10

Bolo Formigueiro de Iogurte com Cobertura de Chocolate

Enquanto o resto do país segue seu curso cá estamos em pleno feriado de segunda, com tempo livre para pôr leituras em dia e fazer bolos proibidos. Eu estava desejando um bolo formigueiro e tinha essa receita guardada há um tempo, mas como não gosto daqueles chocolates granulados com gosto de gordura hidrogenada, usei chocolate ralado mesmo. Pena que ralei muito fino e quase não dá pra perceber as formigas do bolo, mas o sabor ficou perfeito e a massa é bem fofinha. A Priscila sugere uma cobertura de brigadeiro, e realmente ficaria incrível, mas pela culpa e pela preguiça acabei fazendo uma ganache rápida. Não que precisasse, pois o bolo já é muito bom sem cobertura.

Ingredientes:
4 claras e 3 gemas separadas (ovos grandes), em temperatura ambiente
1 pitada de sal
100 g de manteiga
1 e 1/2 xícara de açúcar
250 ml ou 250 g de iogurte natural (equivalente a dois potes)
1 colher (chá) de extrato de baunilha
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
100 g de coco ralado
1/2 xícara de chocolate meio-amargo ou ao leite, ralado grosso (ou use chocolate granulado)

Cobertura:
150 g de chocolate meio-amargo grosseiramente picado
75 ml de creme de leite fresco
35 g de manteiga

Unte e enfarinhe uma forma de bolo de buraco no meio. Preaqueça o forno em 180º. Na tigela da batedeira, bata a manteiga, as gemas e o açúcar até que fique um creme claro. Acrescente o iogurte e a baunilha e bata mais um pouco, apenas para misturar. Vá juntando a farinha de trigo aos poucos e em seguida o fermento. Retire a tigela da batedeira e, com uma espátula, incorpore o coco e o chocolate. Bata as claras em neve com o sal e incorpore à massa com cuidado. Despeje a massa na forma e leve para assar por cerca de 40 minutos (o meu assou em 50 minutos) ou até que fique dourado e passe no teste do palito. Deixe esfriar e prepare a cobertura: Esquente o creme de leite numa panelinha e acrescente o chocolate. Apague o fogo e misture até que fique homogêneo. Derreta a manteiga no microondas e acrescente, misturando bem. Aplique no bolo.

Fonte: Adaptado de Delícias da Priscila Beneducci.

Anúncios
20

Bolo Integral de Banana com Castanha e Chocolate

Todo mundo sabe que tudo que é fácil de gostar é também mais fácil de enjoar, mas existe o outro lado da moeda: aquelas coisas mais difíceis, com que temos que nos acostumar, podem se tornar até um vício, só é preciso ter paciência, pois elas geralmente valem o esforço. Comigo foi assim em relação a muitos alimentos, entre eles a farinha integral, quase como aquela pessoa com quem você não vai muito com a cara e de repente se torna sua melhor amiga.
Se quiser preparar esta receita com farinha refinada, não há problemas, mas eu garanto que a intenção aqui não é apenas ser mais saudável: neste caso existe um benefício em sabor e textura que irá agradar até aqueles que não curtem os integrais, pois a banana garante o aroma e a maciez do bolo, e a castanha e o chocolate coroam tudo com uma cobertura crocante, fazendo com que você passe do acostumar para o gostar numa simples mordida.

Ingredientes:
100 g (1/2 xícara) de manteiga sem sal em temperatura ambiente
1 e 1/2 xícara de açúcar (se quiser menos doce, use apenas 1 xícara)
2 ovos
3 bananas prata bem maduras, amassadas ou picadas
1/3 de xícara de leite
1/2 colher (chá) de vinagre
2 xícaras de farinha de trigo integral
2 colheres (sopa) de amido de milho (opcional, deixa a massa mais leve)
1 colher (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 pitada de sal
1 colher (chá) de extrato ou essência de baunilha
1/2 xícara de castanha-do-Pará ou outra castanha picada
130-150 g de chocolate picado

