0

Torta rápida de verduras

393

3 ovos
1 xícara de leite
1/2 xícara de óleo
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó

Sugestão de recheio:
1 cebola refogada
1 pimentão refogado
meia cenoura ralada
1 abobrinha ralada espremida bem pra tirar o excesso de água
1 tomate picado
sal, ervas e temperos a gosto

Preaqueça o forno a 200º. Unte e enfarinhe uma forma média redonda. Prepare os ingredientes do recheio e reserve. Bata os ingredientes da massa com um fouet, primeiro os líquidos, juntando os secos, e despeje na forma. Cubra com o recheio e leve para assar até que esteja firme e bem dourada nas bordas.

A receita da massa vi no Pitadinha.

Anúncios
2

Torta Suflê Vegetariana

392

Ingredientes:
3 ovos
1 caixa de creme de leite
1 xícara de leite (pode ser de iogurte)
1/2 xícara de óleo vegetal
8 colheres (sopa) cheias de farinha de trigo
sal a gosto (sugestão: 2 colheres de chá)
temperos a gosto (sugestão: ervas finas, manjerona ou manjericão)
1 pimentão
2 tomates
1/2 cebola
1/2 xícara de azeitonas
400g de ervilha descongelada (pode usar em lata se quiser)
Parmesão ralado a gosto

Preaqueça seu forno em 180º. Pique as verduras e as azeitonas e junte à ervilha. Num recipiente grande, misture bem com um fouet os ovos, o creme de leite, o leite, o óleo, a farinha de trigo, o sal e os temperos. Junte as verduras e a ervilha e misture tudo. Despeje a mistura num refratário retangular grande. Cubra com uma leve camada de parmesão ralado e leve para assar por cerca de 40 minutos ou até que o parmesão esteja dourado (nos últimos 10 minutos pode aumentar um pouco a temperatura do forno).

10

Torta de Ratatouille com Massa de Fubá

Quase toda semana eu preparo uma espécie de ratatouille pra mim e vou comendo durante a semana quando tenho que almoçar sozinha. Uma parte pode virar quiche, outra pode virar risoto ou mil e uma outras coisas, mas essa semana uma parte virou essa torta. A receita dessa massa foi postada há 5 anos (!) pela Karen, mas o recheio eu aproveitei esse ratatouille que sempre faço, com o acréscimo apenas dos queijos. Fiquei em dúvida se eu deveria usar fubá mesmo ou farinha de milho (na receita original da Ana ela usa cornmeal, que eu entendo por farinha de milho), mas fui no fubá mesmo e deu certo.

Ingredientes
Ratatouille*:
2 colheres (sopa) de azeite
1 cebola cortada em meias-luas finas
3 beringelas pequenas cortadas em cubos
3 abobrinhas pequenas cortadas em cubos
1/2 pimentão vermelho picado
Um punhado de azeitonas picadas
1 xícara de molho de tomate (ou tomates picados)
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Ervas secas e frescas a gosto
Mozarela a gosto (usei apenas uma fatia picada)
Parmesão a gosto (usei apenas o suficiente para cobrir a torta)

*Esse ratatouille rende cerca de 3 vezes mais que o suficiente para a torta. Diminua as quantidades se não tiver outros fins para ele ou use as quantidades da receita original.

Massa:
2/3 de xícara de fubá
1/3 de xícara de farinha de trigo integral
1/4 colher (chá) de sal
2 colheres (sopa) de manteiga
2 colheres (sopa) de óleo de canola
3-4 colheres (sopa) de água

Para o ratatouille, esquente o azeite numa panela ou frigideira grande e refogue ligeiramente a cebola. Acrescente então o pimentão, as beringelas e as abobrinhas, refogando tudo. Quando tudo tiver murchado um pouco, junte as azeitonas e o molho de tomate e tempere com sal, pimenta e ervas. Refogue mais, e se o molho estiver muito líquido deixe secar um pouco. Reserve, deixando esfriar. Preaqueça o forno em 180º enquanto prepara a massa.

Para a massa, você pode usar o processador ou fazer tudo numa tigela. No processador use o acessório de massas (faca de plástico) e misture primeiro o fubá, o trigo e o sal. Depois junte a manteiga e o óleo, pulsando para que vire uma espécie de farofa. Adicione a água até obter uma bola de massa (a minha não ficou exatamente uma bola, mas percebi que estava no ponto – usei 4 colheres de água).

