60

Waffles, Waffles e Waffles


Minhas primeiras experiências com waffles não foram boas, mas há um tempinho atrás provei um waffle que achei delicioso (eu sempre tento dar chance pra coisas que não gosto) e, juntando a isso o apelo nos blogs, acabei querendo comprar uma máquina. A Cinara conhece minha saga em busca da máquina de waffle e me deu várias dicas, mas a maioria das marcas com qualidade só vendia em uma voltagem incompatível com a minha cidade. Acabei comprando uma de certa marca e detestei: a massa derramava pelas laterais e o waffle ficava tão fino que no lugar dos sulcos ficavam buracos. Pedi meu dinheiro de volta e comprei uma bem mais cara, mas que valeu a pena: os waffles ficam enormes e fofos, pois você pode virar a máquina, e a massa não derrama, pois tem uma área interna só pra isso.
O resultado de tudo isso é que agora estou viciada em waffles e deixo aqui 3 receitas que aprovei.

A primeira é a da foto acima e fica absolutamente deliciosa, não precisa de nenhuma cobertura (neste coloquei nutella), a melhor maneira de comê-lo é puro, bem quentinho: tem o estilo de pão, fica crocante por fora e fofinho por dentro. A massa pode ser feita à noite e guardada na geladeira pra ser assada pela manhã. A segunda é uma receita básica, estilo panqueca, bem prática e gostosa. A terceira é com limão e fica muito boa com qualquer tipo de mel.

Waffle Tipo Belga (feito com fermento biológico)
Ingredientes:
7 g de fermento biológico seco (granulado)
2 xícaras (chá) de leite morno
2 e 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1/4 colher (chá) de sal
1 colher (sopa) de açúcar baunilhado (ou comum)
4 ovos
1 colher (chá) de baunilha (se usar o açúcar comum)
1/2 xícara (chá) de manteiga derretida (usei um pouco menos de manteiga da terra)

Dissolva o fermento no leite. Deixe descansar por 10 minutos. Numa tigela bem grande, junte a farinha, o sal e o açúcar. Em separado, bata as gemas ligeiramente e junte-as à mistura de fermento. Agora despeje tudo sobre os ingredientes secos. Junte também a baunilha e a manteiga, misturando bem. Bata as claras em neve e incorpore-as à massa. Deixe descansar por 45 minutos ou até dobrar de tamanho num ambiente sem correntes de ar. Asse conforme a máquina.

Fonte: All Recipes.

Waffles Americanos (feito com fermento químico)
Ingredientes:
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 colher (chá) de sal
1 e 3/4 de xícara (chá) de leite
1/3 de xícara (chá) de óleo vegetal
2 ovos
Junte a farinha, o açúcar, o fermento e o sal. Bata juntos o leite, o óleo e os ovos. Junte os líquidos com os secos só até misturar. Asse conforme a máquina.

Fonte: Receituário da máquina.

Waffles de Limão
Ingredientes:
4 ovos
1/4 de xícara (chá) de açúcar
1/2 colher (chá) de sal
1 xícara (chá) de leite
1 colher (sopa) de suco fresco de limão.
Raspas de 1 limão inteiro
1/4 de xícara (chá) de manteiga derretida
1 e 1/4 de xícara (chá) de farinha de trigo
1/2 colher (chá) de fermento em pó
Bata as gemas com o açúcar e o sal. Junte o leite, o suco de limão, as raspas e a manteiga, batendo bem. Adicione a farinha e o fermento. Bata as claras em neve e as incorpore à massa. Asse conforme a máquina.

Fonte: Mr. Breakfast.

Anúncios
13

Bolo de Laranja da Vó da Bia


Minha irmã é louca por bolos, de todos os tipos e a qualquer hora, mas sei que ela adora um bolinho macio e simples, pra comer no café-da-manhã. Foi por isso que preparei esse pro dia do aniversário dela e ela gostou demais (aliás, a foto do pedaço foi ela que tirou). Desculpa à Bia ter roubado mais uma receita dela, mas não pude evitar. O bolo é muito fofo e o fato de não levar manteiga não tira em nada seu sabor e textura e a cobertura aqui é apenas uma sugestão.

Ingredientes:
2 xícaras (chá) de açúcar
1 e 1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
1/2 xícara (chá) de fécula de batata
1 xícara (chá) de suco de laranja
1 colher (sopa) de fermento
5 ovos

Peneire juntos a farinha de trigo, a fécula de batata e o fermento. Reserve. Bata as claras em neve e reserve. Numa outra vasilha, bata as gemas com o açúcar até ficar um creme claro. Vá juntando o suco de laranja alternando com a mistura de ingredientes secos – isso tudo pode ser feito na batedeira. Agora incorpore as claras com uma espátula delicadamente. Despeje numa forma bem untada e polvilhada com farinha de trigo ou forrada com papel manteiga no fundo para facilitar desenformar (a massa é volumosa, eu usei duas formas redondas, uma grande e uma pequena). Assar a 170°C durante 40 minutos (ou até passar no teste do palito). Desenformar e deixar esfriar sobre uma grade.

Cobertura:
Leve ao fogo, como se fosse fazer um brigadeiro: 1/2 lata de leite condensado, raspas de laranja a gosto, 1 colher (sobremesa) de manteiga e 1/4 xícara (chá) de leite, até dar o ponto desejado.

Fonte: L’amour dans l’assiette.

42

Pudim de Tapioca


Quem anda por aqui conhece a minha luta com o caramelo, mas sabe que hoje eu até que consegui? Foi um feito: ficou com gosto de caramelo e não amargou, mas ainda vou lutar mais um pouco pra aprender. A cautela foi tanta que eu fiz só um pouquinho, mas o pudim é tão gostoso que não fez diferença. A receita pesquei do blog da Bia, minha querida amiga secreta, que finalmente recebeu seus presentes.
Eu imaginei que por ser de goma ele poderia ficar com uma textura parecida com tapioca, levemente elástica, mas fica como qualquer outro pudim, só que com a casquinha diferente. Como não costumo desenformar pudins (nunca dá certo), usei uma fôrma de vidro para pudins: é ótima pra visualizar no forno e depois vai direto pra geladeira, recomendo. Mas como ela tem a capacidade de 1 litro e meio, fiz apenas meia receita.

Ingredientes:
1 litro de leite
1 xícara (chá) de fécula de mandioca (polvilho doce, goma, tapioca)
200 g de côco ralado
4 ovos
1 xícara (chá) de açúcar
1 lata de leite condensado (395 g)
1 colher (sopa) de manteiga
1 pitada de sal

Ferva o leite e misture-o com a fécula numa tigela. Deixe descansar por 30 minutos, para hidratar. Preaqueça o forno em 180°.
Bata no liqüidificador os ovos, o côco e um pouco do leite com fécula, já frio. Bata por 3 minutos. Adicione os outros ingredientes e bata bem. Faça um caramelo na forma (capacidade de 2 litros para a receita inteira) e despeje nela a mistura. Leve ao forno em banho-maria por 1 hora e meia. Espere amornar para desenformar.

Fonte: L’amour dans l’assiette.