Misture o leite e o vinagre e deixe reservado, descansando por cerca de 20 minutos, que é o tempo em que você vai separando os outros ingredientes e começando a receita (ele deve talhar e engrossar um pouco). Unte bem uma assadeira grande retangular (32cm x 22cm, eu usei uma de 38cm x 26cm, por isso o meu bolo ficou baixinho) com manteiga. Preaqueça o forno em 180°. Na batedeira, bata a manteiga com o açúcar e os ovos, por cerca de 3 minutos. Junte as bananas e bata mais um pouco. Adicione a metade da farinha de trigo e misture bem. Agora junte o leite talhado e a baunilha, misturando. Adicione o restante da farinha de trigo, bem como o amido de milho, o bicarbonato, o sal e o fermento e incorpore tudo para que fique homogêneo. Distribua a massa na assadeira uniformemente e despeje por cima a castanha e o chocolate, cobrindo a massa. Leve para assar por 20 a 30 minutos, até que passe no teste do palito e fique dourado (o meu assou em 22 minutos, pois minha assadeira era grande). Deixe esfriar um pouco antes de cortar em quadrados.

Fonte: Adaptado de um recorte antigo.

19

Bolo de Chocolate com Doce de Leite


Mais um bolo de chocolate? Calma, é só mais um bolo considerado o melhor bolo de chocolate. Não sei se é o melhor, afinal isso tudo é muito subjetivo, mas que é maravilhoso, não tenho dúvida. Este foi um presente para minha irmã que fez aniversário e que é louca por bolos. Para agradá-la, e para não ficar só no amargo do chocolate, fiz uma camada de doce de leite no meio, como uma surpresa boa.

Ingredientes:
Massa:
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo
1/2 colher (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/4 de colher (chá) de sal
60 g de chocolate meio amargo (usei 41% de cacau)
1/4 de xícara de cacau em pó
90 ml de água
1/2 xícara de óleo de canola ou de girassol
1 ovo grande
1 xícara de açúcar cristal (originalmente 1/2 xícara de açúcar refinado + 1/2 xícara de açúcar mascavo)
1/2 xícara de creme de leite

Ganache para recheio e cobertura:
250 g de chocolate meio amargo (usei 41% de cacau)
150 ml de creme de leite
50 g de manteiga sem sal derretida
1/4 xícara de glicose de milho (usei 2 colheres (sopa) de mel Karo, poderia ser mel de abelha)

Sugestão para uma das camadas de recheio:
Doce de leite a gosto (usei o Havanna)

Preaqueça o forno a 180°. Unte uma forma redonda de 20 cm de diâmetro com manteiga. Forre o fundo com papel manteiga e unte o papel por cima também.
Para a massa, misture a farinha de trigo, o sal, o fermento e o bicarbonato numa tigela e reserve. Numa panela pequena, ferva a água e desligue o fogo. Acrescente o cacau em pó e o chocolate picado. Misture até que fique derretido. Reserve. Em outra tigela, bata o ovo com um fouet e junte o açúcar. Misture bem e acrescente o óleo e o creme de leite. Adicione a mistura de chocolate e por último a mistura de farinha, adicionando aos poucos e misturando delicadamente. Despeje esta mistura sobre a forma preparada e leve para assar por cerca de 30 minutos ou até passar no teste do palito. Deixe esfriar antes de desenformar. Corte em 3 partes, obtendo 3 discos que serão recheados e cobertos com a ganache.
Para a ganache, derreta o chocolate em banho maria ou no microondas. Adicione o creme de leite e misture bem, para que fique liso. Acrescente a manteiga e a glicose e misture até ficar homogêneo.
Para montar, recheie a primeira camada do bolo com a ganache, a segunda com o doce de leite, e cubra todo o bolo com o restante da ganache.

Fonte: Chocolatria e Ricardo Cuisine.

16

Bolo Fudge de Chocolate

Se você nunca tentou fazer um bolo festivo, poderia começar com esse. A massa é muito fácil de fazer e não requer batedeira ou técnica avançada. O segredo é apenas retirar do forno na hora certa, mas para isso é só ficar atento nos últimos minutos. A cobertura, então, é maravilhosa, rápida de preparar e aplicar: as pessoas irão pensar que você passou meia hora alisando o bolo com a espátula. E como se não bastasse, é um bolo maravilhosamente delicioso e úmido, daqueles que você sabe que irá preparar muitas vezes.