Distribua a massa numa forma de torta pequena (usei uma de 20 cm e mal deu pra cobrir as laterais, acredito que porque usei uma forma canelada), forrando tudo com ajuda das mãos. Com um garfo, fure a massa em alguns pontos. Leve para pré-assar por cerca de 12-15 minutos. Retire do forno e distribua o recheio. Cubra com os queijos e volte para o forno por mais uns 25 minutos, até que os queijos derretam e a torta fique dourada.

Fonte: Kafka na Praia e Kitchen Space.

17

Torta de Frango e Champignon Deliciosa

Faz muitos anos que essa torta é um sucesso nos blogs e na minha casa, mas nunca tenho oportunidade de fotografá-la. Dessa vez tirei uma foto rápida, pois não poderia deixar de postá-la aqui, já que tanta gente me pede a receita. A massa é uma espécie de pão fofinho e macio, incrivelmente fácil de fazer. O recheio pode ser outro, é claro, mas eu sempre acabo fazendo com frango, pois essa é daquelas receitas do tipo “quero-agradar-o-maior-número-de-pessoas-possível”, ideal também para piqueniques. E a sua qualidade de deliciosa é tanta que já vem no título, para não deixar dúvidas.

Ingredientes:
Massa:
3 ovos grandes
3 xícaras (chá) de leite morno
10 g de fermento biológico seco instantâneo* (1 envelope)
1 colher (sopa) de sal
2 colheres (sopa) de açúcar
3 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
1 xícara (chá) de óleo vegetal (usei de girassol)
5 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
Parmesão ralado a gosto para cobrir (opcional, mas recomendo)

Recheio:
2 peitos de frango cozidos temperados e desfiados (sem caldo)
400 g de champignon**
1 xícara de milho verde cozido
1/2 xícara de azeitonas verdes picadas
1 lata de molho de tomate (ou 1 xícara e meia de molho caseiro)
1 copo de requeijão cremoso
Temperos e ervas a gosto

*O tempo de descanso da massa é curto, portanto use apenas o instantâneo para essa receita.
**Usei do congelado, refoguei com um pouco de manteiga só para perder o gelo e deixei escorrer bem.

Primeiro faça o recheio: misture todos os ingredientes e reserve. Prove para ver se o tempero está do seu gosto. Preaqueça o forno em 180° e unte e enfarinhe uma assadeira grande (geralmente uso uma assadeira retangular de 38x28cm).

Para a massa, bata todos os ingredientes no liquidificador, menos a farinha de trigo. Despeje a mistura numa tigela grande e vá acrescentando a farinha de trigo aos poucos, misturando bem com um fouet ou uma colher de pau, até que toda a farinha esteja bem incorporada. Observação: eu acho mais prático misturar tudo já na tigela grande e misturar bem com um fouet, batendo, e depois acrescentar a farinha de trigo, assim não você não precisa sujar o liquidificador. É uma massa um pouco pesada de misturar e de textura bem mole. Espalhe 2/3 da massa na assadeira preparada. Distribua o recheio por sobre a massa e cubra tudo com a massa que sobrou (você pode ir pingando a massa e depois espalhar levemente sobre o recheio). Deixe fermentando de 15 a 30 minutos. Cubra com parmesão ralado e leve para assar até ficar dourada (eu nunca reparo no tempo dessa torta, mas acho que varia de 20 a 40 minutos para assar). Corte em pedaços retangulares e sirva morna ou fria.

Fonte: Pecado da Gula e Iliane Brasileiro, que disseminou a receita na internet.

22

Torta de Abóbora com Queijo e Tomates


Preciso deixar bem claro que a massa dessa torta é sensacional, tanto em textura como em sabor. O preparo dela é semelhante ao de um bolo, o que talvez não seja muito prático pra algumas pessoas, mas acredite que vale a pena usar a batedeira numa receita salgada. Acabei esquecendo de usar o leite dessa vez, mas fez pouca ou nenhuma diferença.
Ao dizer que a massa é deliciosa, não quero diminuir o papel do recheio, afinal o queijo com tomates refogados no alho também ficou incrível, mas se você quiser tentar a versão original com carne de sol e cebola, fique à vontade.
Quero dedicar essa torta à minha amiga Akemi, do Pecado da Gula, um dos meus blogs preferidos, que comemora 6 anos essa semana e que está recebendo pratos para a comemoração. Espero que goste, querida! Parabéns!


Acredito que agora esteja tudo certo, mas caso haja algum problema com os comentários, me avisem nas postagens anteriores!

