (total de 35 minutos), se necessário, com cuidado pra não deixar queimar. Deixe esfriar na assadeira e quando tiver morno, misture bem pra soltar. Guarde em potes fechados. Dura de 15 a 30 dias.

22

Madeleines de Mel e Limão


Essas conchinhas da Akemi foram feitas no mesmo dia dos Muffins de Pêras, mas como todos estavam já cheios enquanto elas assavam, sobraram várias pro meu café-da-manhã. O limão fica bem marcante, ótimo pra quem gosta de um azedinho. O último irei comer agora, depois de tanto bater cabeça com esse novo template, que eu espero que esteja funcionando para todos. Ainda tem uma ou outra coisa pra arrumar, mas no geral é pra estar apresentável. Qualquer coisa estranha, por favor me avisem.

Ingredientes:
100 g de manteiga sem sal
100 g de farinha de trigo
1/2 colher (chá) de fermento em pó
2 ovos médios
60 g de açúcar
30 g de mel
2 colheres (sopa) de suco de limão (usei siciliano)
uma pitada de raspas de limão (opcional)

Unte bem as forminhas de madeleines com manteiga sem sal e polvilhe farinha de trigo. Bata bem o excesso e reserve. Peneire a farinha de trigo com o fermento.
Numa tigela, bata os ovos com o açúcar com a ajuda de um batedor de claras. Junte o suco de limão, as raspas e a farinha peneirada. Misture só o suficiente para incorporar a farinha.
Derreta a manteiga junto com o mel em banho-maria ou por alguns segundos no microondas. Despeje a manteiga na massa e misture bem.
Cubra a tigela com filme plástico e leve à geladeira por, no mínimo, uma hora. Distribua a massa nas forminhas. Não é preciso nivelar a superficie da massa pois ela vai se espalhar na fôrma enquanto assa. Leve para assar em forno preaquecido a 180° por cerca de 20 minutos. Rende 12 conchinhas.

Fonte: Pecado da Gula.

18

Semi-freddo Nougat


Esta semana recebi mimos maravilhosos da Valentina e, aos poucos, vou mostrando o que ganhei. Um dos presentes foram as favas de baunilha, juntamente com o açúcar de baunilha, que eu morria de curiosidade e achava mesmo que ia demorar pra ver. Simplesmente amei, é tão bom saber como é o verdadeiro sabor e aroma da baunilha! Obrigada mais uma vez, Val! Pois bem, para tanto pensei em colocar em prática uma receita de semi-freddo do Jamie Oliver que eu namorava (a receita, não ele), mas me deparei com a velha questão dos ovos crus, que não tenho mesmo coragem de usar. Então misturei a receita dele com a de sorvete da Nigella, o que resultou numa sobremesa de revirar os olhos, podem acreditar!

O torrone usado deve ser crocante, de preferência. Como não achei de nenhum tipo, usei barras de Snickers, e o resultado foi ótimo. Ainda aproveitei a fava usada para fazer mais açúcar de baunilha: ela vai ser “re-usada” várias vezes, por isso não processei. Olhem que meigo:

Ingredientes:
1 fava de baunilha
70 g de açúcar
1/2 xícara de leite
600 ml de creme de leite integral
4 colheres (sopa) de água gelada
400 g de torrone (nougat) de sua preferência (usei 8 barras de Snickers)
115 g de pistache sem sal
30 g de chocolate amargo ou meio-amargo
2 colheres (sopa) de mel

Corte a fava de baunilha no sentido do comprimento e retire as sementes raspando-as para fora, com uma faquinha. Não descarte a fava*. Junte então as sementes com o açúcar e o leite quente. Misture bem e deixe descansar. Enquanto isso processe o pistache, reserve um pouco para decorar e processe também o torrone.
Na batedeira, bata o creme com a água até obter picos moles (no ponto em que passa de líquido para cremoso). Junte a mistura de baunilha a esse creme e bata mais um pouco, com um batedor. Agora incorpore o pistache e o torrone processado. Se usar as barras de Snickers, tenha paciência para quebrar um pouco os grandes grumos que se formam. Despeje a mistura numa travessa de louça ou vidro, de preferência grande e larga, pra que congele por igual.
Polvilhe com o pistache picado reservado e depois com o chocolate ralado ou em raspas. Por fim regue com mel e leve ao congelador por no mínimo 3 horas. Deixe-o descongelar na geladeira uma meia-hora antes de servir. Uma vez descongelado, não deverá ser congelado de novo, portanto só retire a porção que deseja no momento.

*Aproveite a fava e coloque-as num pote com 300 g de açúcar para obter um açúcar de baunilha (se quiser mais forte, processe-os).

Fonte: Adaptado de Jamie Oliver – O Chef sem Mistérios.

14

Bolo de Banana, Mel e Cardamomo [Sour Cream]

Mais uma com o cardamomo para o Colher de Tacho. É uma receita bem simples que achei numa busca pela internet (site desativado). Foi uma surpresa boa, pois não esperava muito. O fato é que o bolo ficou muito bom e não só pelo cardamomo, mas pelas banana chips, que eu até pensei em não usar e acabou dando um sabor e crocância indispensáveis. A maneira de preparo é muito semelhante à de muffins, portanto se alguém se arriscar nessa, fica a sugestão de fazer nesse formato, com as bananas chips no topo, acredito que ficaria ótimo.
A receita poderia ter canela no lugar do cardamomo para aqueles que não conseguem encontrá-lo de jeito nenhum. Apesar do cardamomo dar um aroma e “tempero” ao bolo sem igual, acho que a receita poderia encontrar outras versões, pois o bolo fica muito macio e suave, com o docinho leve do mel.

Ingredientes:
2 bananas médias, não muito maduras, descascadas
110 g de mel
15 bagos de cardamomo (verde)
250 g de farinha de trigo com fermento (não tinha, adicionei 1 e 1/2 colher de chá de fermento em pó)
175 g de manteiga
75 g de açúcar
2 ovos grandes batidos
2 colheres (sopa) de sour cream* (veja abaixo)
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
Cerca de 60 g de banana chips

Preaqueça o forno em 170°. Unte bem uma forma quadrada de 18 cm (usei uma retangular pequena), forre com papel manteiga e unte por cima do papel. Numa tigela grande, peneire a farinha, o bicarbonato e o sal. Reserve. Esmague os bagos de cardamomo, descartando as cascas e passando as sementes num pilão ou algo do tipo. Reserve também.
Coloque a manteiga, o açúcar e o mel numa panela e leve ao fogo baixo até a manteiga derreter, o açúcar dissolver e o mel ficar líquido. Retire do fogo. Junte a esta mistura as bananas já bem amassadas e mexa bem. Adicione os ovos e o sour cream, depois o cardamomo e a mistura de farinha. Misture ligeiramente os ingredientes (não precisa bater muito). Coloque a massa na assadeira e sobre ela distribua algumas banana chips em fileiras. Asse por cerca de 50 minutos, ou até passar no teste do palito. Deixe esfriar na forma por 15 minutos antes de desenformar.

*Sour Cream
(opção 1): Coloque 1 colher (sopa) de sumo de limão numa xícara de 240 ml e complete com iogurte.
(opção 2): Misture 250 ml de creme de leite fresco com 1 colher (sopa) de sumo de limão numa tigela de vidro por 10 a 30 minutos em temperatura ambiente até engrossar. Se não for usar na hora, guarde na geladeira.
Outras opções para sour cream aqui.

Fonte: Recipes of Diocese of Oxford (site desativado).