Bolo
Ingredientes:
150 g de chocolate meio amargo picado
2 xícaras (chá) de açúcar
1/2 xícara (chá) de leite + 1/2 xícara (chá) de água (usei 1 xícara de leite desnatado)
110 g de manteiga sem sal
1/3 de xícara (chá) de óleo (canola ou girassol)
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
4 colheres (sopa) de cacau em pó
1 pitada de bicarbonato de sódio
3 colheres (chá) de fermento em pó
2 ovos
Manteiga e Farinha de trigo, para untar e polvilhar

Cobertura
Ingredientes:
300 g de chocolate meio amargo grosseiramente picado
150 ml de creme de leite fresco
70 g de manteiga
1/2 xícara (chá) de lâminas de amêndoas torradas para decorar

Preaqueça o forno a 180°. Unte com manteiga uma fôrma redonda de 25 cm de diâmetro. Forre o fundo com papel manteiga, unte por cima do papel e polvilhe levemente com farinha de trigo (se quiser pode dispensar o papel, mas eu gosto de usar em bolos úmidos como esse). Numa panela, misture o chocolate picado, o açúcar, o leite e a água. Leve ao fogo médio, mexendo sempre. Quando derreter, retire do fogo. À panela com a mistura de chocolate, junte a manteiga e o óleo, deixando a manteiga derreter. Misture apenas para incorporar. Numa tigela grande, peneire a farinha, o cacau em pó, o bicarbonato e o fermento em pó. Despeje por cima a mistura de chocolate e misture bem. Adicione um ovo de cada vez, misturando bem em cada adição. Transfira a massa para a fôrma e leve para assar por cerca de 30 minutos (o meu demorou um pouco mais que 35 minutos). Depois de 30 minutos de forno, faça o teste do palito no centro do bolo a cada 3 minutos: ele não pode sair muito molhado e nem seco, apenas com migalhas úmidas grudadas no palito. Deixe o bolo esfriar na própria fôrma, sobre uma grade.

Para a cobertura, leve o chocolate ao microondas por 30 segundos, apenas para que ele amoleça um pouco (ele vai parecer duro ainda, mas por dentro ele já está aquecido). Em outro recipiente, derreta a manteiga também por 30 segundos e reserve. Numa panelinha, coloque o creme de leite e leve ao fogo médio. Quando ferver, retire do fogo e despeje no chocolate amolecido. Misture bem, até obter um creme liso. Acrescente a manteiga derretida e misture novamente. Faça a cobertura quando o bolo já estiver frio (você pode preparar o bolo de véspera e deixar a cobertura para o dia), assim ela atinge o ponto de secagem mais facilmente.

Montagem do bolo: depois de desenformar o bolo no prato em que vai servir (você pode deixar o fundo do bolo como topo, pra deixá-lo mais liso na parte de cima), retire o papel manteiga e despeje a cobertura no centro do bolo. Você vai espalhar a cobertura apenas movimentando o prato, girando de forma que a cobertura vá caindo nas laterais e percorrendo todo o bolo. Dessa forma a cobertura fica bem lisa, sem necessidade de usar espátula. Se for usar espátula, use apenas nas laterais, mas não é necessário. Limpe as bordas, se quiser, caso tenha escorrido muita cobertura no prato. Distribua as amêndoas na borda do bolo (eu acabei colocando nas laterais também, mas é um trabalho desnecessário). A cobertura deve endurecer levemente, mas continua macia e brilhante.

Fonte: No Calor do Fogão e Panelinha.

26

Bolo Mármore de Baunilha, Laranja e Chocolate


Bolo Mármore é a cara da minha adolescência, quando eu e minha irmã inventávamos de fazer bolo usando apenas uma colher de pau e um batedor de claras arcaico. Nessa época ela era a especialista em bolos e eu achava que não tinha muito jeito pra coisa, mas foi só adquirir minha primeira batedeira pra mudar de ideia. A receita é daqueles tempos, mas agora adicionei um terceiro elemento de cor e sabor: laranja.
É um bolo simples, mas o toque de laranja o deixa mais interessante. E ficou como eu me lembrava: bem úmido e saboroso, com o adicional de nenhuma dor no braço.