Ingredientes:
Massa:
250 g de manteiga
4 gemas
4 claras em neve
50 de queijo parmesão ralado
400 g de abóbora cozida e amassada em consistência de purê
100 ml de leite (não usei)
250 g de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
Pitada de sal (ou a gosto)

Recheio:
1 dente de alho picado ou espremido
1 colher (sopa) de azeite
1 pimentão vermelho sem pele picado
200 g de tomates assados ou tomate seco a gosto picado
100 g de queijo coalho ralado (ou outro queijo de sua preferência)
200 g de creme de leite
Sal e pimenta a gosto, se necessário

Para o recheio, refogue ligeiramente o alho e o pimentão no azeite. Apague o fogo e junte os tomates, o queijo e o creme de leite, misturando tudo. Os tomates assados ou os tomates secos já são temperados, portanto teste o tempero e verifique se precisa de sal e pimenta. Reserve para esfriar enquanto prepara a massa.
Preaqueça o forno em 180°. Unte e polvilhe uma assadeira ou refratário (usei um refratário médio, de 28×18 cm). Na batedeira, bata a manteiga com as gemas e o parmesão por 10 minutos. Acrescente a abóbora, o leite, a farinha de trigo, o sal e o fermento e misture. Com uma espátula, incorpore, com cuidado, as claras em neve. Despeje metade da massa no refratário, distribua o recheio por cima e cubra com a outra metade. Se desejar, polvilhe queijo (não fiz). Leve para assar por 22 a 30 minutos (até que doure e passe no teste do palito).

Fonte: Adaptada de uma receita do Curso de Confeitaria do Senac.

12

Quiche de Cebola Caramelizada, Maçã e Provolone


No domingo participei de um piquenique muito divertido e levei essa quiche. Desde que fiz a pizza com maçã fiquei viciada em acrescentá-la junto a certos ingredientes mais salgados, no caso aqui, o provolone. Acho que combinou muito e a cebola caramelizada arrematou bem os sabores. Confesso que não caramelizei muito a cebola pois acho o processo um pouco demorado e eu tinha pouco tempo, mas deixei-a bem dourada e funcionou para a receita. Ficou tão bom que já não tinha mais nada quando os irrigadores do parque resolveram nos dar um banho surpresa!

Ingredientes:
Massa:
250 g de farinha de trigo
125 g de manteiga
1 ovo
2 colheres (sopa) de água
Sal a gosto (costumo usar 1/2 colher de chá)

Recheio:
2 cebolas grandes fatiadas o mais fino possível (o ideal é que seja num mandoline)
1 colher (sopa) cheia de manteiga
1 fio de azeite de oliva
Sal a gosto
2 maçãs sem casca* e sementes, cortadas em cubos
1/2 colher (sopa) de açúcar
1/4 de xícara de água
50 g de provolone em cubos (ou a gosto)

Creme:
200 ml de creme de leite
2 ovos
50 g de parmesão ralado
sal e pimenta a gosto
noz moscada a gosto
manjerona a gosto

*Pode ser com casca, tirei porque haveria criança e também porque gosto do efeito que a maçã gera, fica parecendo um queijo doce.

Para a massa é só juntar todos os ingredientes numa vasilha e ir misturando com as mãos, até ficar homogênea. Ela fica bem lisa. Leve à geladeira por 1 hora (geralmente deixo só meia hora). Enquanto isso, refogue a cebola na manteiga e no azeite até ela murchar e dourar. Caso queira bem caramelizada (eu deixei apenas dourar), espere até que fique ligeiramente escura. Tempere com um pouco de sal, caso queira, mas lembre que ainda haverá sal nas outras etapas e o queijo já é salgado. Reserve. Numa panelinha, leve as maçãs para ferver juntamente com o açúcar e a água, até que fiquem levemente translúcidas. Reserve também.
Para o creme, bata os ovos ligeiramente e depois acrescente o creme de leite e o parmesão, sempre batendo pra incorporar. Tempere com sal, pimenta, noz moscada e manjerona.
Passada a hora da massa, distribua-a numa forma de quiche baixa de 24 cm, com ajuda dos dedos, do centro para as laterais (caso queira abri-la com um rolo, envolva-a em plástico). Ela é bem fácil de trabalhar. Faça furinhos na massa com ajuda de um garfo e distribua a cebola sobre ela. Acrescente os cubos de maçã e de provolone, distribuindo bem, e por cima o creme com ovos e parmesão. Leve ao fogo médio preaquecido (180°) por 30-40 minutos ou até dourar bem.

15

Torta de Legumes e Alho Assado


Essa torta é daquelas que todo mundo deve fazer uma parecida e que eu faço sempre, variando os ingredientes aqui e ali. A base é um purê de batatas com alho assado, podendo acrescentar os legumes que quiser/tiver. O ideal é usar legumes e verduras que não soltem muita água, a menos que se retire o excesso antes, no caso de tomates e abobrinhas, por exemplo. Aqui vai a última versão que fiz.

Ingredientes:
2 batatas grandes
1 colher (sopa) de manteiga
1 pote (180g) de iogurte natural ou 1/4 xícara de leite
Sal e pimenta a gosto
3 ovos
5 colheres (sopa) de farinha de trigo (pode ser mais, se quiser mais consistente)
1 colher (chá) de fermento em pó
1 cenoura grande ralada no ralo grosso
1 ramo de talos de cebolinha picada
Pimentão picado a gosto
Azeitona picada a gosto
1 cabeça de alho inteira
Queijo ralado para gratinar (usei queijo coalho)

Aqueça o forno em 180°. Corte a mínima parte superior da cabeça de alho, deixando-a ainda intacta e com casca. Leve para assar numa assadeira coberta com papel alumínio (faça um furinho no papel) por cerca de 40 minutos. Enquanto isso, cozinhe e esprema as batatas. Acrescente a esse purê a manteiga e o iogurte ou leite. Tempere com sal e pimenta a gosto. Quando o alho estiver assado, esprema o creme que se formou, descartando as cascas e acrescente ao purê. Junte os ovos e bata tudo com um fouet. Adicione a farinha de trigo e o fermento, bata novamente e então acrescente os legumes e verduras. Despeje num refratário untado e enfarinhado, cubra com queijo ralado e deixe assar até ficar bem dourado, no mínimo uns 30 minutos. Deixe descansar um pouco antes de servir.

31

Torta de Patê de Alho-Poró [Sem Glúten]

Mesmo para uma viciada em trigo como eu, tem horas em que o glúten pesa e cansa. Por isso tenho uma atração por receitas sem farinha de trigo, até porque elas podem ser saborosas também. E fáceis, como essa de liquidificador. Tinha uma caixa de Arrozina em casa e eu juro que não lembro porque comprei, mas pareceu ideal para aproveitá-la. Seguindo a lógica das tortas salgadas de liquidificador cheguei nessa massa e ficou ótima, fofinha e saborosa. E como preferi fazer cobertura ao invés de recheio ela ficou mais macia ainda, fugindo daquela textura de pudim que acontece às vezes com esse tipo de torta.
A cobertura, a propósito, é uma receita à parte. Trata-se de uma adaptação do Patê Assado de Cebolas da Cinara, que já fiz algumas vezes substituindo a maionese por creme de leite e a cebola por alho-poró. Esse patê vale a pena, muito fácil e rápido de fazer, e fica delicioso. E funcionou muito bem como cobertura, já que o tempo de forno é o mesmo e tem a vantagem de você fazer um “pão” que já vem com patê.

Ingredientes:
Massa:
4 ovos
3/4 de xícara de óleo
1 xícara de leite
1 xícara de queijo ralado (usei coalho)
2 xícaras (200 g) de Arrozina ou Creme de Arroz ou farinha de arroz
1/2 xícara de amido de milho
1 colher (chá) de sal (ou a gosto)
1 colher (sopa) de fermento em pó

Cobertura (Patê Assado de Alho-Poró):
220 g de cream cheese em temperatura ambiente
1 xícara (caixinha de 200 g) de creme de leite
1 xícara de queijo parmesão ralado
1 xícara de alho-poró picado
1 colher (sopa) de pimenta-do-reino moída na hora
1 pitada de sal

Bata todos os ingredientes da massa no liquidificador (pode deixar o fermento para incorporar em separado, se quiser, para garantir uma massa mais fofinha). Derrame toda a massa num refratário. Para a cobertura, é só misturar bem todos os ingredientes e ir jogando colheradas sobre a massa (ainda crua), distribuindo bem. Leve para assar até a massa ficar bem morena e a cobertura dourada, de 30 a 40 minutos.

Fonte: Cinara’s Place (cobertura).

14

Torta de Frango com Massa de Iogurte


Essa torta da Lica já é um sucesso, e hoje eu comprovei e aprovei. Fiz para levar para a casa da minha querida tia Anaudira, onde encontramos alguns amigos e todos gostaram, não sobrou migalha. A massa é muito boa, vou ficar viciada nela, mas na próxima vou acrescentar mais um pouquinho de sal. O recheio original é com palmito, do qual não sou muito fã, mas eu substituí por frango e champignon e ficou delicioso. A foto não ficou boa, mas garanto que a receita é ótima, é só comprovar com a foto da Eliana.