Ingredientes:
200 g (1 xícara) de manteiga sem sal em temperatura ambiente
200 g (1 xícara) de açúcar
3 ovos grandes
200 g (1 e 1/3 de xícara) de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
4 colheres (sopa) de leite
1 colher (chá) de extrato (ou essência) de baunilha
2 colheres (sopa) de chocolate em pó (usei 1 colher de cacau em pó)
Raspas de 1 laranja
2 gotas de corante alimentício em gel na cor laranja (usei o orange, da Wilton)

Preaqueça o forno em 180°. Unte e polvilhe uma forma de buraco no meio pequena (18 a 20 cm). Na batedeira, bata a manteiga e o açúcar até que fique um creme fofo e claro. Junte os ovos, um a um, batendo bem a cada adição, até que fique homogêneo. Adicione aos poucos a farinha de trigo e o fermento, revezando com o leite.
Divida a massa em 3 partes, deixando uma delas com um pouco mais de massa. Na massa maior, junte a baunilha e misture bem. Na segunda massa, junte o chocolate e misture bem. Na terceira, junte as raspas e o corante e misture até que a cor fique homogênea.

Despeje a massa maior, a de baunilha, na forma, cobrindo todo o fundo. Depois acrescente a de laranja bem ao meio. Por cima acrescente a de chocolate. Agora você vai mergulhar um garfo na massa, com cuidado, fazendo um movimento da lateral para o centro da forma, trazendo um pouco da massa de baunilha, que está embaixo, para cima, como se formasse um círculo com o garfo. Vá girando a forma e fazendo isso em toda a massa. Não se preocupe em ficar perfeito, o importante é que as cores não se misturem tanto, apenas formem um leve efeito de mármore. Dessa forma os sabores podem ser apreciados separadamente.

Fonte: Adaptado de Fichário Cozinha Criativa.

17

Bolo Invertido de Pêras e Maple

Apesar de ter um certo receio em prepará-los, os bolos invertidos são lindos e deliciosos e esse eu não poderia deixar de fazer, principalmente pela calda feita com maple syrup. Além de fugir do caramelo que, como a Letícia, eu não acerto quase nunca, o sabor ficou especial e combinou muito bem com as pêras. A massa fica bem fofa e a calda não chegou a derramar, como a versão original, acredito que porque diminuí a quantidade de maple, afinal não é o ingrediente mais barato do mundo.

Ingredientes:
Calda:
45 g de manteiga
3/4 de xícara de maple syrup (usei 1/2 xícara)
1/4 de xícara de açúcar mascavo medido apertado

Frutas:
3 a 4 pêras (o necessário para cobrir a assadeira, usei 3)
Suco de 1/2 limão

Bolo:
120 g de manteiga em temperatura ambiente
3/4 de xícara de açúcar
1 colher (chá) de extrato de baunilha
2 ovos grandes
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo
1 e 1/2 colher (chá) de fermento em pó
1/4 de colher (chá) de sal
1/2 xícara de leite