Ingredientes:
Massa:
2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
150 g de manteiga ou margarina
180 g de iogurte natural
1 colher (chá) de sal
1 gema para pincelar

Recheio
3 colheres (sopa) de azeite
1 cebola picada
1 tomate inteiro picado
200 g de frango cozido desfiado
180 g de cogumelos picados
1/2 xícara (chá) de azeitonas picadas
1 lata de ervilha (usei 1 xícara de ervilha congelada)
1/2 xícara (chá) de salsa e cebolinha picadinha
220 g de requeijão cremoso
1 colher (sopa) de farinha de trigo
Sal e pimenta a gosto

Comece preparando o recheio, que deve ser utilizado frio. Aqueça numa panela o azeite e refogue a cebola só até ficar transparente (não é para dourar), junte o tomate e deixe criar um caldinho no refogado. Adicione o frango, a ervilha, o cogumelo, as azeitonas, o sal e a pimenta e deixe cozinhar por alguns minutos. Acrescente o requeijão cremoso, a salsa, a cebolinha e a farinha de trigo e mexa. Deixe cozinhar por mais alguns minutinhos: fica com textura de creme. Transfira para outra vasilha e deixe esfriar completamente.
Para a massa, Coloque 2 xícaras da farinha de trigo num recipiente e junte a manteiga ou margarina, sal e o iogurte. Misture com as mãos (nesse momento, se for necessário, utilize a 1/2 xícara de farinha que sobrou – eu usei só um pouco). A massa não gruda nas mãos mas é úmida. Deixe descansar por 20 minutos tampada com um pano ou filme plástico. A seguir polvilhe com farinha de trigo um saco plástico aberto, coloque metade da massa, polvilhe um pouco e cubra com outro saco plástico aberto. Com o auxílio de um rolo, abra a massa. O ideal é que não fique grossa. Cubra o fundo e as laterais de uma assadeira de 22 cm de aro removível (pode ser feita num refratário ou assadeira comum) e coloque o recheio frio. Abra o restante da massa seguindo o mesmo processo e cubra a torta com uma roda de massa ou fazendo uma grade. Pincele com a gema e leve ao forno a 180°, por cerca de 20-30 minutos, até dourar.

Fonte: Feijão no Prato.

15

Tortinhas de Milho


Outra receita do meu fichário Cozinha Criativa. Engraçado é que esse fichário foi salvo de uma lata de lixo pra ser meu. Quando morava com minha mãe, uma vizinha do condomínio havia juntado no hall uma pilha de revistas que ela não queria mais e esse fichário – novíssimo, por sinal – estava na pilha. Meu pai lembrou logo de mim e pediu pra ele. Não está completo, eu acho, mas deve ter centenas de receitas.
A indicação do texto é que essa tortinha serve como acompanhamento de assados e penso que a idéia de usar tortinhas para acondicionar outros tipos de purê, como o velho purê de batatas ou um purê de ervilhas, parece legal.

Ingredientes:
Massa:
250 g de farinha de trigo
100 g de manteiga ou margarina
1 gema
1 pitada de sal
3 colheres (sopa) de água

Recheio:
2 latas (400 g) de milho verde escorrido
1 colher (sopa) de manteiga
1 colher (chá) de açúcar
sal a gosto
1/2 xícara de leite

Numa tigela, coloque a farinha, a manteiga, a gema, o sal e a água. Amasse tudo com as pontas dos dedos até misturar muito bem. Deixe a massa descansar por 1 hora. Preaqueça o forno em temperatura média (180°). Unte forminhas de empada, de tamanho médio, com manteiga. Com as mãos, vá pegando punhados da massa e forrando o fundo e os lados das forminhas, abrindo a massa com os dedos. Leve ao forno preaquecido até a massa ficar assada e dourada.
Enquanto isso, prepare o recheio: coloque 1 lata e meia de milho verde no liquidificador e bata com o leite até formar um purê. Numa panela, coloque o purê de milho verde, a manteiga, o açúcar, sal e o milho verde restante. Leve ao fogo brando para cozinhar, mexendo sempre, até a mistura engrossar.
Retire as tortinhas do forno e desenforme. Recheie cada tortinha com uma colherada do recheio preparado.

Fonte: Fichário Cozinha Criativa.