Preaqueça o forno a 180°. Misture o suco de limão com um pouco de água numa tigela. Prepare as pêras, descartando o centro e cortando-as em fatias finas. Molhe as fatias na água com limão para que não oxidem. Escorra e reserve.
Para a calda, derreta a manteiga numa panela pequena. Adicione o maple syrup e o açúcar mascavo e misture até que o açúcar dissolva. Deixe ferver e conte 2 minutos apurando. Retire do fogo e deixe esfriar um pouco. Despeje sobre uma assadeira redonda de 23 cm (usei uma de 26 cm). Agora vá distribuindo as fatias de pêra sobre a calda na assadeira formando um círculo (eu tentei fazer de outra forma, como se fosse uma flor). Reserve.
Para o bolo, bata a manteiga e o açúcar na batedeira, até que fique um creme fofo e claro. Junte a baunilha e os ovos, um por vez, sempre batendo até ficar homogêneo. Numa outra vasilha, misture a farinha de trigo, o fermento e o sal. Adicione 1/3 dessa mistura ao creme de manteiga, misturando só para incorporar. Agora metade do leite, incorpore. Mais 1/3 da mistura de trigo, depois a outra metade do leite e, por fim, o restante do trigo.
Distribua a massa sobre as pêras com cuidado, alisando a massa com uma espátula. Asse até que fique dourado e as laterais do bolo comecem a soltar da assadeira (faça o teste do palito, se quiser), o que leva de 40 a 50 minutos (a minha assou em 40 minutos). Deixe esfriar por 5 minutos.
Certifique-se que o bolo está solto da assadeira, passando uma faca ou espátula nas beiradas do bolo. Desenforme-o sobre o prato de servir (ponha o prato sobre a assadeira e inverta, para que o bolo caia sobre o prato). Sirva morno ou em temperatura ambiente.

Fonte: No Calor do Fogão e The New York Times.

38

Sacripantina [5 anos de blog]


Não sou muito fã de tortas feitas com pão-de-ló, mas sempre tive curiosidade com a torta Sacripantina, uma sobremesa de origem italiana que fez muito sucesso no Brasil na década de 50 e que lembra um pouco o Tiramisù. Pelo pouco que encontrei sobre a torta, ela foi inventada por Giovanni Preti, em 1851, para homenagear o personagem Sacripante, do poema Orlando Furioso, por sua personalidade arrogante, sedutora e robusta.

Realmente, robusta é uma boa definição para a Sacripantina, com suas camadas de creme amanteigado à base de zabaione, enriquecidas com café e chocolate e cobertas por biscoitos Amaretti. É uma torta trabalhosa, para ocasiões especiais, e ela foi escolhida para comemorar os 5 anos do Quiche de Macaxeira.

Caso queira diminuir o teor alcoólico da receita, sugiro molhar o bolo com uma calda comum de açúcar ou diluir um pouco a bebida que for usar. Do contrário, faça um brinde a cada fatia.

E não esqueçam de conferir o resultado do sorteio!

Ingredientes:
Pão-de-ló:
60 g (1/2 xícara) de farinha de trigo
55 g (1/2 xícara) de amido de milho
1 pitada de sal
4 ovos, em temperatura ambiente, separados
3/4 xícara de açúcar
1 colher (chá) de extrato ou essência de baunilha

Recheio:
150 g de chocolate meio amargo picado
2 colheres (sopa) de café instantâneo
2 colheres (sopa) de água
4 gemas grandes
3/4 de xícara de açúcar
1/3 de xícara de conhaque (usei Cointreau)
300 g (1 e 1/2 xícara) de manteiga

Montagem:
1/2 xícara de vinho Marsala ou do Porto (usei do Porto)
3 xícaras de biscoito amaretti ou biscoito champanhe esmigalhado
Açúcar de confeiteiro e/ou cacau em pó a gosto

Aqueça o forno a 180°. Unte o fundo e as laterais de 2 fôrmas de 20 cm de diâmetro (usei 2 fôrmas comuns de 18 cm, a receita sugere uma forma grande de aro removível de 20 cm). Forre o fundo das fôrmas com um disco de papel manteiga e polvilhe tudo com um pouco de farinha de trigo, retirando bem o excesso.

Para a massa, primeiro separe numa tigela pequena a farinha, o amido e o sal. Reserve.
Bata as gemas na batedeira com 1/4 de xícara do açúcar e a baunilha, até que fique um creme esbranquiçado. Em uma outra tigela, bata as claras em velocidade baixa, até espumar. Aumente a velocidade gradualmente e bata até formar picos moles. Vá acrescentando o açúcar restante, 1 colher de chá de cada vez, e continue batendo até formar picos firmes. Com uma espátula, misture as gemas às claras. Acrescente a farinha, peneirando por cima, em três adições e incorpore delicadamente. Despeje a massa nas fôrmas e asse o pão-de-ló por 20 a 25 minutos (os meus assaram em 22 minutos) ou de 35 a 45 minutos se usar apenas uma fôrma grande. Ele deve ficar dourado e passar no teste do palito. Passe uma faca ao redor da fôrma, para soltar a massa, retire o papel, desenforme e deixe esfriar sobre grade.

Para os recheios, derreta o chocolate em banho-maria ou microondas e dissolva o café em 2 colheres de água. Reserve-os. Bata as gemas e o açúcar, junte o conhaque e coloque-os numa tigela em banho-maria com água quente, sem ferver (a tigela não deve encostar na água). Bata essa mistura constantemente, até engrossar (você pode fazer isso com um fouet ou usar uma batedeira de mão). Retire do fogo e continue batendo por 4 a 9 minutos até esfriar, adicionando 1 colher de sopa de manteiga de cada vez (nessa parte é melhor com batedeira). Bata até ficar um creme liso. Divida o creme em duas partes iguais. Ao primeiro creme você adiciona o chocolate derretido e, ao segundo, o café dissolvido. Em cada um, bata mais um pouco para que misture bem.

Para a montagem, corte cada pão-de-ló em duas camadas iguais (ou em quatro camadas iguais, se fizer na fôrma grande) com a ajuda de uma faca grande de serra. Pincele as camadas com o vinho Marsala ou do Porto, umedecendo bem. Espalhe com uma espátula um pouco de creme de café sobre uma camada do pão-de-ló. Cubra com mais uma camada do bolo e espalhe por cima uma parte do creme de chocolate (cerca de 6 colheres de sopa). Coloque por cima mais uma camada de bolo e espalhe umas 5 colheres do creme de café. Cubra novamente com bolo e espalhe o creme de chocolate sobre toda a torta. Leve à geladeira por alguns minutos e espalhe o restante do creme de café sobre tudo. Polvilhe toda a torta com os biscoitos esmigalhados e leve para gelar. Antes de servir, polvilhe com cacau em pó e/ou açúcar de confeiteiro.

Fonte: Recorte antigo sem fonte, acredito que alguma revista Claudia antiga.

10

Bolo de Cacau e Coco


Ontem foi um dia feliz. Daqueles que você acha que, mesmo com os problemas, está tudo certo, como deveria estar. Além disso foi aniversário da minha mãe, e levei pra ela esse bolo. Foi feito de última hora, porém com muito carinho. Ele é ótimo pra quem não gosta de bolos doces demais e o sabor do coco na massa fica sutil. É uma receita da Donna Hay e ela sugere apenas polvilhar com cacau e servir morno com chantilly, mas no caso achei melhor uma cobertura mais festiva e bem rústica, como eu gosto.

Ingredientes:
Bolo:
250 g de manteiga sem sal
3/4 de xícara de cacau em pó peneirado
1 e 1/3 de xícara de açúcar refinado (usei cristal)
3 ovos
1 e 1/2 xícara de coco ralado desidratado
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo
1 e 1/2 colher (chá) de fermento em pó
3/4 xícara de leite (usei desnatado)

Cobertura:
150 g de chocolate amargo (usei 60%)
1/2 xícara de creme de leite
1/2 xícara de flocos de coco
1 colher (sopa) cheia de açúcar

Preaqueça o forno em 180°. Prepare uma forma redonda de 24 cm untando-a e forrando o fundo com um disco de papel manteiga. Derreta a manteiga, despeje-a numa tigela grande e deixe esfriar um pouco. Vá adicionando todos os outros ingredientes, misturando com um fouet, espátula ou colher de pau até que fique homogêneo. Distribua a massa na forma e leve para assar por 35-50 minutos (o meu assou em 40 minutos). Deixe esfriar sobre grade.
Cobertura de ganache: numa panelinha, em fogo baixo, leve o chocolate e o creme de leite para derreter, mexendo sempre, com cuidado para não queimar/ferver, até que fique brilhante. Cubra o bolo quando este já estiver frio.
Crocante rápido de coco: numa panela, junte o açúcar e os flocos de coco e em fogo baixo/médio vá mexendo até que os flocos fiquem dourados e o açúcar cristalize um pouco. Deixe esfriar (coloque na geladeira) antes de jogar por cima da cobertura.

Fonte: Modern Classics, Book 2 – Donna Hay.

14

Bolo de Banana e Chocolate [também com versão sem glúten e sem lactose]

Esse é o bolo ideal para aproveitar aquelas 2 bananas que sobram na fruteira e ninguém quer mais. Extremamente macio, cheiroso e saboroso e incrivelmente fácil de fazer, sem necessidade de batedeira ou mesmo liquidificador. É uma massa típica de muffin, então pode ser assada em forminhas, caso queira (atente apenas para o tempo de forno, que deve diminuir).
Como essa receita já foi muito publicada (mais um sinal de que é boa), deixo aqui as quantidades de meia receita, que acho mais adequada pra mim.

Ingredientes:
125 g de farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento em pó
65 g de manteiga sem sal derretida
125 g de açúcar
2 bananas prata maduras amassadas
1 ovo
1/2 colher (chá) de baunilha
90 g de chocolate meio amargo picado

Ingredientes (versão sem glúten e sem lactose):
125 g de farinha sem glúten (já usei a Mix Dolci, da Schar, mas 100 g de farinha de arroz + 25 g de amido de milho é a mesma coisa)
1 colher (chá) de fermento em pó
65 g de óleo vegetal
125 g de açúcar
2 bananas pratas maduras amassadas
1 ovo
1/2 colher (chá) de baunilha
80 g de chocolate amargo sem leite picado (uso uma barra de chocolate vegetal Chokolah, 62%)

Numa tigela grande, peneire a farinha e o fermento. Junte o chocolate, misture um pouco e reserve. Noutra tigela, misture o açúcar, a banana, o ovo, a baunilha e a manteiga (ou óleo) já derretida. Despeje sobre a farinha reservada e junte tudo grosseiramente, apenas para que fique misturado. Leve ao forno preaquecido (180°) numa fôrma de 10cmx20cm (forma inglês pequena) por cerca de 40 minutos, ou até que fique bem dourado e passe no teste do palito. Deixe esfriar por 5 minutos na forma para então desenformar e esfriar sobre grade.

Fonte: Technicolor Kitchen e Feijão no Prato.

20

Loaf de Frutas Amanteigado


Ter um plano traçado é útil e prático. Mas deixar as coisas ao acaso de vez em quando pode ser bem interessante pra vida, ainda que arriscado e romântico. Quase nada arriscado se for uma simples receita escolhida ao acaso abrindo um livro delicioso da Donna Hay. E pra provar como às vezes o destino pode ser bondoso, é um bolo extremamente simples e prático de fazer, com uma textura macia, melhor que muitos bolos que precisam de batedeira, e ainda por cima eu tinha adquirido recentemente uma fôrma pequena ideal para a receita.
O original é feito com tâmaras e pecãs, mas você pode usar quaisquer tipos de frutas secas. Caso não tenha a fôrma desse tamanho, vale a pena dobrar a receita, pois é um loaf bem pequeno.

Ingredientes:
1 e 1/2 xícara de farinha de trigo
1 e 1/2 colher (chá) de fermento em pó
2/3 de xícara de açúcar refinado (usei cristal)
1/2 xícara de cranberries secas
1/2 xícara de uvas passas
1/2 xícara de castanhas-do-Pará picadas grosseiramente
125 g de manteiga
1/4 de xícara de leite
2 ovos

Preaqueça o forno em 160° (baixo). Numa vasilha grande, peneire a farinha e o fermento. Adicione o açúcar, as frutas e a castanha e misture tudo. Reserve.
Leve a manteiga e o leite ao fogo apenas para derreter. Adicione tudo à mistura de farinha, juntamente com os ovos e mexa até que esteja homogêneo (não precisa bater ou misturar demais).
Despeje a massa numa fôrma de 10cmx20cm (forma inglês pequena) e asse por cerca de 1 hora e 15 minutos ou até que passe no teste do palito (o meu assou em 1 hora e 5 minutos). Deixe esfriar por 5 minutos na forma.

Fonte: Modern Classics, Book 2 – Donna Hay.